×
ContextoExato

Produtores do Distrito Federal voltam a ter irrigação liberada

Produtores do Distrito Federal voltam a ter irrigação liberadaFoto:

O Reservatório do Descoberto está com 96% da sua capacidade

Correio Braziliensse - 18/12/2018 - 08:54:08

A situação crítica de escassez hídrica no Distrito Federal será suspensa com a revogação, na sexta-feira, da Resolução nº 15, de 16 de setembro de 2016. A medida foi tomada porque os Reservatórios do Descoberto, em Brazlândia, e de Santa Maria, no Parque Nacional de Brasília, estão com níveis satisfatórios de armazenamento — 96,8% e 62,7%, respectivamente, segundo medição feita pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico (Adasa).

Com a medida, os produtores rurais também terão ampliado o período de captação de água para irrigação. Antes restrita ao intervalo das 6h às 9h e das 17h às 18h30, a depender do afluente, agora a irrigação está liberada, desde que seja observada a vazão de retirada outorgada pela Adasa para a propriedade.

A decisão de suspender a situação crítica de escassez hídrica foi tomada em reunião da diretoria colegiada da Adasa, segundo o diretor-presidente da agência, Paulo Salles. “De acordo com nossas simulações, acreditamos que não teremos esse problema em 2019. Pode haver uma diminuição no volume dos reservatórios, mas esperamos que eles fiquem em um volume aceitável”, afirmou Salles.

Restrições

A Adasa declarou o estado de alerta em 16 de setembro de 2016. Em um documento divulgado na data, a agência explicou que a medida era estabelecida sempre que o nível diário de volume útil dos reservatórios de Brasília fosse igual ou inferior a 40% — naquele dia, o reservatório do Descoberto estava com 40% da sua capacidade.

A partir do documento, a Adasa estabeleceu uma série de medidas para conter os impactos da crise hídrica no DF, como a redução da pressão dinâmica nas redes de distribuição de abastecimento de água no período das 22h às 5h. Além disso, a agência pediu que a população deixasse de usar a água fornecida pela Caesb para atividades como: lavagem de veículos, garagens, calçadas, fachadas prediais, irrigação paisagística e manutenção de piscinas.

O DF passou por um racionamento de água entre 16 de janeiro de 2017 e 14 de junho de 2018. O nível das barragens caiu ao longo de 2017. Em novembro, o Descoberto chegou a 5,3% da capacidade, e o de Santa Maria marcou 21,9%, os piores índices da história.

Comentários para "Produtores do Distrito Federal voltam a ter irrigação liberada":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório