×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 17 de janeiro de 2022

Professores da UnB que vão pesquisar uso da cloroquina são alvo de ataques

Professores da UnB que vão pesquisar uso da cloroquina são alvo de ataquesFoto: Rafaela Felicciano - Metrópoles

Reitora da instituição de ensino superior, Márcia Abrahão classificou os episódios como

Victor Fuzeira - Metrópoles - 25/05/2020 - 09:02:54

Professores da Universidade de Brasília (UnB) que estudam a eficácia do uso da cloroquina no tratamento de pacientes contaminados com o novo coronavírus viraram alvos de ataques. As agressões partem tanto de quem é a favor do uso do medicamento quanto entre aqueles que não concordam com o emprego do remédio.

Os episódios tiveram início ainda em abril, quando a instituição de ensino anunciou que um grupo da UnB iria se dedicar ao trabalho de pesquisa sobre a eficácia da droga. Os ataques foram realizados nas redes sociais e atingiram vários pesquisadores, incluindo de fora da universidade.

Um dos docentes alvo das agressões foi aprovado pelo Conselho Diretor da Fundação de Amparo a Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF) para tocar o estudo sobre o medicamento, que tem provocado polêmica e contribuiu para a queda dois ministros do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Reitora se manifesta

Após os ataques virem à tona, a reitora da UnB, Márcia Abrahão Moura, se pronunciou sobre as agressões, que classificou como “lamentável” e “inaceitável”. “O professor [alvo de protestos] tem sólida carreira na UnB, tem quase uma centena de artigos científicos publicados e é membro titular do Conselho Consultivo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária [Anvisa]”, reforçou.

A docente ressaltou a contribuição dos profissionais que gerem os estudos no combate à Covid-19. “A pandemia representa um dos maiores desafios de nosso tempo e só poderá ser superada com a ciência e a colaboração de todos”.

“É lamentável que cientistas brasileiros comprometidos com a busca de soluções para o grave problema que atravessamos estejam sendo alvo de tão deplorável prática, que, afinal, desacredita a ciência como um todo”, pontuou.

Em nota, Márcia afirmou que a UnB tem “compromisso com a ciência”. “É inaceitável que os pesquisadores estejam sofrendo ataques motivados por razões ideológicas e sem qualquer respaldo na realidade e em pesquisa científica. A UnB reitera seu compromisso com a defesa da ciência, da ética e do respeito ao próximo”.

Procurada, a Universidade de Brasília afirmou que os docentes não desejam se manifestar sobre os ataques sofridos, mas assegurou que mantém contato com o professor e tem prestado apoio ao educador.

R$ 3,6 milhões para pesquisas

Nessa quinta-feira (21/05), o Metrópoles mostrou que docentes da UnB tiveram projetos aprovados pelo Conselho Diretor da FAP-DF. As pesquisas custarão R$ 3,6 milhões e objetivam testar a eficácia do medicamento no combate à Covid-19.

A confirmação do patrocínio fará com que pesquisadores ligados à UnB passem a investigar cientificamente se a substância tem, de fato, alguma ação farmacológica segura na melhoria do quadro clínico de pacientes infetados pelo novo coronavírus.

Uma das pesquisas se propõe a realizar um “ensaio clínico multicêntrico, prospectivo, randomizado para avaliação do uso de hidroxicloroquina e azitromicina ou imunoglobulina em pacientes com insuficiência respiratória por Covid-19” em hospitais públicos credenciados.

Após a aprovação do patrocínio, os pesquisadores, agora, aguardam análises de consultores para verificação de relevância, pertinência e viabilidade de seus projetos.

“Apenas após essas etapas é que poderão ser contratados pelo poder público. Por essa razão, ainda não podemos informar datas específicas de início, tendo apenas prazos e valores estimados”, ponderou a UnB.

“O processo científico não pode ser refém de modismos e de opiniões que não sejam realmente calcadas em fatos comprovados por metodologias criteriosas”, frisou o presidente da FAP-DF, Alessandro Dantas.

“O que estamos fazendo é dar oportunidades a pesquisadores sérios para que cheguemos a um resultado, seja ele qual for”, assinalou o titular da fundação de apoio. “Os resultados sobre uma pesquisa também não podem ficar restritos a um pesquisador ou a um único enfoque, por isso temos direcionado o interesse em várias propostas que, juntas, nos trarão mais clareza sobre o tema.”

Comentários para "Professores da UnB que vão pesquisar uso da cloroquina são alvo de ataques":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Procura por vacina infantil contra a Covid-19 no DF é grande no primeiro dia

Procura por vacina infantil contra a Covid-19 no DF é grande no primeiro dia

Imunizante foi disponibilizado em 11 postos de saúde

Domingo de vacinação infantil contra a Covid-19

Domingo de vacinação infantil contra a Covid-19

Paco agradeceu aos profissionais da saúde que, de acordo com ele, estão empenhados, desde o início da pandemia, em atender a população.

Sete dúvidas sobre a vacinação infantil que você precisa tirar agora

Sete dúvidas sobre a vacinação infantil que você precisa tirar agora

Vacina contra covid já começa a ser aplicada em crianças de 5 a 11 anos em diversos estados brasileiros

DF começa hoje vacinação de crianças contra a Covid-19

DF começa hoje vacinação de crianças contra a Covid-19

Ao todo, 11 pontos de imunização funcionam das 8h às 17h

UBSs estão prontas para iniciar a vacinação infantil contra a covid

UBSs estão prontas para iniciar a vacinação infantil contra a covid

Neste domingo (16), serão vacinadas crianças de 5 a 11 anos com comorbidades ou deficiência permanente, e de 11 anos sem comorbidades

Excesso de velocidade lidera ranking das infrações de trânsito no DF

Excesso de velocidade lidera ranking das infrações de trânsito no DF

Como forma de reduzir esses índices, o Detran lança desafio Multa Zero para incentivar o não cometimento de infrações e assim evitar acidentes

Mais de 205 mil pessoas ainda não iniciaram a vacinação contra a Covid-19 no DF

Mais de 205 mil pessoas ainda não iniciaram a vacinação contra a Covid-19 no DF

Índice de imunização completa no DF é de mais de 85% da população com 12 anos ou mais

Confira os detalhes no DF para a vacinação de crianças contra a Covid-19

Confira os detalhes no DF para a vacinação de crianças contra a Covid-19

Imunização começa neste domingo (16) em 11 pontos de vacinação exclusivos para esse público

Defensoria exige atendimento humanizado do IML após extinção de ala reservada às vítimas de violência noDF

Defensoria exige atendimento humanizado do IML após extinção de ala reservada às vítimas de violência noDF

A DPDF destacou que na quarta-feira (5/1) foi demolido o espaço reservado ao atendimento médico pericial especializado. -

Saiba como funcionará a vacinação de crianças

Saiba como funcionará a vacinação de crianças

Intervalo entre as duas doses deve ser de oito semanas

Domingo começa vacinação de crianças contra a Covid-19

Domingo começa vacinação de crianças contra a Covid-19

“Essa é apenas a primeira etapa da vacinação das crianças. Nos reuniremos na semana que vem para levar a imunização até as regionais de ensino”, afirmou o governador em exercício, Paco Britto, em entrevista coletiva nesta quarta (12)