×
ContextoExato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 19 de novembro de 2018


Setor da soja no MS corre para liberar armazéns e garantir o escoamento da produção

Setor da soja no MS corre para liberar armazéns e garantir o escoamento da produção

Expectativa é que a colheita se inicie na primeira semana de fevereiro e encerre-se no mês de abril

C/ Correio do Estado (MS) – Foto: Reprodução - 31/01/2018 - 23:26:00

Com projeção de um novo recorde para safra de soja deste ano, produtores e o governo de Mato Grosso do Sul estão mobilizados para liberar armazéns e garantir o escoamento da produção. De acordo com projeção da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o estado poderá ter um incremento de 1,5% na produção de soja, chegando a 8,701 milhões de toneladas, 125,6 mil a mais em comparação à safra de 16/17. 

De acordo com o presidente da Associação de Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja), Juliano Schmaedecke, a produção deste ano será semelhante à do ano passado, em que foi recorde.

Uma dúvida, no entanto, se refere à produtividade, por conta das chuvas registradas em dezembro e janeiro. “Tivemos dezembro e janeiro com menor insolação, o que pode repercutir no peso do grão. É uma dúvida que temos. Em janeiro, tivemos somente oito dias de sol, choveu muito.  Mas tudo aponta para que seja um excelente ano”, destacou.

A projeção da Conab é de queda de 3,1% na produtividade neste ano, que deve ser compensada pelo aumento de 4,7% da área plantada, para 2,640 milhões de hectares. Com a projeção de recorde, deu-se início à mobilização para liberar os armazéns.

Comentários para "Setor da soja no MS corre para liberar armazéns e garantir o escoamento da produção":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório