×
ContextoExato
Responsive image

Retomada de salões e academias é lance arriscado para popularidade de Ibaneis

Retomada de salões e academias é lance arriscado para popularidade de IbaneisFoto: CorreioWeb

Visitas virtuais

Alexandre De Paula-cb.poder - 07/07/2020 - 09:32:27

A retomada de salões e academias hoje e a previsão de retorno de bares e escolas para o dia 15 são uma decisão arriscada para a imagem do governador Ibaneis Rocha (MDB). O GDF avalia que a doença está na fase de pico na capital e que o sistema de saúde tem condições de atender os pacientes. Especialistas, no entanto, ressaltam que os efeitos da abertura podem fazer com que haja novo avanço nos casos. Se tudo correr bem e a pandemia for controlada, Ibaneis ganha pontos com empresários e com o setor produtivo. Se der errado, no entanto, e o número de mortes e de casos continuar em crescimento, o emedebista, que foi muito elogiado pelas medidas mais drásticas no início do problema, terá de lidar com as críticas e com posicionamentos contundentes de adversários. O impacto de medidas assim são percebidas, pelas características de transmissão do vírus, em cerca de 15 dias.

Visitas virtuais

Um projeto de lei protocolado na Câmara Legislativa prevê que sejam possíveis visitas virtuais, por meio de videochamadas, de familiares a pacientes internados no Distrito Federal por causa da covid-19. A iniciativa é do deputado distrital Rodrigo Delmasso (Republicanos) e estabelece que sejam cumpridos todos os protocolos de segurança e de proteção dos profissionais envolvidos no processo. “Por motivos de seguranc¸a, as poli´ticas de visita a pacientes internados diagnosticados com o novo coronavi´rus sa~o bastante restritivas, algo que, segundo relatos publicados nas redes sociais e nos vei´culos de imprensa, causa bastante angu´stia tanto em quem esta´ doente quanto em seus respectivos familiares”, justifica o parlamentar.

Mortes

Nos últimos dias, a Secretaria de Saúde passou a dar destaque, na divulgação à imprensa de dados da covid-19, para o fato que o total de mortes registradas no dia diz respeito a óbitos que, na verdade, ocorreram em várias datas. Na mesma linha, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reclamou muito, quando os números cresceram, dos veículos de comunicação pela divulgação da quantidade total de mortes pela covid-19 que eram confirmadas diariamente. O presidente preferia que os repórteres só informassem o número de mortes do dia e ignorassem óbitos anteriores que chegavam, com atraso, à contabilidade oficial.

A favor

Se a decisão de flexibilização tomada pelo governador Ibaneis Rocha recebe críticas, também há quem saia em defesa da medida. É o caso do deputado federal Luis Miranda (DEM-DF). Ele acredita que a chegada de equipamentos e medicamento do Ministério de Saúde, depois de articulação política com o ministro Eduardo Pazuello e do decreto de calamidade pública, são suficientes para a reabertura escalonada dos setores que faltam. “No DF, o momento certo é agora porque conseguimos ter um espaço suficiente de respiradores para dar condição real de reabertura”, explica. “Sou totalmente a favor da reabertura nessas condições. Sem condições de dar sobrevida àqueles que possam vir a sofrer com a contaminação, seria uma insanidade, um genocídio, inaceitável. Não é o caso da atitude do governador e de todos os que estamos acompanhando de perto.”

Melhor

Apesar de continuar internado no hospital DF Star, onde se recupera da covid-19, o vice-governador Paco Britto disse se sentir melhor e a recuperação vai bem. Ele estava internado desde quinta-feira e pode receber alta amanhã. Paco foi diagnosticado em 14 de junho e ficou na unidade de saúde até dia 26, quando recebeu alta. Por complicações no quadro, precisou voltar. Ontem, ele gravou um vídeo em que comenta o projeto rua do lazer no Itapoã. Na gravação, ele pede que a população use máscara e siga as recomendações. “Vamos voltar à economia do DF, ao lazer do DF, mas com muita responsabilidade social.”

Acompanhamento

Como adiantou a coluna na última sexta-feira, um grupo de parlamentares do DF no Congresso Nacional e na Câmara Legislativa criou uma comissão para acompanhar as ações e os gastos do GDF no combate ao coronavírus. O grupo foi ideia do senador Izalci Lucas (PSDB). Ontem, na primeira reunião, além dele, participaram as deputadas federais Paula Belmonte (Cidadania), Erika Kokay (PT) e Bia Kicis (PSL) e os distritais Leandro Grass (Rede), Jorge Vianna (Podemos) e Júlia Lucy (Novo). O procurador Marcos Felipe Pinheiro representou o Ministério Público de Contas (MPC-DF) e o promotor Georges Seigneur, o MPDFT. O grupo terá encontros remotos às segunda-feiras. O governador Ibaneis Rocha (MDB) e integrantes do primeiro escalão serão convidados. Ontem, pelo GDF, estiveram na conversa a secretária de Desenvolvimento Social e primeira-dama do DF, Mayara Noronha, e o controlador-geral do DF, Paulo Martins.

Pedido

Policial militar da reserva, o deputado distrital Hermeto (MDB) enviou pedido para o comandante da corporação, coronel Julian Pontes, para que seja retomado o curso de formação de praças suspenso por causa da pandemia. Tinham sido convocados 750 aprovados, que aguardam, desde então, definições. “Dessa forma, atenderemos todos os aprovados e daremos mais um passo para o reforço efetivo da prova, que está bem abaixo do ideal”, defendeu o deputado.

Só papos

“Você se torna um liberal ao longo de muitas décadas. Fazer um socialista leva 5 minutos porque ter um bom coração, querer ajudar os outros, isso está nas grandes religiões (…) Nós nascemos assim. O liberalismo já é uma coisa mais sofisticada.”

Paulo Guedes, ministro da Economia

“Um intelectual”

Gregório Duvivier, ator e escritor, ao ironizar nas redes sociais a fala de Paulo Guedes, em live, explicando as diferenças entre o liberalismo e socialismo

Comentários para "Retomada de salões e academias é lance arriscado para popularidade de Ibaneis":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório