×
ContextoExato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 20 de outubro de 2018


Saiba tudo sobre o Rock in Rio-Lisboa 2018 que começa na próxima semana…

Saiba tudo sobre o Rock in Rio-Lisboa 2018 que começa na próxima semana…

Faltam seis dias para abrirem as portas da Cidade do Rock para a oitava edição do Rock in Rio-Lisboa, que traz novos palcos, entretenimento e conteúdos

Por Mundo Português / Foto: Divulgação - Mundo Português - 18/06/2018 - 19:30:05

O Rock in Rio-Lisboa regressa ao parque da Bela Vista nos próximos dias 23, 24, 29 e 30 de junho, com milhares de visitantes e centenas de artistas.

 

A Cidade do Rock, nome dado ao recinto do festival, vai apresentar novidades: novos palcos, novos conteúdos, formatos de entretenimento, cenografias renovadas e mais horas de música e entretenimento, promete a organização. 

 

No total são cinco palcos – Palco Mundo, Music Valley, EDP Rock Street, Super Bock Digital Stage e Yorn Street Dance -, uma rua dedicada às culturas africanas, um “distrito” que celebra a cultura pop (Pop District), uma arena de gaming (Worten Game Ring), um mercado pop-up de alta cozinha (Time Out Market Rock in Rio), um mini parque jurássico dedicado a toda a família.

 

Haverá ainda uma piscina, uma roda-gigante Cofidis, um slide 7UP, mais de 23 espaços de restauração, 15 stands com ativações e surpresas das marcas, uma área VIP, duas áreas de tables corporativas, dois rooftops.

 

O acesso ao recinto será facilitado através de um plano de mobilidade reforçado, “com maior abrangência e número de operadores, a pensar no conforto do público desde que parte para o recinto até ao regresso a casa”, destaca ainda a organização.

 

O Rock in Rio-Lisboa promete quatro dias “de experiências verdadeiramente únicas”, com 14 horas de música e entretenimento diário, das 12h às 02h da manhã.

 

Pelos espaços e palcos do festival vão passar nomes reconhecidos da música nacional e internacional da atualidade – como Muse, Bruno Mars, The Killers, Katy Perry, Bastille, Demi Lovato, Anitta, Jessie J, The Chemical Brothers, Agir, Carolina Deslandes, Diogo Piçarra, HMB, Capitão Fausto, Carlão, Blaya, Manel Cruz.

 

DJ’s, artistas de rua, fenómenos do entretenimento digital, de world music, como Moh! Kouyaté, Selma Uamusse, Nástio Mosquito e nomes incontornáveis do panorama africano como Bonga, Tabanka Djazz ou Paulo Flores, são outras atrações.

Os bilhetes para o Rock in Rio-Lisboa têm um custo de 69€ e dão acesso à Cidade do Rock, a todos os palcos e todas as diversões/atividades. O dia 24 já está esgotados, assim como os passes para ambos os fins-de-semana.

 

Os palcos e a Rock Street

 

Naquela que é a principal atração do evento, os espetáculos começam às 18h e terminam pela 01h. São 2.500m2 de palco, 80m de comprimento, 27m de altura.

O Palco Mundo apresenta, nesta edição, uma nova estrutura que o torna significativamente mais leve. O som deste palco foi, também, reforçado. Há oito torres de delay que permite, não só, o som chegar a mais áreas, como com melhor qualidade.

O Music Valley é um dos novos palcos. Com 14 horas de música por dia, este palco non-stop tem uma programação diversa e recebe concertos de grandes nomes da música cantada em português, como Carolina Deslandes, HMB, Carlão, Língua Franca com Sara Tavares, Anavitória, Blaya, entre outros.

Pela noite dentro seguem-se festas de música eletrónica, e uma ‘Revenge of the 90’s’, no dia 29, com nomes como Ena Pá 2000, Haddaway ou Crazy Town.

 

A rua mais disputada do Rock in Rio-Lisboa promove, nesta edição, um encontro entre tradição e modernidade, ao som dos ritmos de África através da arquitetura, espetáculos de rua e muita música.

 

Pelo palco, com 88m2 e quatro toneladas de peso, passam três concertos por dia: às 15h15, às 17h e às 19h.

 

A rua, que conta com 19 casas inspiradas em vários países africanos, onde serão instaladas várias lojas de diferentes marcas e espaços de restauração, terá animação ao longo de todo o dia, com ritmos e cores oriundos deste continente. A abrir, logo pelo 12h, haverá um desfile encabeçado por um elefante com três metros de altura.

 

Um espaço para a cultura pop

 

O Pop District é uma das grandes novidades desta edição: um quarteirão que celebra a cultura pop e os seus principais ícones. Uma área de 4.000m2, onde cabem conteúdos de música, dança, cinema, arte e Gaming.

Haverá lojas com produtos alusivos, pinturas faciais inspiradas no movimento pop art, cosplay, performances de rua baseadas em musicais célebres, conteúdos exclusivos de cinema e um palco dedicado aos fenómenos do entretenimento online, uma arena de Gaming e uma Wall of Fame, com moldes de mãos dos artistas que tocaram nas edições anteriores do festival.

 

Um dos palcos mais desejados desta edição é o Super Bock Digital Stage, que junta mais de 100 influenciadores em apresentações inéditas no Rock in Rio-Lisboa. Promete “36 horas de entretenimento durante os quatro dias de festival, promovendo uma interação direta entre o público e os seus “ídolos digitais” que, pela primeira vez, vão deixar os ecrãs dos smartphones, tablets e PCs para se apresentarem ao vivo”, revela a organização.

 

Entre as 12h25 e as 21h15, o público vai poder assistir e participar em espetáculos de karaoke, lip sync battles, sketches de humor, battles de games, desafios interativos e quizzes, atrações musicais e momentos virais, sempre comandados pelos maiores influenciadores digitais.

 

E pela primeira vez o Rock in Rio-Lisboa terá uma arena de Gaming, com capacidade para 200 gamers e 40 horas de conteúdos ao longo dos quatro dias do festival. Equipado com computadores de alto desempenho, videowalls e um ecrã gigante, é ali que o público poderá assistir, entre tantas outras atividades, às finais de torneios de jogos como CS:GO, League of Legends, FIFA 18, e não só.

 

Gastronomia e os dinossauros do Dino Parque

 

O espaço gastronómico implementado no Mercado da Ribeira estreia-se este ano no Rock in Rio-Lisboa. Com capacidade para 450 lugares sentados e de acesso controlado, conta com 14 restaurantes e um bar central, num espaço cuja área é superior a 1.000m2. Alexandre Silva; Henrique Sá Pessoa; Vítor Sobral; Marlene Vieira; Noélia; Susana Felicidade; O Prego da Peixaria; Asian Lab; Manteigaria Silva; Monte Mar; Croqueteria; Olhó Bacalhau; ‘Noélia & Jerónimo’; Confraria; Manteigaria – Fábrica de Pastéis de Nata, serão os chefs e restaurantes presentes.

 

Outro espaço que deverá fazer muito sucesso lela à bela vista o mundo dos dinossauros. “Um espaço dedicado à família, com oito réplicas de dinossauros em tamanho real – entre os quais um Supersaurus com 23m de comprimento e cinco toneladas – ao longo de um percurso recheado de muitas surpresas”, revela a organização. O espaço é fruto de uma parceria entre o Rock in Rio-Lisboa e o Dino Parque da Lourinhã e poderá ser visitado durante os quatro dias do festival entre as 12h (abertura de portas) e as 23h.

Outra novidade é o Yorn Street Dance, um palco que vai receber 114 bailarinos ao longo dos quatro dias de festival e mais horas de dança.

 

Não vai faltar ainda a já conhecida roda gigante, uma das diversões mais procuradas dentro do recinto, que proporciona uma vista panorâmica sobre a Cidade do Rock.

 

Entre as 12h e a meia-noite, o público vai poder experimentar esta diversão com 36m de diâmetro e 30 cabines, podendo transportar até 120 pessoas em cada viagem (crianças entre os 3 e os 8 anos terão que se fazer acompanhar por um adulto).

 

Para os que adoram emoções fortes, o Slide 7UP “está ainda mais radical, com uma corda de 180m de comprimento e duas linhas de descida”, numa estrutura composta por duas torres.

 

Uma novidade desta atração será o deck da 7up com um bar para tornar a espera mais refrescante e confortável antes de subirem para o Slide 7UP. Os jovens entre os 16 e os 18 deverão fazer-se acompanhar por um adulto, que deve assinar um termo de responsabilidade.

 

Segurança reforçada

 

O Plano de Segurança do Rock in Rio-Lisboa irá este ano integrar a Polícia de Segurança Pública, Prosegur (empresa privada de segurança), Serviço Municipal de Proteção Civil, Bombeiros, entre outras organizações, e prevê a mobilização de mais de 1.000 profissionais envolvidos na operação no exterior e interior da Cidade do Rock.

 

A organização avisa ainda que existirão dois bengaleiros no exterior do recinto, junto à bilheteira da rotunda da Bela Vista e pela entrada norte (Av. Gago Coutinho), assim como um bengaleiro no interior.

 

Ainda assim, e para garantir o bem-estar e segurança de todos os visitantes da Cidade do Rock, e Entre as 12h e as 23h, o público vai poder sentir a adrenalina de sobrevoar o Palco Mundo “Existem objetos que não são permitidos entrarem no recinto do festival, como alimentos destinados ao comércio ou objetos que representem riscos à segurança (garrafas, latas, capacetes, armas de fogo ou outros que possam ser considerados perigosos). É, igualmente, proibida a entrada de animais no recinto, com exceção de cães-guia”, refere.

 

Haverá ainda um Centro Médico, junto ao Palco Mundo, um Posto de Saúde de dimensão mais reduzida, que permite dar assistência imediata numa localização diferente do recinto, junto ao Music Valley.

Para além destes espaços físicos, por todo o recinto haverá equipas móveis de médicos e enfermeiros – dez equipas no total e quatro ambulâncias, envolvendo cerca de meia centena de recursos humanos especializados – médicos, enfermeiros, técnicos de emergência com experiência em emergência pré-hospitalar, diversos elementos de logística, comunicações, entre outros.

 

Como chegar

 

O plano de mobilidade da 8ª edição do Rock in Rio-Lisboa envolve 12 operadores de transportes, abrangência geográfica nacional, alargamento dos horários dos serviços urbanos e vários serviços gratuitos mediante apresentação do bilhete Rock in Rio-Lisboa.

 

– Metropolitano de Lisboa: alargamento do horário de funcionamento até às 03h da manhã, nas quatro linhas e com cerca de 30 estações abertas. Haverá carruagens a partir a cada seis minutos.

 

– CP-Urbanos: comboios urbanos de Lisboa e especiais do Cais do Sodré para Cascais e de Oriente/Roma-Areeiro para Sintra serão gratuitos, mediante apresentação de bilhete Rock in Rio-Lisboa. Há, também, horários especiais – nas madrugadas de 24, 25, 30 de Junho e 1 de Julho as últimas partidas serão pelas 02h40 (Lisboa Oriente), 02h47 (Roma-Areeiro em direção a Sintra – paragem em todas as estações) e 03h (Cais do Sodré em direção a Cascais – paragem em todas as estações).

 

– CP Longo-Curso: ROCKCard CP inclui bilhete, viagem de comboio intercidades ida e volta para Lisboa Oriente e transfer de autocarro Gare do Oriente – Cidade do Rock – Gare do Oriente.

 

– CP Intercidades, InterRegionais e Regionais: desconto de 30% em todos os serviços CP Intercidades, InterRegionais e Regionais, mediante apresentação do bilhete Rock in Rio-Lisboa.

 

– mytaxi: aplicação com pontos de referência mytaxi de chegada e recolha à volta do recinto. Possibilidade de táxis coletivos, disponíveis pela primeira vez na cidade de Lisboa e apenas em dias de Rock in Rio, a preços fixos.

 

– BusUp: plataforma com rotas pré-definidas e possibilidade de propor novas rotas.

 

– Shuttle BusUp: shuttle Rock in Rio-Lisboa de pontos estratégicos: Cascais Villa, Beloura Shopping, Oeiras Parque, Strada Outlet e Forum Montijo. Partidas às 11h, 14h, 17h e 20h; regresso às 00h30, 01h, 02h e 03h.

 

– Fertagus: comboio com horários especiais de Roma-Areeiro para Setúbal. Partidas às 01h45 (23, 24, 30 de Junho) e 01h28 (29 de Junho). Estacionamento gratuito com apresentação do bilhete Rock in Rio-Lisboa.

 

– Transtejo e Soflusa: trajetos Cais do Sodré-Cacilhas (última partida: 01h40) e Terreiro do Paço-Barreiro (última partida:02h00).

 

– Rede Expressos: 25% de desconto nas viagens nacionais com apresentação do bilhete Rock in Rio-Lisboa.

 

– Abreu: pack Rock in Rio Express inclui bilhete Rock in Rio-Lisboa e transporte ida e volta para Braga, Guimarães, Porto, Aveiro, Coimbra e Algarve.

 

– Budget: Shutles Budget Roma-Areeiro – Cidade do Rock.

 

– Carris: Carreiras Chelas: 755 Poço Bispo – Sete Rios; 793 Marvila – Estação Roma-Areeiro; 794 Terreiro do Paço – Estação Oriente; 32B Amendoeiras metro – Amendoeiras-metro. | Carreiras Av. Almirante Gago Coutinho: 705 Estação Oriente – Estação Roma-Areeiro (dias úteis); 708 Martim Moniz – Parque das Nações Norte; 722 Praça de Londres – Portela. | Rede da Madrugada (a partir das 23h30): carreira 208 Cais do Sodré – Estação do Oriente.

 

– Cityrama: 25% de desconto no shuttle para portadores de bilhete Rock in Rio-Lisboa em viagens com partida do Marquês de Pombal, Sete Rios e Cidade do Rock. Horários: 12h – 20h; 23h – 02h. 15% de desconto no Bus & Boat Hop On Hop Off.

 

– Eu Vou de Bicicleta: haverá também um Bike Park disponível na Cidade do Rock em parceria com a Cofidis, para todos os amantes da bicicleta que pretendam vir até ao festival a pedalar.

 

– Cooltra/eCooltra: pack de aluguer de mota exclusivo para festivaleiros, com minutos grátis e estacionamento reservado para scooters Cooltra.

Comentários para "Saiba tudo sobre o Rock in Rio-Lisboa 2018 que começa na próxima semana…":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório