×
ContextoExato
Responsive image

Suplente de Izalci e ex-secretário de Arruda é preso no DF por fraude no PA

Suplente de Izalci e ex-secretário de Arruda é preso no DF por fraude no PAFoto: Metrópoles

Ordem partiu do juiz federal Rubens Rollo de D’Oliveira após respiradores que custaram R$ 25 milhões chegarem com defeito no estado

Caio Barbieri - Metrópoles - 13/05/2020 - 20:11:38

Segundo suplente do senador Izalci Lucas (PSDB), André Felipe Oliveira da Silva, 52 anos, foi preso pela Polícia Federal (PF) na tarde desta quarta-feira (13/05), em Brasília, acusado de participar da venda de 152 respiradores hospitalares com defeito ao governo do Pará.

O empresário carioca é atual vice-presidente do Democratas no Distrito Federal e foi secretário de Esporte local em 2007, ainda na gestão de José Roberto Arruda (PL). Ele estava em um apartamento na Asa Sul quando foi preso e levado à Superintendência Regional da Polícia Federal no DF. No imóvel, foi apreendido um disco rígido de computador.

A prisão temporária foi determinada pelo pelo juiz federal Rubens Rollo de D’Oliveira, da 3ª Vara Federal do Pará, e ocorre após os aparelhos adquiridos pelo governo de Helder Barbalho (MDB) por R$ 25,2 milhões terem chegado com defeito e até sem peças para tratar de pacientes infectados pelo novo coronavírus.

André Felipe atuou como representante comercial da SKN do Brasil Importação e Exportação, responsável pela venda. A informação foi revelada pelo site O Antagonista e confirmada ao Metrópoles pela assessoria de imprensa da PF.

A reportagem tenta contato com a defesa do ex-secretário do DF.

Busca e apreensão

De acordo com a Polícia Federal, a operação batizada de Profilaxia – uma referência às medidas preventivas para a preservação da saúde da população – cumpriu cinco mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão temporária.

A ação é resultado de investigação do Ministério Público Federal (MPF), do Ministério Público do Estado do Pará e da própria PF, que destinou 25 policiais federais durante a operação. “Todos os mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Uma prisão em Brasília foi realizada, todavia, restou um foragido no Rio”, informou a PF.

Ainda nesta quarta-feira, a PF cumpriu mandados de busca e apreensão na residência do empresário, o terceiro na linha de sucessão do mandato de Izalci Lucas (PSDB)– atrás do advogado Luis Felipe Belmonte, marido da deputada federal Paula Belmonte (Cidadania-DF).

A pedido do governo do Pará, na terça-feira (12/05), a Justiça estadual determinou a penhora dos R$ 25,2 milhões nos bens da empresa e também dos sócios. Além disso, mandou reter os passaportes dos sócios brasileiros da empresa, caso não depositassem em juízo o valor total do prejuízo.

“Surpresa”

Procurado pela coluna, o senador Izalci Lucas disse ter recebido “com surpresa” a notícia da prisão temporária de seu segundo suplente. Segundo Izalci informou, o aliado trabalhava apenas como intermediário da negociação, não tendo, portanto, a responsabilidade pelo material.

“Pelo que sei, ele apenas fez o contato com a empresa chinesa, que deveria ter entregue o produto contratado. Temos que aguardar para ver o que aconteceu”, afirmou.

Também procurado pela coluna, o ex-deputado Alberto Fraga, atual presidente do DEM-DF, disse que “o Democratas não vai passar a mão na cabeça de ninguém”.

Comentários para "Suplente de Izalci e ex-secretário de Arruda é preso no DF por fraude no PA":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório