×
ContextoExato
Responsive image

Servidores do IBGE rebelam-se contra indicada de Guedes por pesquisa sobre a Covid-19

Servidores do IBGE rebelam-se contra indicada de Guedes por pesquisa sobre a Covid-19Foto: O Antagonista

A pesquisa por telefone, dizem os servidores, não é confiável, porque sujeita a fraudes e viés.

Por Renan Ramalho - O Antagonista - 05/05/2020 - 16:26:23

A tentativa até agora frustrada do IBGE de coletar nome, endereço e telefone de toda a população, para realizar uma pesquisa sobre a Covid-19, deixou servidores furiosos com Susana Guerra, indicada de Paulo Guedes que comanda o órgão desde fevereiro do ano passado.

O sindicato da categoria alega que eles não foram informados previamente sobre a pesquisa e questionam a metodologia feita às pressas para monitorar o avanço da doença no país.

A pesquisa por telefone, dizem os servidores, não é confiável, porque sujeita a fraudes e viés.

Leia também: Crusoé e O Antagonista+: 3 meses por R$ 1,90/mês. Comece agora

Mesmo que seja feita por visita domiciliar, diz o sindicato, a pesquisa não inclui no questionário, por exemplo, se a pessoa tem alguma comorbidade, quanto tempo ficou internada se infectada e se foi testada quando procurou serviços médicos.

“Se os objetivos da pesquisa não estão claros para o corpo funcional de todo o IBGE, tendo em vista a forma atabalhoada em que está sendo feita, imaginem para a população e para os pesquisadores!?”, diz carta da ASSIBGE, sindicato dos servidores, enviada a Guerra na semana passada.

A tentativa de obter dados pessoais das pessoas, diz o sindicato, expôs o órgão à desconfiança –“uma completa inabilidade política, representou uma descredibilização do IBGE e uma repercussão absolutamente negativa para a instituição e junto aos nossos informantes”.

No mês passado, Jair Bolsonaro editou medida provisória obrigando as operadoras de telefonia a repassarem dados pessoais dos clientes ao IBGE, sem detalhar a finalidade.

A OAB conseguiu suspender o compartilhamento no Supremo, alegando risco de vazamento dos dados para outros órgãos do governo. Os ministros devem decidir amanhã se mantêm ou não a liminar de Rosa Weber que suspendeu a medida provisória.

Comentários para "Servidores do IBGE rebelam-se contra indicada de Guedes por pesquisa sobre a Covid-19":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório