×
ContextoExato

‘Remédio precisa chegar no doente antes da morte’, diz Tereza Cristina

‘Remédio precisa chegar no doente antes da morte’, diz Tereza CristinaFoto: Antonio Araujo/Ministério da Agricultura

Ainda segundo ela, o Mapa está averiguando possíveis impactos no setor de produção de ovos de codorna, que pode sofrer uma redução drástica no plantel, de 20 milhões para 5 milhões.

Canal Rural - Kenia Santos, De São Paulo (sp) - 05/04/2020 - 10:27:38

Em entrevista neste sábado, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou que um projeto de linha de crédito para pequenos produtores já está pronto para ser implementado, e pode ser liberado já na próxima semana. O orçamento será direcionado para uma equalização de créditos.

“O Ministério da Agricultura está trabalhando nessa linha. Queremos atender principalmente os pequenos agricultores, para auxiliar com estoques e outras demandas para que o setor não sinta ainda mais os impactos da crise do coronavírus”, afirmou ela.

Tereza citou ainda o setor de flores, cujo segundo relatos, já há uma redução de 70% nas vendas. “Já conversei com o Paulo Guedes e ele aprovou o orçamento. Mas infelizmente, o Brasil ainda é um país muito burocrático e estamos trabalhando em cima disso, para que o remédio chegue ao doente antes que ele morra”, enfatizou.

A ministra no entanto, não revelou o valor que será destinado às linhas de créditos.

Ainda segundo ela, o Mapa está averiguando possíveis impactos no setor de produção de ovos de codorna, que pode sofrer uma redução drástica no plantel, de 20 milhões para 5 milhões.

Portos

Tereza Cristina reforçou que o governo está trabalhando para garantir que não haja paralisações nos portos do país. “Tenho conversado com o Ministro da Infraestrutura, o Tarcício, para melhorar ainda mais a logística. Terminamos a nossa maior safra de todos os tempos, e existe um cronograma dentro da capacidade dos portos de exportação.

“Precisamos ficar atentos também ao dólar, que por conta da alta, muitos produtores acabaram negociando soja ao mesmo tempo e parar a exportação agora, seria uma terrível perda para o agronegócio do Brasil como um todo”, disse.

Comentários para "‘Remédio precisa chegar no doente antes da morte’, diz Tereza Cristina":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório