×
ContextoExato
Responsive image

Reabertura de academias será avaliada

Reabertura de academias será avaliadaFoto: CorreioWeb

Fechadas desde 18 março, academias devem se adequar à nova realidade

Walder Galvão - Correioweb - 28/05/2020 - 11:12:28

Após a retomada das atividades de shoppings, o Governo do Distrito Federal (GDF) estuda a reabertura de parques e academias da capital. Na próxima quarta-feira, de acordo com a Secretaria de Esporte e Lazer, o Palácio do Buriti decidirá a data para que esses espaços voltem a ser utilizados pelo público. De acordo com a pasta, a definição dependerá dos estudos realizados pelo Executivo e da estabilidade da curva de contaminações pela covid-19 nos próximos dias.

Para evitar a disseminação da doença, o Sindicato das Academias do DF (Sindac-DF) criou uma cartilha de orientações para os estabelecimentos. O material segue as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde. Ele prevê medidas como higienização dos ambientes, uso obrigatório de máscaras, disponibilização de álcool em gel e medição de temperatura de todos que entrarem nos locais.

Além disso, o protocolo de atendimento prevê o controle da quantidade de clientes dentro do espaço e uma distância de 6,25 metros entre eles. O espaçamento entre aparelhos e armários também será cobrado. Além disso, os bebedouros deverão ser usados apenas para encher garrafinhas. Os clientes acima de 60 anos poderão ter os planos cancelados, quando solicitado.

Parques e academias estão fechados desde 19 de março, por decisão do Executivo. A interrupção do serviço trouxe consequências ao setor. Balanço realizado pelo Sindac-DF mostra que mais de 7,5 mil funcionários foram demitidos desde o decreto que suspendeu o funcionamento das unidades. Foram suspensos, pelo menos, 14, 8 mil contratos de trabalho. Além disso, todos os estagiários do setor, que somam 4,8 mil estudantes de educação física do DF, foram desligados.

Precaução

O médico especialista em operações humanitárias e desastres no Brasil e no exterior Hemerson Luz explica que as academias precisam de medidas rigorosas para serem abertas, tanto de lotação, quanto rotina de limpeza. “O risco de ocorrer contaminações é muito alto. Isso acontece porque existe uma rotatividade muito grande nos equipamentos, várias pessoas usam. Uma sugestão é fazer atendimentos agendados por grupo e fechar o estabelecimento para a limpeza. Em seguida, receber a próxima turma”, ressaltou.

De acordo com a secretária de Esportes e Lazer, Celina Leão, não há uma data específica para a reabertura dos espaços e que a decisão vai depender da avaliação com o Comitê Científico Operacional de Estratégias de Enfrentamento da covid-19. A ideia, segundo a secretária, é de que os parques abram primeiro e, na semana seguinte, as academias. "Ambos teriam horários restritos de uso”, esclareceu. Celina ainda destacou que a retomada dessas atividades será feita apenas se a taxa de ocupação dos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) da rede pública de saúde se mantenha abaixo dos 40%.

Saiba mais...

Filas para entrar nos shoppings

Comentários para "Reabertura de academias será avaliada":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório