×
ContextoExato

Trabalho desempenhado na Secretaria da Criança do DF alavancou eleição do deputado Professor Israel

Trabalho desempenhado na Secretaria da Criança do DF alavancou eleição do deputado Professor IsraelFoto:

Sem licitação e semelhanças

Eixo Capital/ Por Ana Maria Campos - Foto: Arthur Menescal/cb Poder - 12/12/2018 - 12:09:02

O deputado distrital Professor Israel Batista (PV), eleito deputado federal, com 67.598 votos, era considerado um dos favoritos na campanha entre os candidatos à Câmara dos Deputados. Grande parte do desempenho dele se deve às políticas desempenhadas pela Secretaria de Políticas para Criança, Adolescente e Juventude (Secriança), onde sempre exerceu influência política, com indicações nos principais cargos. Um dos projetos de grande visibilidade é o #BoraVencer, com cursos para jovens.

Sem licitação

Na Operação Conto do Vigário, da Polícia Civil e do Ministério Público, deflagrada ontem, o alvo são convênios sem licitação com instituições para projetos em escolas públicas com emendas do deputado Israel Batista (PV). Neste ano, há pelo menos mais três emendas de Israel executadas pela pasta. Uma delas, de R$ 3,1 milhões, para fornecimento de todas as refeições de jovens infratores nas unidades de internação e semiliberdade. Detalhe: o contrato ocorreu com dispensa de licitação. Do mesmo modo, foi executada uma emenda do distrital, de R$ 996,7 mil para formação de jovens no programa “Empoderar e empreender — o empreendedor do futuro”, por meio do Instituto Brasil Adentro. A mesma entidade foi contratada para realizar o projeto “Casa de Criatividade e Inovação”, graças à emenda do distrital no valor de R$ 890 mil.

Semelhanças

Na investigação sobre os convênios da Secretaria de Políticas para Criança, Adolescente e Juventude, o Ministério Público do DF encontrou um padrão semelhante ao do ICS, em que várias empresas eram subcontratadas para realizar os serviços. As entidades contratadas sem licitação pela Secriança escolhiam livremente as empresas que forneceriam livros e serviços para alunos da rede pública do DF.

Equipe sob exportação

Mais um integrante da equipe de Rollemberg vai trabalhar em outras unidades da Federação. O presidente do Instituto Hospital de Base, Ismael Alexandrino, foi convidado a assumir a Secretaria de Saúde de Goiás pelo governador eleito, Ronaldo Caiado (DEM/DF). Ele foi o responsável, ao lado do atual secretário de Saúde do DF, Humberto Fonseca, pela implantação do novo modelo de gestão na maior unidade do DF, o Hospital de Base. Se fosse reeleito, Rollemberg ampliaria o sistema por meio de um serviço social autônomo. À frente da Secretaria de Saúde de Goiás, Ismael poderá adotar essas regras nos municípios do estado. Do partido de Caiado, o deputado Alberto Fraga (DEM/DF) pretendia extinguir o modelo adotado no Instituto Hospital de Base.

Mais três

Outros três integrantes do governo Rollemberg, até agora, aceitaram convites. Leany Lemos será secretária de Planejamento no Rio Grande do Sul. Dois outros vão para o Espírito Santo, no governo de Renato Casagrande (PSB): o atual secretário de Mobilidade, Fábio Damasceno, será secretário de Transportes e Obras Públicas e o presidente do BRB, Vasco Cunha Gonçalves, será presidente do Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes).

Afinado com a Procuradoria

O governador eleito do DF, Ibaneis Rocha, mostrou que acredita num trabalho afinado entre a Procuradoria-Geral do DF e o Palácio do Buriti. Ao comentar na segunda-feira possíveis questionamentos sobre mudanças na redução das alíquotas de impostos, caso seja uma iniciativa de parlamentares, ele disse que certamente não haveria ações da Procuradoria, mas poderia partir do Ministério Público. A indicação de Ludmila Galvão para a Procuradoria-Geral do DF foi aprovada ontem por unanimidade na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Legislativa.

A pergunta que não quer calar….

Armar a população vai impedir que malucos ou terroristas entrem atirando em igrejas ou mercados de Natal como aconteceu ontem em Campinas e em Estrasburgo, na França? Pode proteger os cidadãos?

Só papos

“Se o governador não estiver disposto a fazer, no meu governo eu vou fazer. Uma pena que a sociedade vai passar ainda um período de dificuldades no arrastamento disso. A gente arruma alguma maneira de compensar isso no futuro”

Governador eleito, Ibaneis Rocha (MDB), sobre medida sugerida ao atual governo para redução de impostos para vigorar a partir de 2019

“Há de se registrar que cada governo, a tempo certo, deve assumir suas responsabilidades perante a opinião pública e arcar com as consequências de suas ações, lembrando de que governar é decidir e assumir as responsabilidades de cada ato”

Governador Rodrigo Rollemberg (PSB), por meio de nota oficial

Comentários para "Trabalho desempenhado na Secretaria da Criança do DF alavancou eleição do deputado Professor Israel":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório