×
ContextoExato

Quem deve tomar a vacina contra o sarampo na campanha nacional de 2019?

Quem deve tomar a vacina contra o sarampo na campanha nacional de 2019?Foto: Solidcolours/SAÚDE é Vital

A campanha nacional de vacinação contra o sarampo começa no dia 7 de outubro, mas terá duas fases. Saiba quem é o público-alvo nesse ano

Saúde Abril - 07/10/2019 - 10:01:20

Começou a campanha nacional de vacinação contra o sarampo de 2019 . A vacina trivalente, que ainda protege contra caxumba e rubéola, estará disponível nos postos de saúde de todo o Brasil, com foco em dois grupos: crianças de 6 meses a menores de 5 anos e adultos de 20 a 29 anos.

Como há dois públicos-alvo, a campanha será dividida. De 7 a 25 de outubro, os pais devem levar as crianças dentro daquela faixa etária para receber a vacina. Haverá um Dia D no 19 de outubro, um sábado.

O Ministério da Saúde pretende imunizar 2,6 milhões de pequenos. Eles estão entre os grupos mais suscetíveis às complicações do vírus.

Após um intervalo, o dia 18 de novembro marca o início da vacinação contra o sarampo entre brasileiros de 20 a 29 anos. Espera-se proteger 13,6 milhões de adultos.

Esse pessoal, embora mais resistente do que as crianças aos efeitos graves do sarampo, apresenta taxas de vacinação especialmente baixas.

É importante ressaltar que tanto a vacina tríplice viral como a tetravalente (que evita também a catapora) são aplicadas na rede pública o ano todo em brasileiros de até 49 anos que cumprem certos requisitos, dentro ou fora de surtos. Siga as orientações do Calendário Nacional de Vacinação para proteger você e sua família desde cedo.

Em um comunicado do dia 4 de outubro, o Ministério da Saúde informou que há 5 404 casos confirmados de sarampo em território nacional. Mais de 95% estão concentrados em São Paulo, mas 18 estados já registraram infecções pelo vírus. Seis pessoas morreram.

Comentários para "Quem deve tomar a vacina contra o sarampo na campanha nacional de 2019?":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório