×
ContextoExato

Professor cria podcast de matemática para pessoas com deficiência visual

Professor cria podcast de matemática para pessoas com deficiência visualFoto:

Tudo começou em 2019

Estadão Conteúdo - 07/06/2020 - 21:25:58

João Vinhosa começou a dar aulas online no ano passado, em Recife, para um grupo de cegos de Cascavel (Paraná). A iniciativa levou à criação do projeto 'Matemática em Conta-Gotas', que já publicou quatro episódios de curta duração. Material será reunido em uma audioteca de acesso gratuito. "O aluno é capaz de entender coisas consideradas incompreensíveis, mas é importante convencê-lo nos primeiros instantes, ele tem que ser conquistado de imediato".


Ouça essa reportagem com Audima no player acima ou acompanhe a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda.


“O aluno despreparado é, compreensivelmente, impaciente. Isto obriga o professor a motivá-lo logo nos primeiros instantes de cada aula, sob pena de não conseguir a sua atenção”, diz o professor João Vinhosa, de 73 anos, que está à frente do podcast ‘Matemática em Conta-Gotas’, criado para ensinar a matéria para pessoas com deficiência visual.

Tudo começou em 2019, quando foi criado um grupo de estudos à distância de matemática para pessoas com deficiência visual, batizado de ‘Entenda Matemática CVL’, formado por cinco alunos que se reúnem toda quinta-feira em uma sala do Núcleo de Apoio às Pessoas com Deficiência Visual da biblioteca municipal de Cascavel, no Paraná. Nessa época, o professor, ainda morava em Recife (PE), mas Vinhosa está atualmente em Itaperuna (RJ) para se proteger durante a pandemia do coronavírus.

“O objetivo inicial do grupo era levar, em tempo relativamente curto, pessoas com deficiência visual, que não aprenderam matemática quando a matéria lhes foi apresentada na escola, a dominar todos os conceitos de equações de segundo grau. Em outras palavras, levar o aluno do nível ‘zero’ ao entendimento total do que realmente importa”, explica o professor.


Episódio 1 – O Método da Experimentação

http://plancol.com.br/matematica/AUD-20200527-WA0030.mp3


Vinhosa chama atenção para o perfil “extremamente improvável” do grupo de Cascavel, com média de 35 anos de idade, três com formação superior em Pedagogia e um em História. “Por si só, isso indica que nenhum deles tinha aptidão para matemática quando a matéria lhes foi apresentada na escola”, comenta.

“Considerando a impossibilidade de se ensinar matemática para uma pessoa que não domina os pré-requisitos necessários ao assunto que vai ser estudado, foi necessário fazer uma programação destinada exclusivamente ao grupo de estudos. Devido à particularidade do caso, textos específicos para dar suporte às aulas tiveram que ser preparados. Por razões econômicas, os textos não foram impressos em braile, o que dificulta muito certas partes da matéria. Com toda a certeza, o rendimento dos alunos aumentaria substancialmente se os textos tivessem a sua versão em braile”, avalia Vinhosa.

Na programação que foi feita para o grupo, diz o professor, atenção especial foi dada para três coisas “que são óbvias, porém frequentemente negligenciadas”, diz.


Episódio 2 – A letra “x” não caiu de paraquedas

http://plancol.com.br/matematica/AUD-20200527-WA0031.mp3


“Para que o aluno despreparado entenda a matéria, é necessário que o professor desça ao nível do aluno e venha raciocinando junto com ele até o ponto desejado”, orienta o docente. “O aluno despreparado, na maioria das vezes, sofre de ‘trauma de matemática’, mal psicológico ocasionado pela suposta incapacidade de aprender a matéria. Tal trauma, se não for adequadamente tratado, provoca o bloqueio mental e impede o aprendizado da disciplina”, esclarece. “O aluno despreparado é, compreensivelmente, impaciente. Isso obriga o professor a motivá-lo logo nos primeiros instantes de cada aula, sob pena de não conseguir a sua atenção”, defende Vinhosa.

“Uma coisa tem que ficar bem clara: é preciso convencer o aluno, logo nos primeiros minutos, que ele é capaz de entender coisas que, no seu julgamento, eram incompreensíveis. É importante convencê-lo logo nos primeiros instantes para que sua atenção seja atraída. Ou seja, o aluno despreparado tem que ser conquistado de imediato”, recomenda o professor.

O podcast ‘Matemática em Conta-Gotas’ foi criado em janeiro deste ano, estimulado pelo sucesso do grupo de Cascavel, e usa como base os textos elaborados para apoiar as aulas à distância.


Episódio 3 – A inteligência do problema

http://plancol.com.br/matematica/AUD-20200527-WA0032.mp3


Inicialmente, o material didático foi dividido em capítulos, que foram separados em vários áudios com aproximadamente dez minutos de duração cada. Todo o material, áudios e textos, serão liberados gratuitamente, à medida que forem produzidos e apresentados ao Grupo Cascavel.

“É de se destacar que estarão prestando um inestimável serviço à sociedade todos aqueles que se esforçarem para repassar aos interessados o que aprenderem neste nosso ‘Matemática em Conta-Gotas’, projeto que tem como um dos principais objetivos formar monitores de Matemática Básica para pessoas com deficiência visual”, ressalta o professor.

João Vinhosa escreveu o artigo ‘O aprendizado de matemática em ambiente de Audioteca’ , publicado no último domingo, 31 de maio, na página Alerta Total , no qual descreve a cronologia do projeto desde 2013.

Quem tiver interesse em conhecer mais o projeto pode fazer contato pelo joaobatistavinhosa@gmail.com.


Episódio 4 – As propriedades das igualdades

http://plancol.com.br/matematica/AUD-20200527-WA0033.mp3



Para receber as reportagens do #blogVencerLimites no Whatsapp, mande ‘VENCER LIMITES’ para +5511976116558 e inclua o número nos seus contatos. Se quiser receber no Telegram, acesse t.me/blogVencerLimites.

VencerLimites.com.br é um espaço de notícias sobre o universo das pessoas com deficiência integrado ao portal Estadão. Nosso conteúdo também está acessível em Libras, com a solução Hand Talk, e áudio, com a ferramenta Audima.

Todas as informações publicadas no blog, nas nossas redes sociais, enviadas pelo Whatsapp ou Telegram são produzidas e publicadas após checagem e comprovação. Compartilhe apenas informação de qualidade e jamais fortaleça as ‘fake news’. Se tiver dúvidas, verifique.

Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com. E acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais:
Facebook.com/VencerLimites
Twitter.com/VencerLimitesBR
Instagram.com/blogVencerLimites

Comentários para "Professor cria podcast de matemática para pessoas com deficiência visual":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório