×
ContextoExato
Responsive image

Turistas lotam Brasília e o trabalho é intensificado

Turistas lotam Brasília e o trabalho é intensificadoFoto:

Vários hotéis estão próximos da lotação máxima. Restaurantes também aproveitam aumento do número de visitantes - muitos deles, aguardando a posse - e investem em comemorações de ano-novo.

Correio Braziliense - 31/12/2018 - 09:27:26

Eliana, Ana e Hipolyto vieram de São Paulo e comparecerão à posse do presidente eleito.

Restaurantes cheios, pontos turísticos movimentados e locais de hospedagem lotados marcam o fim de ano no Distrito Federal. A posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), atrai milhares de pessoas à capital do país. O Sindicato dos Empregados no Comércio Hoteleiro, Restaurantes, Bares e Similares (Sindhobar) ressalta que quem tentar se hospedar nas regiões administrativas, principalmente no Plano Piloto, encontrará dificuldades. Segundo a entidade, vários hotéis estão próximos da lotação máxima.

A expectativa do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) é de que, amanhã, 500 mil pessoas compareçam à posse presidencial na Esplanada dos Ministérios. Caso o número se confirme, será a maior troca de faixa presidencial da história do Brasil, superando a de Lula, em 2003, com 200 mil participantes. Enquanto isso, mais caravanas e viajantes chegam a Brasília e impulsionam o mercado local.

A aposentada Eliana Montagner, 65, chegou à cidade há três dias, acompanhada por dois amigos, Ana Araki, 66, e Hipolyto Zeratin, 65. O trio saiu de São Paulo e veio à capital para passar o ano-novo e, principalmente, participar da posse de Bolsonaro. “Estamos hospedados no Plano Piloto. Sabíamos que as vagas nos hotéis estariam concorridas, por isso, fizemos nossas reservas com antecedência”, explica Eliana. Ana e Hipolyto destacam que não é a primeira vez que visitam a capital federal e que o mais encantador da cidade é o céu. “Brasília sempre nos recebe com esse clima gostoso, a beleza do cerrado e esse azul no céu”, diz Ana.

Apaixonados por Brasília, o casal Maria Célia Bini, 53, e Márcio Brunato, 61, veio curtir o fim de ano na cidade. Ao contrário de boa parte dos turistas, ambos não têm interesse em comparecer à posse presidencial. “Frequentamos a capital desde 1984. Sempre gostei daqui, principalmente do clima. Também temos familiares na cidade, o que nos motiva mais ainda”, frisa Maria. Para conseguir reserva nos hotéis, eles procuraram a hospedagem meses antes de fazerem a viagem. “Sabíamos que muita gente viria, e nos antecipamos. Estamos no Setor Hoteleiro Sul, perto de tudo. O que eu mais gosto é que Brasília reúne todos os tipos de culinária, não é igual a Porto Alegre”, afirmou.

Maria Célia e Márcio sempre visitam Brasília e não pretendem comparecer ao evento oficial

Trabalho intensificado

“Os hotéis estão com 90% da lotação completa e sabemos que ainda tem muita gente chegando. Nesta época do ano, geralmente, a faixa de ocupação fica nos 60%. Podemos dizer que temos o dobro de hóspedes”, ressalta o presidente do Sindhobar, Jael Silva.

Com a posse em vista, Jael ressalta que o comércio local passou a intensificar os trabalhos para aumentar os lucros. “Podemos observar que neste ano temos muito mais festas de réveillon. Os hotéis e os restaurantes também estão investindo nesse tipo de comemoração”, afirma.

No Comfort Suítes Brasília, na Asa Norte, a previsão é de que se chegue a 93% de lotação. Segundo o sênior de recepção Gabriel Martins, a equipe está preparada para lidar com o público. “A maioria chegará para a posse do presidente Jair Bolsonaro. Vamos hospedar personalidades políticas, como chanceleres e ministros. Portanto, há um esquema de segurança do hotel, além de outros preparativos para recebermos da melhor forma os nossos hóspedes”, diz.

Amanhã, após a cerimônia política, cerca de 80% dos visitantes devem deixar a capital federal. “Em viradas de ano que não são de eleição, a lotação chega a até 20%. Apesar do pouco tempo de hospedagem, tivemos um grande aumento. Por isso, temos uma ótima expectativa”, afirma Gabriel.

O presidente do Sindhobar ainda aconselha aos turistas de última hora que também procurem opções fora do Plano Piloto, como Taguatinga e Águas Claras, onde a demanda por quartos está um pouco menor. Mesmo assim, a reportagem procurou três hotéis em cada uma dessas regiões administrativas e todos estavam com previsão de 100% de lotação de hoje até quarta-feira.

No Play Hotel, em Águas Claras, as buscas por hospedagem começaram há cerca de dois meses, segundo a recepcionista Rosângela Sena. “As reservas iniciaram cedo, mas, no meio de dezembro, a procura pelos quartos cresceu significativamente. A principal pergunta que as pessoas nos fizeram foi sobre o transporte da cidade e como se faz para chegar até a Esplanada. A posse trouxe uma ótima expectativa de crescimento”, afirma.

"Em viradas de ano que não são de eleição, a lotação chega a até 20%. Apesar do pouco tempo de hospedagem, tivemos um grande aumento. Por isso, temos uma ótima expectativa”

Gabriel Martins, sênior de recepção do Comfort Suítes Brasília

Comentários para "Turistas lotam Brasília e o trabalho é intensificado":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório