×
ContextoExato

Redação leva à reflexão sobre o passado do país

Redação leva à reflexão sobre o passado do paísFoto:

Com 3,84% de abstenção, os exames do Programa de Avaliação Seriada da Universidade de Brasília tiveram como tema, para a turma da terceira e decisiva etapa, uma dissertação sobre fatos do passado brasileiro que não podem se repetir no futuro

Por Sarah Peres - Especial Para O Correio - 11/12/2018 - 10:01:01

Com dificuldade de locomoção, Maria da Paz contou com o apoio da família (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)  
Com dificuldade de locomoção, Maria da Paz contou com o apoio da família

Dos 56,9 mil estudantes aptos a fazer as provas das três etapas do Programa de Avaliação Seriada da Universidade de Brasília (PAS/UnB), ontem, 1,9 mil (3,84%) faltaram. Todos 55 mil presentes fizeram um exame de conhecimentos e outro de redação em língua portuguesa. Nesta edição, alunos precisaram discorrer sobre os temas: ações solidárias, que incluem acessibilidade; anúncio e publicidade; e fatos do passado que não podem se repetir no futuro. Quarta-feira serão divulgados os gabaritos oficiais preliminares da prova de conhecimentos e padrões de resposta dos itens do tipo D.

A terceira etapa é decisiva para 12 mil estudantes. Eles concorrem a 4.222 vagas, sendo 2.112 para o primeiro semestre de 2019 e 2.110, para o segundo. Daniel Gomes, 17 anos, realizou a terceira prova na Asa Sul, perto de casa. Ele almeja ingressar no curso de relações internacionais, pelo interesse por história e geopolítica. “Não achei as questões difíceis. Acredito que me saí bem. Como tirei boas notas nas fases anteriores, preciso apenas manter a média”, comentou, ao fim dos testes.

No PAS 3, a frase “Nenhum de nós pode escapar à história do nosso povo. Nós não deveríamos e não devemos deixar o passado descansar, ou ele pode ressurgir e se tornar o novo presente” era o tema da redação deste ano. Parte dos estudantes aprovou o assunto, acreditando que se trata de um tema atual. É o caso da candidata ao curso de direito Maria Vitória Gomes, 17, que saiu do Núcleo Bandeirante para fazer a prova no Sigma, na Asa Sul. “Vivemos uma tensão política e, mais do que nunca, precisamos refletir o que as mudanças vão trazer para a população. Poucos irão se beneficiar”, ponderou.

Bruna Gomes, 18, tem opinião semelhante. Ela, que deseja cursar engenharia de produção, analisou a política e a falta de museus que proporcionam reflexões acerca da história do Brasil. “Na Alemanha, por exemplo, há o museu do nazismo, para que a população nunca se esqueça essa parte da história. Aqui, não vemos isso. Não temos um museu que trate sobre a ditadura e a escravidão. Sem a reflexão desses tempos, vemos o ódio retornando. As pessoas não reconhecem os erros da nossa história”, afirmou a moradora do Guará 2.

Na segunda etapa do PAS, Anna Beatriz Menezes Florêncio, 15, achou a prova cansativa. “É uma avaliação extensa, a qual precisa de atenção. Os conteúdos estavam conforme o que estudei na escola e no meu cursinho preparatório. Estou otimista com o meu rendimento”, afirmou.

Anna Luiza Castro, de 15 anos, veio com um grupo de Rondônia, atrás do sonho de ingressar na UnB (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)  
Anna Luiza Castro, de 15 anos, veio com um grupo de Rondônia, atrás do sonho de ingressar na UnB

Dentro do conteúdo

Para a professora de redação, Samarah Souza, os temas das redações das três etapas nesses anos foram mais tradicionais, porque pediram textos dissertativos. De acordo com ela, todos os temas estavam de acordo com a matriz pedida em cada avaliação e a maioria dos alunos não deveria ter dificuldades para produzir o texto. “Na primeira etapa, o tema foi abordado sobre uma frase bem comum, mas o aluno precisaria abordar uma situação interessante, diferente do que estamos acostumados. Era esperado algo que abordasse apenas uma classe social, mas não, foi sobre a sociedade como um todo”, comentou.

O professor de química Daniel de Andrade considera a terceira etapa a que mais se relacionava com o conteúdo estudado durante o ano pelos alunos dele e de outras instituições. “Foi a melhor prova das três. Todo o conteúdo estava dentro do que os alunos estudam. Neste ano, ela estava mais fácil também, bem adequada”. Segundo o docente, a avaliação referente ao primeiro ano fugiu um pouco do conteúdo estudado. “Isso é ruim, pois o aluno se depara com uma coisa que não estudou. Ele pode se desesperar e achar que não está preparado para o resto da prova”.

Cerca de 55 mil estudantes fizeram as provas: 3ª etapa é decisiva para 12 mil, que concorrem a 4.222 vagas (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)  
Cerca de 55 mil estudantes fizeram as provas: 3ª etapa é decisiva para 12 mil, que concorrem a 4.222 vagas

Calendário

3ª etapa

12 de dezembro, a partir das 19h

•  Divulgação dos gabaritos oficiais preliminares da prova de conhecimentos e padrões de resposta dos itens do tipo D.
13 de dezembro, a partir das 9h, e 14 de dezembro, às 18h

• O candidato tem este prazo para interpor recurso contra os gabaritos oficiais preliminares dos itens dos tipos A, B e C e contra os padrões de respostas preliminares dos itens do tipo D, no site do Cespe. Após o período, não será aceito nenhum pedido de revisão.

23 de janeiro, a partir das 8h

•  O estudante terá o resultado final das questões do tipo D e da prova de redação em Língua Portuguesa. Divulgação do relatório com argumentos mínimos e máximos de sistema/câmpus/curso/turno, conforme pré-opção da inscrição.
25 e 26 de janeiro

• Alteração a pré-opção de câmpus/curso/turno.

1ª e 2ª etapas 

9 de janeiro, a partir das 19h

•  Divulgação dos gabaritos oficiais preliminares das respostas dos tipos A, B e C, e padrões de resposta dos itens do tipo D.

11 a 14 de janeiro 

• Prazo para abrir recurso contra os gabaritos oficiais preliminares dos itens dos tipos A, B e C e contra os padrões de respostas preliminares dos itens do tipo D, no site do Cespe. Após o período, não será aceito nenhum pedido de revisão.

• Para recorrer contra os gabaritos oficiais preliminares dos itens dos tipos A, B e C e contra os padrões de respostas preliminares dos itens do tipo D, o candidato deverá utilizar o Sistema Eletrônico de Interposição de Recurso no site do Cespe.

Comentários para "Redação leva à reflexão sobre o passado do país":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório