×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 27 de setembro de 2021

Quarentena sem estresse. Viagem na varandaFoto: CorreioWeb

Quarentena sem estresse. Viagem na varanda

Em casa, Josane e Sérgio viajam o mundo por meio da gastronomia

» Agatha Gonzaga - Correioweb - 19/04/2020 - 12:49:13

Sem poder frequentar restaurantes e encontrar os amigos, casal adaptou a vida à nova rotina com diversão dentro de casa para se proteger do coronavírus.

A necessidade de isolamento social, principal alternativa de combate à disseminação do novo coronavírus, frustrou diversos planos de viagens, comemorações e encontros entre amigos e familiares. Muitos sonhos precisaram ser adiados.

Para espantar o sentimento de solidão, fruto desse necessário cuidado com a saúde pública, o casal de aposentados Josane, 64 anos, e Sérgio Tepedino, 61, buscou os próprios caminhos. Acostumados a participar de mais de quatro compromissos por fim de semana, as recreações passaram da mesa do bar para a varanda no apartamento onde moram, na Asa Norte.

Segundo a turismóloga Josane, tudo começou com um post bem-humorado e mal interpretado em uma rede social. Após o decreto assinado pelo governador Ibaneis Rocha, que determinou o fechamento do comércio, a aposentada, também amante da cozinha, decidiu fazer um jantar para o marido. O momento foi registrado e compartilhado com a legenda: “Quem disse que a gente não pode jantar fora?”.

“Achei que meus amigos que me conhecem saberiam reconhecer que estava na varanda de casa, mas um primo distante do meu marido acreditou que nós estivéssemos saindo de fato e me deixou um comentário desrespeitoso. Na hora, fiquei com raiva, mas, depois, entendi a confusão e decidi dar a volta por cima. Agora, aqui em casa, todo dia tem um jantar ou um almoço temático”, conta.


 (Arquivo Pessoal)

 (Arquivo Pessoal)

A partir daí, o casal descobriu uma forma de viajar o mundo — e o país — sem sair de casa. Já foram à África do Sul, Marrocos, Croácia, China, França, Espanha, Portugal, Jerusalém, Salvador, Rio de Janeiro e Fortaleza. Os encontros gastronômicos também tiveram como temas As Mil e Uma Noites e decoração de Páscoa durante a Semana Santa.

A repercussão nas redes sociais passou a ser outra. Agora, os amigos aguardam ansiosos para saber qual o próximo destino e pedem para serem convidados em uma segunda edição, após a quarentena.

O passeio dentro de casa não deixa de ser cultural e educativo. Antes de definir o destino, Josane pesquisa as comidas típicas de cada lugar, cada tempero, as vestimentas, as cores e costumes do país ou da cidade escolhida.

Segundo ela, por ser amante da culinária, grande parte dos temperos já faz parte da despensa de casa. Os ingredientes que faltam são encomendados por delivery ou comprados na única saída do casal ao mercado. As roupas e maquiagens são improvisadas com o que há no apartamento e cada elemento tem o significado explicado nas redes sociais.

O casal também mantém na agenda os encontros semanais com os amigos. Toda segunda-feira é dia de boteco virtual e, na mesma varanda, se reúnem com companheiros de décadas por videoconferência.


Dicas para lidar com a ansiedade


» Manter o foco de atenção no presente - isso vai contribuir muito para diminuir essa ansiedade.

» Não fuja do que está sentindo - por ser sentimento, sabemos que é transitório, ele vai passar.

» Lembre-se de que você não é a sua ansiedade - você está ansioso.

» Não se critique por estar ansioso.

» Inspire com tranquilidade - a gente funciona muito no automático.

» Reserve um momento para observar a sua respiração, atentando-se a cada passo desse processo.

» Exercite-se, mesmo que dentro de casa.

» Não se culpe pelo sentimento de ansiedade, ele é natural.

» Seja o seu melhor amigo, pratique a auto-compaixão.

» Observe as coisas positivas. Não supervalorize os momentos ruins.

» Observe o que você faz diante da ansiedade.


Quarentena sem estresse

Josane e Sérgio estavam acostumados com um ritmo de vida mais acelerado. Segundo ela, os encontros do casal têm sido uma forma de levar a quarentena com mais humor, carinho e amor. “Se a fôssemos ficar parados em casa sem fazer nada, íamos ficar muito tristes, seria deprimente. Assim, a gente tem conseguido manter a cabeça no eixo”, explica.


De acordo com a especialista em análise do comportamento humano e mestre em psicologia Rogéria Bastos, este é um bom exemplo de aceitação e flexibilidade. “Acredito que essas são as grandes palavras-chaves que precisamos levar em conta neste momento de pandemia e isolamento social. Nós estamos vivendo um momento em que é preciso reinventar o que fazer e reaprender a viver. Cada um está encontrando a melhor maneira”.


Segundo a psicóloga, o período de isolamento favorece a ansiedade. Para enfrentar esse momento, uma dica é aceitar que este é um sentimento e não uma condição. “É muito difícil manter a rotina, mas é importante que se busque isso na medida do possível. Se você acordava cedo para ir ao trabalho ou para se exercitar, se tinha um horário para se alimentar, não deixe isso de lado. Isso pode dificultar o processo de adaptação à vida em quarentena”, pontua.

Comentários para "Quarentena sem estresse. Viagem na varanda":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório