×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 27 de outubro de 2021

Tecnologia amplia atendimento on-line do Pró-Vítima do Governo do DF

Tecnologia amplia atendimento on-line do Pró-Vítima do Governo do DFFoto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

O Pró-Vítima, programa da Secretaria de Justiça, atende em seis endereços | Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

Rafael Secunho, Da Agência Brasília | Edição: Mônica Pedroso - 02/01/2021 - 18:10:57

Governo investe na compra de equipamentos e na qualificação de servidores para aumentar suporte psicossocial às vítimas de violência

Entre janeiro e novembro de 2020, o Pró-Vítima , programa do GDF de atendimento a vítimas de violência registrou 4.325 consultas. Para potencializar a oferta dos serviços on-line nos seis núcleos do programa, a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) está comprando 150 novos equipamentos eletrônicos.

A estudante Camila é atendida no Pró-Vítima desde 2019 | Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

Microfones, webcams, notebooks, projetores de vídeo, computadores e câmeras fotográficas estão na lista. O investimento é de R$ 150 mil e os recursos são oriundos de emenda parlamentar da deputada distrital Julia Lucy. “Precisávamos oferecer mais qualidade ao nosso serviço. Além de ampliar a segurança da informação, a ideia é otimizar o atendimento, que conta com o suporte psicossocial e a promoção da autonomia das pessoas atendidas”, afirma a secretária da Sejus, Marcela Passamani.

O programa também conta com webinários semanais sobre empreendedorismo, e-commerce e sobre a legislação brasileira. E palestras tanto para as atendidas quanto para servidores, que passam por capacitação

Em salas reservadas, o Pró-Vítima acolhe as vítimas, em sua maioria mulheres, e as orienta sobre seus direitos socioassistenciais. O programa oferece sessões de terapia de apoio individual, com foco na violência vivenciada, para o restabelecimento do equilíbrio mental e emocional.

Em tempos de pandemia do coronavírus, os atendimentos feitos por psicólogos e assistentes sociais foram exclusivamente on-line. Os encontros presenciais só retornaram em outubro, mas a modalidade à distância também continua. O reforço tecnológico, portanto, vem em boa hora.

“Tivemos um volume grande de atendidos nesse período de pandemia. Observamos o crescimento do desemprego, a permanência das pessoas 24 horas dentro de suas casas, o que pode ter contribuído para uma agressão psicológica ou física”, pontua a titular da Subsecretaria de Apoio a Vítimas de Violência (Subav), Janandréia Rafael.

“Dessa forma, o atendimento on-line foi muito importante no período”, acrescenta a subsecretária. O programa também conta com webinários semanais sobre empreendedorismo, e-commerce e sobre a legislação brasileira. E palestras tanto para as atendidas quanto para servidores, que passam por capacitação.

Rede de apoio

Em um dos postos mais procurados do programa, o da Estação Rodoferroviária – onde também está sediada a Sejus – foram realizados 627 atendimentos entre janeiro e novembro de 2020. E não se trata somente de uma rede de apoio aos que sofrem violência física ou doméstica, mas também a psicológica, patrimonial, entre outras.

Um exemplo de pessoa atendida no programa é a estudante Camila dos Santos, 26, moradora da Asa Norte. Há um ano e meio, a jovem é acompanhada pela equipe do Pró-Vítima no núcleo da Rodoferroviária. E conta que as psicoterapias individuais, as palestras e toda a assistência foram fundamentais para ela se “reinventar”.

“Acho que sofri todos os tipos de violência do meu ex-namorado. No caso, a psicológica e a patrimonial nem sabia o que era isso. Fui coagida. E aqui, resgatei minha auto-estima e me fortaleci”, revela Camila. Na Defensoria Pública do DF, um dos órgãos parceiros da Sejus no Pró-Vítima , a atendida recebe assistência jurídica.

Hoje, Camila fala sobre um passado doído com tranquilidade. É assídua nos webinários do Pró-Vítima e elogia o investimento recebido pelo projeto. “Acho excelente. Esse trabalho vai poder abranger cada vez mais pessoas e também vamos ter mais qualidade nos vídeos, nas consultas on-line”, finaliza.

Conheça mais sobre o Pró-Vítima

– QUEM PODE PARTICIPAR?

Os serviços do Pró-Vítima são gratuitos, para todas as pessoas, não havendo necessidade de comprovação de hipossuficiência econômico-financeira.

– COMO INGRESSAR NO PROGRAMA?

A vítima de violência pode buscar os núcleos de atendimento do Pró-Vítima de forma espontânea ou ser encaminhada por instituições e/ou autoridades públicas, assim como por amigos, parentes ou pessoas da comunidade.

– ONDE ENCONTRAR UM POSTO DE ATENDIMENTO PRÓ-VÍTIMA?

Sede: Estação Rodoferroviária, Ala Central, Térreo, Brasília – Contato: 2104-4289

Núcleo Paranoá: Quadra 5, Conjunto 3, Área Especial D, Parque de Obras, Paranoá – Contato: 3369-0816

Núcleo Taguatinga: Administração Regional de Taguatinga, Praça do Relógio – Contato: 3451-2528

Núcleo Ceilândia: EQNN 5/7, área especial C Ceilândia Norte, Brasília, DF – Contato: 2104-1480

Núcleo Guará: QELC Alpendre dos Jovens, Lúcio Costa, Guará, DF – Contato: 99276-3453

Núcleo Planaltina: Fórum Desembargador Lúcio Batista Arantes, Salas 111/114 – Planaltina/DF. Contato: 3103 2405

Comentários para "Tecnologia amplia atendimento on-line do Pró-Vítima do Governo do DF":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
O zebrinha voltou

O zebrinha voltou

Hoje circulando com as cores dos demais ônibus das operadoras, os zebrinhas vão voltar a ter as listras brancas e vermelhas para serem mais facilmente identificados pelos usuários

Flexibilizado uso de máscaras em ambientes abertos no Distrito Federal

Flexibilizado uso de máscaras em ambientes abertos no Distrito Federal

Medida passa a valer a partir de 3 de novembro. Proteção facial segue obrigatória em ambientes fechados como no transporte público

Protesto de advogados em Brasília exige juízes de volta ao trabalho presencial

Protesto de advogados em Brasília exige juízes de volta ao trabalho presencial

Iniciativa da advogada Thais Riedel fez até a inerte OAB-DF se mexer

Parecer dá razão a Paco Britto em acusação de propaganda eleitoral

Parecer dá razão a Paco Britto em acusação de propaganda eleitoral

O vice-governador compartilhou nas redes um vídeo sobre sua participação no evento.

Ibaneis Rocha viaja a Portugal para negociar edições da Web Summit

Ibaneis Rocha viaja a Portugal para negociar edições da Web Summit

Brasília no páreo para sediar o maior evento de tecnologia do planeta

PDOT: Seduh conclui oficinas temáticas e retoma debate com Comitê Participativo

PDOT: Seduh conclui oficinas temáticas e retoma debate com Comitê Participativo

Ordenamento territorial é debatido a cada dez anos.

CPI que investigará sonegação de bancos no DF tem composição definida

CPI que investigará sonegação de bancos no DF tem composição definida

O autor do requerimento para dar início às investigações, deputado Delmasso, espera resultados similares aos obtido por CPI paulistana que "colocou de volta nos cofres públicos cerca de R$ 3 bilhões”

Ativista por moradia popular denuncia perseguição em Santa Maria, no DF

Ativista por moradia popular denuncia perseguição em Santa Maria, no DF

Ativista Mona Lisa, do Coletivo Mais de Nós, denuncia ter sofrido perseguição após apoiar luta por moradia popular

Estudantes cobram da Capes pagamento de bolsas

Estudantes cobram da Capes pagamento de bolsas

UNE protocolou um ofício cobrando uma urgente reunião com a presidência da CAPES

Com autorização da Aneel, conta de luz no DF terá reajuste de 11,6%

Com autorização da Aneel, conta de luz no DF terá reajuste de 11,6%

A tarifa residencial no DF, que ocupava o 51º lugar do ranking nacional sendo uma das mais baixas do país, passa a ocupar a 36º posição.

Biotic sedia lançamento do programa ‘Centelha’ no DF

Biotic sedia lançamento do programa ‘Centelha’ no DF

Presente à cerimônia de lançamento, o vice-governador Paco Britto assegurou que o Centelha será um programa-modelo no DF