×
ContextoExato

Seleção de judô disputa Aberto na Austrália que vale pontuação de Grand Prix

Seleção de judô disputa Aberto na Austrália que vale pontuação de Grand PrixFoto: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

Brasil vai com integrantes das equipes júnior e principal para o Aberto de Perth, neste fim de semana. Torneio vale até 700 pontos no ranking mundial

Rede Nacional Do Esporte - 30/10/2019 - 15:10:29

A próxima e longa viagem do judô brasileiro no Circuito Mundial IJF será para a cidade de Perth, na Austrália, nesta semana. Apesar de a competição ser uma das etapas de Abertos continentais, Perh terá pontuação de Grand Prix. Ou seja, uma medalha de ouro valerá 700 pontos no ranking mundial e não 100, como ocorre usualmente em outros Abertos do Circuito.

Com tantos pontos em jogo, a CBJ optou por levar parte da seleção principal e também a seleção Júnior (sub-21), com destaque para o medalhista de bronze em Marraquexe, Michael Marcelino, que testará uma nova categoria, o peso Leve (73kg), e para o campeão mundial júnior Willian Lima (66kg).

"Vou com o objetivo de conquistar o ouro, porque esses pontos podem me ajudar na classificação para o World Masters que, neste ano, é para os top 36 do mundo", projeta Willian que, após o título mundial júnior e o bronze no Grand Slam de Brasília, subiu para a 43ª posição no ranking mundial dos 66kg. O melhor brasileiro na categoria é Daniel Cargnin, número 5 do mundo, que também estará em Perth.

Serão, ao todo, 21 brasileiros em ação no fim de semana. A competição já tem 394 atletas de 77 países pré-inscritos.

A equipe feminina convocada será composta por Laura Ferreira (48kg), Eleudis Valentim (52kg), Vitória Andrade (57kg), Aléxia Castilhos (63kg), Ellen Santana (70kg) e Camila Ponce (78kg).

Para o time masculino, foram convocados, além de Willian (66kg) e Marcelino (73kg), Renan Torres (60kg), Daniel Cargnin (66kg), Eduardo Katsuhiro (73kg), Eduardo Yudy (81kg), Victor Penalber (81kg), Rafael Macedo (90kg) e Lucas Lima (100kg).

Completam a equipe outros cinco judocas que se inscreveram no evento por meio processo de adesão: Gabriela Chibana (48kg), Jéssica Lima (57kg), Ketleyn Quadros (63kg), Beatriz Souza (+78kg), Ítalo Carvalho (60kg) e Gustavo Assis (90kg).

Programação

As disputas têm início no domingo, 04.11, para judocas dos pesos 48kg, 52kg, 57kg, 63kg, 60kg, 66kg e 73kg. Na segunda-feira, 05, último dia de competição, vão ao tatame do State Netball Centre os atletas dos pesos 70kg, 78kg, +78kg, 81kg, 90kg, 100kg e +100kg.

Esta será uma das últimas etapas da temporada 2019 do Circuito Mundial. De 22 a 24 de novembro haverá o Grand Slam de Osaka, no Japão, e, fechando o ano, os melhores judocas do ranking disputarão o World Masters, em Qingdao, na China, de 12 a 14 de dezembro.

Ketleyn Quadros também estará no Aberto de Perth e vai participar de treinamento de campo ao lado de técnico australiano. Foto: Abelardo Mendes Jr./ rededoesporte.gov.br

Ketleyn

A medalhista olímpica e campeã do Grand Slam de Brasília 2019, Ketleyn Quadros, foi convidada pela Judo Western Australia, organizadora do Aberto de Perth, para ministrar dois dias de treinamento de campo internacional ao lado do técnico australiano Daniel Kelly.

Ketleyn foi a primeira mulher medalhista olímpica do Brasil em modalidades individuais quando conquistou o bronze em Pequim 2008 e está na corrida pela classificação rumo a Tóquio 2020. No último final de semana, ela foi ao pódio também no Grand Slam de Abu Dhabi, onde conquistou a medalha de bronze do 63kg. Em Brasília, foi campeã.

Fonte: Confederação Brasileira de Judô

Comentários para "Seleção de judô disputa Aberto na Austrália que vale pontuação de Grand Prix":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório