×
ContextoExato

Uma administração com muitas ilhas. Ibaneis monta um governo que tem a cara de um arquipélago

Uma administração com muitas ilhas. Ibaneis monta um governo que tem a cara de um arquipélagoFoto:

Por Ana Maria Campos - Correio Braziliensse/foto: Ricardo Stuckert/ Fotos Públicas - 25/11/2018 - 12:03:03

Uma administração com muitas ilhas

A avaliação do meio político é de que o governador eleito do DF, Ibaneis Rocha (MDB), monta um governo que tem a cara de um arquipélago. Muitas ilhas, sem ligação por terra. Vários nomes de projeção nacional, mas sem conexão. Para dar certo, Ibaneis terá de atuar como um maestro ou delegar a articulação interna para quem fala com a equipe com a autoridade de realmente representá-lo. Ibaneis vai precisar de uma boa governança.


Aposta em Clemente

 (Barbara Cabral/Esp. CB/D.A Press
)

Integrantes do próximo governo brincam que se o secretário de Fazenda, André Clemente, der certo, tudo vai funcionar. Eficiência orçamentária e financeira é o caminho para o cumprimento de vários compromissos de Ibaneis Rocha, a começar pelos reajustes salariais esperados.


Na pauta

O governador eleito, Ibaneis Rocha, vai reunir nesta terça-feira os deputados distritais da atual legislatura para discutir as prioridades no orçamento de 2019 e projetos que precisam ser votados ainda neste ano.


Dinheiro fora dos presídios

O relatório do Tribunal de Contas do DF sobre o exercício de 2017 mostrou que, no segundo ano do governo Rollemberg, quase todo o repasse do Fundo Penitenciário Nacional foi aplicado fora dos presídios do DF. Do montante de R$ 44,9 milhões destinado ao sistema penitenciário, apenas R$ 498,3 mil foram utilizados com essa finalidade. O dinheiro, segundo o relatório, foi aproveitado para pagamento de outros compromissos.


Renúncia fiscal bilionária

No relatório do TCDF sobre as contas de 2017, chamou a atenção o tamanho da renúncia fiscal. O montante chegou a R$ 1,6 bilhão, sendo R$ 1,3 bilhão de incentivos fiscais relativos ao ICMS. O problema é que, segundo a Controladoria-Geral do DF, o governo não mede o custo-benefício nesses casos. Dinheiro que faltou para reforma de escolas, melhorias em hospitais ou na reestruturação da segurança pública. Para se ter uma ideia do que representa essa verba que deixou de entrar nos cofres públicos, o montante corresponde a quase o dobro dos investimentos do mesmo ano, que somaram R$ 860,4 milhões.

 (Carlos Vieira/CB/D.A Press
)

Rosso volta dia 12

Terceiro colocado na disputa ao Palácio do Buriti, Rogério Rosso (PSD/DF) reassume o mandato de deputado federal em 12 de dezembro. Voltará à Câmara para votar o orçamento e os projetos mais importantes para o governo Bolsonaro.


Consulta médica

Em meio a tantos lobbies na escolha do próximo secretário de Saúde, o governador eleito do DF, Ibaneis Rocha (MDB), quer ouvir a opinião do futuro ministro da área, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM/MS).


De volta ao poder

O aniversário do futuro presidente da Caesb, Fernando Leite, na última sexta-feira, reuniu mais de 300 pessoas numa churrascaria no Riacho Fundo. Integrantes do próximo governo e aliados da campanha de Ibaneis passaram por lá.

 (Ana Rayssa/Esp. CB

)

Contra o discurso conservador

O futuro secretário de Educação do DF, Rafael Parente, é uma voz contra a Escola sem Partido. Vai divergir do ministro da Educação do governo Bolsonaro, Ricardo Vélez Rodriguez.


Só papos

“Infelizmente, nós temos muitos professores — e esse número tem aumentado cada dia mais — como aquele lá de Santa Catarina que, em plena campanha, falou um monte de besteiras sobre o nosso futuro presidente, Jair Bolsonaro. Foi um absurdo o que ele disse. Em outras escolas, pessoas vêm relacionar Che Guevara com Jesus Cristo, fazendo uma apologia”

 (Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press
)

Deputado Júlio César (PRB),
a favor da Escola sem Partido

“Esta é a dinâmica: o aluno traz um conhecimento de casa, e a escola questiona esse conhecimento. Esse é o processo que nos leva à evolução. Se o professor Galileu não tivesse questionado dizendo que a Terra não era chata, mas redonda, nós, talvez, até hoje, estaríamos na Idade Média”

 (Rodrigo Nunes/Esp. CB/D.A Press)

Deputado Professor Israel (PV), contra a Escola sem Partido

Mandou bem

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) foi homenageado por funcionários e médicos do Hospital da Criança, uma unidade de excelência em atendimento na rede pública do DF, e antecipou que pretende trabalhar no local como voluntário quando terminar o mandato.


Mandou mal

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, 51% dos municípios brasileiros, que abrigam 30 milhões de pessoas, o correspondente a 15% da população, não dispõem de notícias locais porque não há nessas cidades nenhum veículo jornalístico.


Enquanto isso...

Na sala de Justiça

O juiz Fábio Esteves, que condenou o deputado Alberto Fraga (DEM/DF) a quatro anos de prisão por receber propina de cooperativas de transporte, foi reeleito na última sexta-feira à Presidência da Associação dos Magistrados do DF (Amagis/DF). Sem disputa. Chapa única. Os juízes Marilia Garcia Guedes e Carlos Divino Rodrigues são respectivamente a primeira e o segundo vice-presidentes.

Comentários para "Uma administração com muitas ilhas. Ibaneis monta um governo que tem a cara de um arquipélago":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório