×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 16 de outubro de 2021

Receita Federal nega "nova CPMF" e alerta que novo imposto taxará até igrejas

Receita Federal nega Foto: Marcos Santos/USP Imagens

"CPMF era sobre débito bancário. Esse é sobre pagamentos. É como se a CP fosse gênero [mais amplo] e a CPMF fosse espécie", explica o secretário

Por Brasil Econômico - 29/04/2019 - 09:39:00

Governo nega que esteja planejando o retorno da CPMF, imposto que foi extinto em 2007

O secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, pretende acabar com a contribuição previdenciária que incide sobre a folha de pagamentos e criar a Contribuição Previdenciária (CP) – um tributo que deve incidir sobre todas as transações financeiras, bancárias ou não. Esse imposto vem sendo chamado por analistas e pela oposição ao governo Bolsonaro de "nova CPMF", embora a comparação seja rechaçada pelo governo.

Leia também: Em 2017, Meirelles negava que governo tivesse intenção de recriar CPMF

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo , o secretário conta que até fiéis de igrejas deverão pagar o imposto quando contribuírem com o dízimo. Embora admita que essa medida será "polêmica", Contra diz que a "base da CP é universal, todo o mundo vai pagar esse imposto, igreja, a economia informal, até o contrabando", afirma. Contudo, ele nega que a contribuição seja uma CPMF disfarçada.

"CPMF era sobre débito bancário. Esse é sobre pagamentos. É como se a CP fosse gênero [mais amplo] e a CPMF fosse espécie." Além disso, a CPMF era "transitória", e a CP será permanente.

"Se você vendeu um imóvel e pagou em dinheiro, vai pagar. Na hora em que for transferir [a titularidade], o cartório vai perguntar se você pagou o Darf [guia de recolhimento]. Se não pagou, não transfere", diz.

Leia também: CPMF: o que é, quem paga e de quanto seria o impacto do retorno

"Enquanto a CPMF foi feita para extrair mais recursos da sociedade, estamos propondo um imposto que não elevará a carga tributária. Ela vai substituir impostos perniciosos, será compatível com o mundo digital e vai pegar todo o mundo", continua.

Ainda de acordo com o secretário, na reforma tributária que está sendo elaborada, o novo tributo deve substituir a contribuição previdenciária sobre os salários, que drena R$ 350 bilhões por ano de empresas e trabalhadores. "Vai ser pecado tributar salário no Brasil", afirmou.

O secretário acredita ainda que, com essa proposta, vai conseguir convencer o setor de serviços a aceitar a criação do Imposto Único Federal, que unificará quatro tributos, com alíquota de cerca de 14%: PIS, Cofins, uma parte do IOF e o IPI.

Leia também: Paulinho e Skaf reagem às declarações de Meirelles sobre aposentadoria e CPMF

Hoje, Marcos Cintra é secretário especial da Receita Federal e economista com doutorado na Universidade Harvard, nos Estados Unidos.

Link deste artigo: https://economia.ig.com.br/2019-04-29/chefe-da-receita-nega-nova-cpmf-e-alerta-que-novo-imposto-taxara-ate-igrejas.html

Fonte: Economia - iG @ https://economia.ig.com.br/2019-04-29/chefe-da-receita-nega-nova-cpmf-e-alerta-que-novo-imposto-taxara-ate-igrejas.html

Comentários para "Receita Federal nega "nova CPMF" e alerta que novo imposto taxará até igrejas":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Dia D da multivacinação para o público jovem, neste sábado

Dia D da multivacinação para o público jovem, neste sábado

Das 8h às 17h, haverá 76 pontos de imunização abertos para crianças e adolescentes menores de 15 anos atualizarem a caderneta

Documentação Urbanística amplia acesso ao público

Documentação Urbanística amplia acesso ao público

Sistema oferece diversas informações aos usuários

Maioria dos professores se orgulha da carreira; 77% se sentem desvalorizados

Maioria dos professores se orgulha da carreira; 77% se sentem desvalorizados

Na pesquisa, 77% disseram que sua profissão não é valorizada pela sociedade.

GDF ameaça continuidade do projeto “Jovem de Expressão” na Ceilândia

GDF ameaça continuidade do projeto “Jovem de Expressão” na Ceilândia

Local utilizado pelo projeto tem 116 metros e é um antigo posto policial abandonado

Moradores das novas quadras do Guará reivindicam medidas para aumentar a segurança

Moradores das novas quadras do Guará reivindicam medidas para aumentar a segurança

O deputado Delmasso enumerou melhorias necessárias em urbanização e prestação de serviços públicos para a região, como iluminação pública, pavimentação, saúde e transporte

Carga tributária sobre combustíveis no DF será reduzida pelos próximos três anos

Carga tributária sobre combustíveis no DF será reduzida pelos próximos três anos

CLDF aprovou a diminuição da alíquota do ICMS em três pontos percentuais. Medida é gradativa para os próximos três anos, começando em 2022

Via Campesina ocupa Aprosoja para denunciar a fome no Brasil

Via Campesina ocupa Aprosoja para denunciar a fome no Brasil

Ação fez parte da Jornada Nacional da Soberania Alimentar

Izalci diz que DF está hoje “nos piores lugares em tudo”

Izalci diz que DF está hoje “nos piores lugares em tudo”

O governo é único. Não pode cada um fazer o que quer. Hoje os secretários nem conversam.

Polícia do DF atribui denunciação caluniosa à mulher que acusou Eduardo Bolsonaro

Polícia do DF atribui denunciação caluniosa à mulher que acusou Eduardo Bolsonaro

O delegado afirma que ela cometeu o crime de denunciação caluniosa.

Zoo de Brasília tem tumulto na porta e polícia é acionada

Zoo de Brasília tem tumulto na porta e polícia é acionada

Aglomeração ocorreu depois que parque atingiu limite de público

Covid-19: Força-tarefa verifica baixa procura por segunda dose e infectados estão em elevação

Covid-19: Força-tarefa verifica baixa procura por segunda dose e infectados estão em elevação

MPDFT segue com fiscalização das ações de combate à pandemia no DF