×
ContextoExato
Responsive image

Professores questionam militarização em escolas de Brasília

Professores questionam militarização em escolas de BrasíliaFoto: Renato Alves/Agência Brasília

Para o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), o modelo de gestão é positivo e já apresentou bons resultados. "Os números mostram que devemos investir mais no projeto", disse Ibaneis.

Por Redação E Andressa Reis-destak - 12/07/2019 - 11:44:33

Gestão compartilhada já funciona em quatro escolas do DF; governo pretende expandir modelo para mais seis.

O Governo do Distrito Federal anunciou nesta semana, que vai ampliar o modelo de gestão compartilhada entre as secretarias de Educação e de Segurança Pública, para mais seis escolas públicas. No entanto, professores e membros da comunidade escolar questionam a decisão.


De acordo com a diretora do Sindicato dos Professores (Sinpro) Rosilene Corrêa, os educadores continuam contra a militarização. "Esta decisão não cabe apenas governo, mas a toda a comunidade escolar. Nós queremos mais segurança na porta das escolas e não dentro da direção. Acreditamos na capacidade dos militares, porém eles não são capacitados na área de educação", disse.


Para o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), o modelo de gestão é positivo e já apresentou bons resultados. "Os números mostram que devemos investir mais no projeto", disse Ibaneis.

RELACIONADO

PM usa spray de pimenta durante confusão em escola

PM acusado de assediar estudante é afastado

O Sinpro solicitou ao governador quais foram os métodos de avaliação que apontaram a melhora na educação com a gestão. "Tivemos um militar afastado por suspeita de assédio sexual na escola em Sobradinho. O GDF não assume que com esse modelo também temos problema", avaliou Rosilene.

Até o fechamento da edição, não havia data para o debate com a comunidade escolar.

Comentários para "Professores questionam militarização em escolas de Brasília":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
...