×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 17 de maio de 2022

Senado cobrará investigação sobre tentativa de Carlos Bolsonaro de adquirir tecnologia espiã

Senado cobrará investigação sobre tentativa de Carlos Bolsonaro de adquirir tecnologia espiãFoto: Agência Brasil/Reprodução

Esta não é a primeira vez que o vereador Carlos Bolsonaro tenta estabelecer negociações para este tipo de aquisição

Caroline Oliveira - Brasil De Fato | São Paulo (sp) - 19/01/2022 - 10:22:49

Emissário do vereador carioca iniciou tratativas para a aquisição do sistema DarkMatter, em Dubai

A senadora Kátia Abreu (MDB-MS) informou que irá propor a convocação dos ministros da Justiça e Segurança Pública e do Gabinete de Segurança Institucional (SGI) na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado para explicar a suposta compra de sistemas de espionagem junto à empresa DarkMatter. Em suas palavras, “o Senado não pode silenciar diante da gravidade”.

O deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP) também cobrou explicações aos órgãos do governo sobre a suposta aquisição.

Segundo revelações feitas pelo UOL, durante a viagem de Jair Bolsonaro (PL) a Dubai, em novembro de 2021, um integrante do "gabinete do ódio", emissário do vereador carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos), iniciou as tratativas para a aquisição de um software israelense utilizado em programas es espionagem da empresa DarkMatter – que tem sede em Abu Dhabi, a 140 quilômetros de Dubai.

Valente, em seu pedido, cobrou informações sobre as reuniões realizadas pelos funcionários do governo com os representantes das empresas DarkMatter, Polus Tech e NSO Group. "Solicito, ainda, os registros de entrada e saída de representantes das referidas empresas nas dependências destes órgãos, desde janeiro de 2019", pede o parlamentar.

::Assessor do Planalto utilizou contas falsas para ataques virtuais, aponta Facebook::

De acordo com a reportagem do UOL, a conversa entre o emissário, que também é especialista em inteligência e contrainteligência, e os representantes da DarkMatter ocorreu especificamente no dia 14 de novembro de 2021, durante a feira aeroespacial conhecida como Dubai AirShow.

Invasão de celulares

As empresas DarkMatter, Polus Tech e NSO Group são responsáveis por sistemas projetados para infectar celulares e dispositivos que usam Android e IOS. A última desenvolveu o famoso sistema Pegasus.

Esta não é a primeira vez que o vereador Carlos Bolsonaro tenta estabelecer negociações para este tipo de aquisição. Ainda em 2021, o filho do presidente interveio em uma licitação do Ministério da Justiça a fim de que a pasta comprasse o programa Pegasus. A tentativa, no entanto, fracassou depois que o Tribunal de Contas da União (TCU) suspendeu a licitação.

::Bolsonaro implanta agentes da Abin em diversos ministérios::

Nos Estados Unidos, a NSO Group, da qual um dos fundadores é hoje CEO da Polus Tech, entrou na lista de empresas proibidas pelos norte-americanos depois que os celulares de nove funcionários do Departamento de Estado foram invadidos por meio do Pegasus.

Edição: Vivian Virissimo


Comentários para "Senado cobrará investigação sobre tentativa de Carlos Bolsonaro de adquirir tecnologia espiã":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
PL tem dificuldade para atender Bolsonaro e contratar auditoria privada nas eleições

PL tem dificuldade para atender Bolsonaro e contratar auditoria privada nas eleições

Bolsonaro defendeu a contratação de auditoria privada ao falar em suas redes sociais há duas semanas

Brasil deve mostrar que rejeita

Brasil deve mostrar que rejeita "aventuras autoritárias", diz ministro

País serve como vitrine para comunidade global, afirma Fachin

Supremo Tribunal Federal dá 120 dias para Ministério Público concluir inquérito contra Lindbergh Faria

Supremo Tribunal Federal dá 120 dias para Ministério Público concluir inquérito contra Lindbergh Faria

Ex-senador Lindbergh Farias foi acusado de receber vantagens

TSE criará rede com 100 observadores internacionais nas eleições 2022

TSE criará rede com 100 observadores internacionais nas eleições 2022

Brasil não tolera 'aventuras autoritárias'

STF cria ferramenta para classificar processos em diretrizes da ONU

STF cria ferramenta para classificar processos em diretrizes da ONU

Objetivos e metas fazem parte da Agenda 2030 das Nações Unidas

Aprovada lei que amplia tratamento de cânceres pelo Sistema Único de Saúde

Aprovada lei que amplia tratamento de cânceres pelo Sistema Único de Saúde

A publicação da lei foi feita no Diário Oficial da União (DOU) na quarta-feira (10) e entrará em vigor em 180 dias

A arte e cultura são raios de esperança tecendo o amanhã com o fim do bolsonarismo

A arte e cultura são raios de esperança tecendo o amanhã com o fim do bolsonarismo

O veto a Lei Aldir Blac 2 deve ser medo ou retaliação diante do poder da arte que desenvolve pensamento crítico do povo

Pecuarista que pediu doação para presidente visitou Palácio do Planalto 11 vezes

Pecuarista que pediu doação para presidente visitou Palácio do Planalto 11 vezes

Participaram da audiência pecuaristas que se declararam dispostos a doar dinheiro para a futura campanha do presidente.

Aliados de Lira pressionam por desobediência a decisão do TSE e derrubada do vice-presidente da Câmara

Aliados de Lira pressionam por desobediência a decisão do TSE e derrubada do vice-presidente da Câmara

Se afastar Marcelo Ramos, Lira poderá abrir nova frente de conflito entre Poderes

STF e TSE decidem assinar termo de cooperação para combater ameaça às eleições no Brasil

STF e TSE decidem assinar termo de cooperação para combater ameaça às eleições no Brasil

Órgãos terão reunião nesta semana para formar aliança a fim de combater os riscos em torno do pleito deste ano, visto que uma parcela da população e uma ala do governo põe, cada vez mais em xeque, o sistema eleitoral brasileiro.

'Tem mais coisa pra acontecer na questão da Petrobras', diz Bolsonaro

'Tem mais coisa pra acontecer na questão da Petrobras', diz Bolsonaro

As declarações foram feitas pela manhã, em Brasília, antes da viagem do presidente a São Paulo, mas só divulgadas no período da tarde por um canal bolsonarista no YouTube - e com cortes.