×
ContextoExato
Responsive image

STF condena deputado bolsonarista que difamou Jean Wyllys a pagar 30 salários mínimos ao ex-parlamentar

STF condena deputado bolsonarista que difamou Jean Wyllys a pagar 30 salários mínimos ao ex-parlamentarFoto: LÚCIO BERNARDO JR./CÂMARA DOS DEPUTADOS | Reprodução/Marcelo Tognozzi

Eder Mauro editou um vídeo em que Wyllys afirma haver um imaginário “sobretudo nos agentes das forças de segurança de que uma pessoa negra e pobre é potencialmente perigosa". O deputado recortou a frase e publicou um vídeo em que parece que o psolista diz que "uma pessoa negra e pobre é potencialmente perigosa”

Portal 247 - 18/08/2020 - 20:05:09

A 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) condenou, nesta terça-feira, 18, o deputado federal bolsonarista Eder Mauro (PSD-PA) a pagar 30 salários mínimos ao ex-deputado do PSOL Jean Wyllys por ter difamado o ex-parlamentar nas redes sociais.

Os ministros do Supremo concluíram que Mauro editou um discurso de Wyllys e compartilhou o vídeo na internet para prejudicá-lo.

O relator, ministro Luiz Fux, havia proposto um ano de detenção em regime semiaberto ao parlamentar do PSD, mas a pena foi convertida pelo pagamento de 30 salários mínimos. Mauro editou um vídeo em que Wyllys afirma haver um imaginário “sobretudo nos agentes das forças de segurança de que uma pessoa negra e pobre é potencialmente perigosa".

O deputado recortou a frase e publicou um vídeo em que parece que o psolista diz que "uma pessoa negra e pobre é potencialmente perigosa”.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários para "STF condena deputado bolsonarista que difamou Jean Wyllys a pagar 30 salários mínimos ao ex-parlamentar":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório