×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 18 de janeiro de 2022

Vacinas de São Paulo ficarão em São Paulo, diz Doria

Vacinas de São Paulo ficarão em São Paulo, diz DoriaFoto: Ana Rayssa/CB/D.A Press

O governo de São Paulo tem cerca de 6 milhões de unidades da Coronavac. Segundo cálculo do governo do estado, cerca de 4,5 milhões de doses serão repassadas para a União enquanto que, o restante, cerca de 1,5 milhão, será usado "imediatamente", conforme afirmou Doria, na imunização da população paulista

Correioweb - 16/01/2021 - 09:04:28

O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta quinta-feira, 15, que cerca de 4,5 milhões de doses da Coronavac - vacina contra a covid-19 - serão encaminhadas para o Ministério da Saúde para que sejam incorporadas ao Plano Nacional de Imunização (PNI) do governo federal, enquanto que o restante das doses ficarão no Estado para aplicação. "As vacinas que cabem ao Brasil serão encaminhadas ao Ministério da Saúde", disse o governador. "Vacinas de São Paulo ficarão em São Paulo", completou.

O governo de São Paulo tem cerca de 6 milhões de unidades da Coronavac. Segundo cálculo do governo do Estado, cerca de 4,5 milhões de doses serão repassadas para a União enquanto que, o restante, cerca de 1,5 milhão, será usado "imediatamente", conforme afirmou Doria, na imunização da população paulista.

Segundo o governador, a distribuição segue critérios de proporcionalidade populacional.

Em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, Doria afirmou que as doses destinadas ao Ministério da Saúde serão encaminhadas pelo governo de São Paulo para um centro de distribuição e logística no terminal de cargas do Aeroporto Internacional de Guarulhos. "Alguns procedimentos são necessários por parte do Ministério da Saúde junto ao Butantan, mas tenho certeza absoluta de que o ministério de forma responsável saberá adotar essas medidas", ressaltou.

O governador enfatizou o pedido à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e ao Ministério da Saúde para que sejam adotados os imunizantes. "Não apenas a vacina do Butantan, não apenas a vacina da Fiocruz, que é a AstraZeneca, mas também outras vacinas", disse.

Para este domingo, 17, está prevista deliberação, por conselho da Anvisa, sobre a aprovação para uso emergencial das doses importadas da Coronavac.

Doria disse aguardar que o órgão libere o uso da vacina, bem como de outras. A Coronavac é produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac e teve, segundo divulgado pelo instituto, 50,38% de eficácia geral, acima dos 50% exigidos para a aprovação pela Anvisa.

Comentários para "Vacinas de São Paulo ficarão em São Paulo, diz Doria":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório

"A luta dos povos indígenas é uma luta válida e importante para todo o povo"

A Festa do Murici e Batiputá acontece entre os dias 12 e 15 de janeiro

Ministro de Minas e Energia quer o Cade investigando preços abusivos da Petrobras

Ministro de Minas e Energia quer o Cade investigando preços abusivos da Petrobras

Na avaliação do ministro, a investigação do Cade não tem atribuição de segurar o preço dos combustíveis. Mas pode corrigir práticas da empresa, caso fique configurada alguma distorção.

Coronavírus: Ciência e Tecnologia suspende trabalho presencial em quatro órgãos

Coronavírus: Ciência e Tecnologia suspende trabalho presencial em quatro órgãos

O Brasil enfrenta uma nova onda de aumentos de casos de covid-19 por causa da variante Ômicron

Câmara deve retomar trabalho remoto após aumento de casos de Covid-19

Câmara deve retomar trabalho remoto após aumento de casos de Covid-19

Medida ainda não foi oficializada pelo presidente da Casa

Marco temporal, operações policiais e vacina: conheça os principais julgamentos do STF em 2022

Marco temporal, operações policiais e vacina: conheça os principais julgamentos do STF em 2022

Pauta do ano coloca Supremo Tribunal Federal novamente em evidência, apontam especialistas

No Recife, crianças vacinadas contra a covid-19 ganham livro de presente

No Recife, crianças vacinadas contra a covid-19 ganham livro de presente

No Recife, quem recebe a vacina contra a covid leva um livro para casa

Indígena é a 1ª criança vacinada contra a Covid-19 no país

Indígena é a 1ª criança vacinada contra a Covid-19 no país

Em ato simbólico, xavante de 8 anos de Piracicaba recebeu imunizante

Médicos da atenção primária decidem entrar em greve em São Paulo

Médicos da atenção primária decidem entrar em greve em São Paulo

Decisão pode ser revista caso prefeitura revise planejamento

Confirmado segundo caso de Candida auris em Pernambuco

Confirmado segundo caso de Candida auris em Pernambuco

Anvisa trata o caso como o terceiro surto do superfungo no país

Vacina brasileira contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez

Vacina brasileira contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez

Estudo clínico aplicará o imunizante em 90 voluntários

Justiça Federal no Brasil se moderniza, mas tribunais ainda amargam demoras

Justiça Federal no Brasil se moderniza, mas tribunais ainda amargam demoras

Essa grandiosidade em termos de acesso à justiça, também vem ao encontro da morosidade com o que cidadão tem que enfrentar, em função ao tempo de decisão com relação a um processo