×
ContextoExato
Responsive image

Quando o desejo é só relaxar e curtir a natureza

Quando o desejo é só relaxar e curtir a naturezaFoto: Reprodução

Com represas, cachoeiras e igrejas históricas, Ibiúna, que fica a menos de 100 km de São Paulo, proporciona sossego, e ainda tem opção de hospedagem de luxo

Jornal Destak - 21/06/2019 - 19:15:02

De repente, o viajante não quer ir para longe. Está ou mora em São Paulo, e só deseja descansar e curtir a natureza, sem passar muitas horas na estrada. Ibiúna, distante cerca de 70 km da capital paulista, é uma opção. Represas, cachoeiras e igrejas históricas, além do clima de montanha, formam a oferta do lugar para o turista.

Cidade que pertence à categoria estância turística, Ibiúna tem sua origem no século 17. O nome vem do tupi-guarani, que, na tradução, significa "terra preta". Até 1944, o lugar se chamava Vila do Una, mas o nome foi trocado para se diferenciar de localidade homônimo na Bahia.


Passeios
O contato com a natureza é um atrativo principalmente se o turista vai conhecer lugares como a Cachoeira Vargem do Salto, que tem, na verdade, várias quedas. A maior, com mais de 30 metros, faz a festa de banhistas, no verão. Chega-se lá pela Estrada do Salto.

Outra beleza natural é a gruta de São Sebastião. Fica próxima à capela de mesmo nome, dá visão para a Mata Atlântica, e é cercada por pedras e cachoeiras.


Para quem gosta de pescar, o restaurante e pesqueiro Osato tem três lagos, com diferentes tipos de peixes.

Já os que gostam de visitar pontos históricos podem ir a locais como a própria capela de São Sebastião.

Conta-se que há uma antiga devoção do ibiunense a São Sebastião. O santo protetor teria livrado a cidade de uma peste, no início do século 20, razão pela qual sua imagem é carregada pelo povo durante um trajeto que começa na capela que leva seu nome, no distante bairro do Pocinho, até a Matriz de Nossa Senhora das Dores, no centro da cidade. Tal imagem só volta ao local de origem após ficar 3 dias na Matriz, para ser venerada.


Há também o Templo Budista Jodoshu Nippakuji de Ibiúna. Fundado em 1998, pelo bispo Yomei Sasaki, fica em local com altitude de 1.100 metros.


Na região
Ibiúna fica na região de cidades como São Roque e Cotia, e tem proximidade com o Parque Estadual do Jurupará. Uma das atrações desse parque é a Cachoeira da Fumaça. O lugar atrai também os amantes de (longas) trilhas, que vão gostar de subir margeando o Rio do Peixe, de onde se originaram as duas quedas da cachoeira.


Tem também a Prainha de Piratuba, que fica a 24 km do centro de Ibiúna, e costuma ser indicada para a prática de esportes aquáticos. O acesso é pela estrada que leva a Piedade, cidade vizinha, mas deve-se entrar no acesso ao bairro dos Cocais.


Hospedagem
A cidade abriga um novo hotel de luxo da região. Inaugurado no final de 2017, o Clara Ibiúna Resort (Estrada Municipal da Cachoeira, km 9,5, bairro Campo Verde Debaixo, tel. (16) 3345-4004). O local tem apartamentos com bela vista para a represa, varanda, camas king size e banheira, além de kits de banho da marca L’Occitane.


Piscina coberta para adultos e crianças, saunas seca e a vapor, spa, teatro, brinquedoteca e salão de jogos estão entre os atrativos do lugar.


Há destaques dentro do foco em cada público. Um exemplo é o Espaço Oficina, área voltada às crianças que tem como objetivo alimentar a criatividade dos pequenos em atividades como pintura e leitura.


Como fica à beira de uma represa, o Clara Ibiúna Resort oferece também atividades para os hóspedes como wakeboard, wakesurf, esqui aquático, esquibóia, passeio de caiaque, stand up paddle, e passeios de lancha e de barco a vela.

Pesca, tênis, quadra poliesportiva, e arco e flecha completam o leque de opções.

Comentários para "Quando o desejo é só relaxar e curtir a natureza":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
...