×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 22 de outubro de 2021

Universidade em Goiás cria técnica que identifica uso de agrotóxicos em frutas

Universidade em Goiás cria técnica que identifica uso de agrotóxicos em frutasFoto:

Molécula não é degradada pela luz

Por Pedro Peduzzi - Agência Brasil Brasília - 25/05/2019 - 20:02:44

Um estudo desenvolvido pela Universidade Federal de Goiás (UFG) possibilitará, a produtores e autoridades sanitárias, identificar e mensurar o uso de agroquímicos – em especial pesticidas e fungicidas – nas frutas e legumes consumidos no país.

Segundo pesquisadores, a técnica poderá ser usada também para checar se os produtos enviados ao exterior estão em conformidade com a legislação estrangeira no que se refere a agrotóxicos.

O orientador da tese, professor do Instituto de Química da UFG, Boniek Gontijo, explica que a técnica permite, também, evitar “as discrepâncias entre a quantidade sugerida nos rótulos de agrotóxicos e a quantidade suficiente para que o agroquímico exerça sua função. Em geral, eles sugerem uma quantidade maior do que a necessária, com o objetivo de aumentar seus lucros”, justificou o professor.

Desenvolvida em parceria com a Louisiana State University (EUA), a técnica foi usada, inicialmente, para identificar o nível de penetração do fungicida imazalil em maçãs.

“Constatamos que a substância penetra além da casca da fruta, atingindo em pouco tempo suas estruturas internas, o que pode prejudicar a saúde do consumidor, mesmo que a casca seja lavada”, disse à Agência Brasil o orientador do estudo.

Molécula não é degradada pela luz

“Ao contrário do que é dito nas especificações do fungicida, sua molécula não é degradada pela luz e, com isso, acaba penetrando na fruta”, acrescentou, referindo-se especificamente ao imazalil, utilizado para inibir o desenvolvimento de fungos, postergando o apodrecimento do produto.

Contatada pela Agência Brasil, a Associação Brasileira dos Produtores de Maça (ABPM) informou que este fungicida não é usado nos produtos nacionais.

“O ingrediente ativo Imazalil, apesar de estar registrado para uso em pós-colheita, não é utilizado na cultura da maçã no Brasil. Ademais, segundo relatório da Anvisa, publicado em 2016, de 764 amostras enviadas para análise de resíduos, apenas 0,65% ou 5 amostras detectaram a presença de resíduos de Imazali”, explica o diretor executivo da ABPM, Moisés Lopes de Albuquerque.

Ele acrescenta que, para fazer o levantamento, a Anvisa coleta amostras na gôndolas de supermercados, o que inclui maçãs nacionais e importadas. “Portanto, relacionamos a detecção da substância em 5 amostras à fruta importada”, afirmou. Segundo Moisés Albuquerque, de cada 10 maçãs consumidas no Brasil, 9 foram produzidas em solo brasileiro.

A Agência Brasil confirmou que as maçãs usadas no estudo da UFG não foram produzidas no Brasil. “Usamos, no estudo em parceria com a universidade norte-americana, maças comercializadas naquele país para avaliar como se dá a penetração de pesticidas em frutas. Trata-se de um estudo piloto no sentido de identificarmos maneiras mais fáceis de avaliar a penetração de fungicidas em frutas e legumes”, disse Boniek Gontijo.

“Apesar de o Brasil não fazer uso deste fungicida, a técnica desenvolvida permite desenvolvermos métodos sobre a aplicação de outros pesticidas, fungicidas ou agroquímicos em outros hortifrutis. Inclusive, já estamos trabalhando com tomate em uma abordagem similar”, acrescentou.

Edição: Kleber Sampaio

Comentários para "Universidade em Goiás cria técnica que identifica uso de agrotóxicos em frutas":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Brasil oferece novas variedades de melão durante entressafra da Europa

Brasil oferece novas variedades de melão durante entressafra da Europa

A Seminis®, que integra a plataforma Vegetables by Bayer, traz novidades nessa área: são mais de 20 variedades de melões e melancias disponibilizadas comercialmente. Ao todo, o portfólio da empresa contempla mais de 20 diferentes tipos de culturas de hortifrúti comercializadas no Brasil.

Dia da Pecuária reforça importância do setor para o DF

Dia da Pecuária reforça importância do setor para o DF

Bovinos integram grande parte da cadeia produtiva, que inclui ainda outras espécies

Cresce 180% número de produtores da avicultura

Cresce 180% número de produtores da avicultura

Criação de galinhas tem crescido nos sistemas semi-intensivos de produção

Governo Federal publica novas regras para registro de defensivos agrícolas

Governo Federal publica novas regras para registro de defensivos agrícolas

Decreto que altera legislação deve simplificar registro de produtos

Falta de fiscais agropecuários fragiliza inspeção e pode encarecer alimentos ainda mais

Falta de fiscais agropecuários fragiliza inspeção e pode encarecer alimentos ainda mais

Tarefa de reinspeção de produtos importados de origem animal foi assumida em 18 de agosto pela Vigiagro, que atua nas fronteiras

Nova fase de iniciativa Carbono Bayer reúne mais de 1.800 agricultores no Brasil

Nova fase de iniciativa Carbono Bayer reúne mais de 1.800 agricultores no Brasil

Inovação colaborativa

Produtoras rurais do DF aprendem a fazer panetone

Produtoras rurais do DF aprendem a fazer panetone

O curso dá às produtoras rurais uma opção de complementação de renda para o fim do ano, quando esse tipo de pão é mais consumido

Altas produtividades no algodão passam pelo manejo adequado de pragas e doenças

Altas produtividades no algodão passam pelo manejo adequado de pragas e doenças

Manejo começa pela biotecnologia

Por que agricultores e pesquisadores defendem que agroecologia pode sanar a fome no Brasil

Por que agricultores e pesquisadores defendem que agroecologia pode sanar a fome no Brasil

"A agroecologia nos oportuniza pensar e agir, e consequentemente transformar muitas realidades, territórios e vida", afirma a presidenta da ABA

Pequeno agricultor distribui alimentos, mas não tem acesso a dieta saudável, critica ONU

Pequeno agricultor distribui alimentos, mas não tem acesso a dieta saudável, critica ONU

“811 milhões de pessoas passam fome e 2,4 bilhões sofrem insegurança alimentar, enquanto a obesidade e as carências de nutrientes crescem velozmente”, diz o relatório.

Emater orienta produtores do DF sobre compra com doação

Emater orienta produtores do DF sobre compra com doação

Organizações têm até 13 de outubro para enviar projetos ao Programa de Aquisição de Alimentos; recursos serão de R$ 1,6 milhão