×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 02 de julho de 2022

Proibir enfermeiros de inserir DIU prejudica mulheres pobres, alerta ex-ministro

Proibir enfermeiros de inserir DIU prejudica mulheres pobres, alerta ex-ministroFoto: Arquivo EBC

Para Arthur Chioro, decisão do governo Bolsonaro é pautada por conservadorismo e corporativismo da classe médica

Rede Brasil Atual - 26/12/2019 - 16:15:28

A decisão do Ministério da Saúde de proibir enfermeiros de aplicar o contraceptivo Dispositivo Intrauterino (DIU) em mulheres, anunciada no início da semana, foi “uma reação conservadora, corporativa, elitista, das entidades médicas”. Essa é a avaliação de Arthur Chioro, médico sanitarista e ex-ministro da Saúde. Para ele, restringir a aplicação do DIU apenas aos médicos vai afetar o atendimento das mulheres de baixa renda.

“Tremenda irresponsabilidade que resultará em desassistência a milhares de mulheres, principalmente as mais pobres, que dependem do Sistema Único de Saúde para garantir os seus direitos sexuais e reprodutivos, que serão desrespeitados”, afirmou o ex-ministro em entrevista à Rádio Brasil Atual.


O Conselho Federal de Medicina (CFM) comemorou a decisão, dizendo que o ministério impõe respeito à hierarquia normativa da assistência e que a tentativa de invasão de outros profissionais da medicina estaria causando inúmeros problemas à saúde dos brasileiros. Para Chioro, não há justificativa para proibir a atuação de uma categoria profissional que atua com o procedimento há cerca de 30 anos.

“Qual é a evidência científica? Qual é o número alarmante? Qual o número de vítimas causadas pela enfermagem? Não tem outra explicação que a apropriação pela lógica econômica da divisão social e técnica do trabalho”, disse.

:: Leia também: Retrospectiva 2019 | Menos médicos, menos investimento e um banho de agrotóxicos ::

Chioro ressaltou que o governo prometeu justamente o contrário quando anunciou mudanças na atenção básica, meses atrás. A promessa era que os profissionais de saúde ganhariam mais autonomia, ampliando os procedimentos que eles já realizavam.

“Esse governo é tão errático e irresponsável que, em vez de acontecer aquilo que eles mesmos anunciaram, a gente observa um retrocesso naquilo que eles pretendiam. A enfermagem tem total condição de fazer com toda segurança a implantação do DIU, que é um dos dispositivos que se utiliza no planejamento familiar. Não estamos falando de nenhum procedimento de alta complexidade que seja exclusivo da alçada do médico”, afirmou.

Edição: Rede Brasil Atual

Comentários para "Proibir enfermeiros de inserir DIU prejudica mulheres pobres, alerta ex-ministro":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Professora Marina Dias e o sonho paralímpico da paraescalada

Professora Marina Dias e o sonho paralímpico da paraescalada

Professora foi 1ª brasileira a competir e ganhar medalha no exterior

Atriz brasileira se aproxima do seu sonho ao explorar mais na China

Atriz brasileira se aproxima do seu sonho ao explorar mais na China

A brasileira de 39 anos foi para Nanjing, na China, em 2014 para aprender chinês porque queria trabalhar como tradutora depois de voltar ao Brasil.

Klara Castanho: Entrega à adoção é legal e gestante tem direito ao sigilo

Klara Castanho: Entrega à adoção é legal e gestante tem direito ao sigilo

Gestante tem direito de não exercer maternidade, dizem especialistas

Luiza Trajano: A pandemia acelerou o processo de igualdade para a mulher

Luiza Trajano: A pandemia acelerou o processo de igualdade para a mulher

Segundo a empresária, a pandemia foi responsável por acelerar o processo de transformação nas companhias.

Gravidez após os 40 anos: o que toda mulher deve saber

Gravidez após os 40 anos: o que toda mulher deve saber

Realidade no Brasil, Europa e EUA, o adiamento da maternidade não é isento de riscos. Médica ginecologista da clínica Origen BH fala sobre o envelhecimento ovariano e o desafio de equilibrá-lo com as aspirações femininas e as transformações sociais da atualidade

Elas batalham pela inclusão de mais mulheres na astronomia

Elas batalham pela inclusão de mais mulheres na astronomia

A proposta inicial de acompanhar as garotas de forma próxima se manteve. “Fazemos o acompanhamento individual de cada menina, auxiliando nas atividades e interagindo”

Quem é Francia Márquez, a primeira mulher negra vice-presidenta na Colômbia?

Quem é Francia Márquez, a primeira mulher negra vice-presidenta na Colômbia?

Francia Elena Márquez Mina foi a mulher mais votada na história das eleições colombianas

'Meu repúdio por qualquer discriminação', diz Xuxa sobre homofobia de religiosos

'Meu repúdio por qualquer discriminação', diz Xuxa sobre homofobia de religiosos

A loira afirmou que está indignada com os discursos e por ver que existem pessoas que apoiam esse pensamento.

Relacionamentos abusivos: o que você precisa saber para mudar esse padrão e se libertar

Relacionamentos abusivos: o que você precisa saber para mudar esse padrão e se libertar

Uma em cada três mulheres sofre violência ao longo da vida, de acordo com relatório divulgado pela OMS. Entenda como o autoconhecimento pode ser um dos caminhos para evitar que os relacionamentos cheguem a este ponto

“A ressignificação da velhice é imprescindível”, destaca juíza do TJ do DF em lançamento de cartilha sobre a pessoa idosa

“A ressignificação da velhice é imprescindível”, destaca juíza do TJ do DF em lançamento de cartilha sobre a pessoa idosa

Conheça a Cartilha Quem Nunca? - Reflexões sobre o preconceito em razão da idade.

'Errei e não há justificativa', diz Talitha Morete após ser acusada de racismo no 'É de Casa'

'Errei e não há justificativa', diz Talitha Morete após ser acusada de racismo no 'É de Casa'

No final do programa, Talitha passou o prato para a convidada e pediu para que ela servisse todos que estavam no estúdio.