×
ContextoExato
Responsive image

Veja a distribuição das 72,8 mil doses de vacina que o DF receberá

Veja a distribuição das 72,8 mil doses de vacina que o DF receberáFoto: Agência Brasília

Maior parte será destinada à ampliação da faixa etária de imunização para pessoas com 64 e 65 anos

Matheus Garzon - Portal Metrópoles - 15/04/2021 - 07:44:27

Está prevista a chegada, até esta sexta-feira (16/6), de mais 72,8 mil doses de vacinas contra a Covid-19 ao Distrito Federal. Dessa forma, conforme revelou a coluna Grande Angular, o governador Ibaneis Rocha (MDB) pretende ampliar a campanha para pessoas com 64 e 65 anos, além de imunizar mais profissionais de saúde e das forças de segurança.

Está prevista a chegada, até esta sexta-feira (16/6), de mais 72,8 mil doses de vacinas contra a Covid-19 ao Distrito Federal. Dessa forma, conforme revelou a coluna Grande Angular, o governador Ibaneis Rocha (MDB) pretende ampliar a campanha para pessoas com 64 e 65 anos, além de imunizar mais profissionais de saúde e das forças de segurança.

Segundo a previsão de imunização na capital, 43.140 unidades da vacina serão destinadas para aumentar a faixa etária de cobertura. Outras 2.237 doses irão para profissionais de segurança e 3.906 unidades serão direcionadas a trabalhadores da saúde, que ainda terão acréscimo de 508 imunizantes separados anteriormente, em reserva técnica.

Todas as 23.535 vacinas restantes ficarão disponíveis para a aplicação de segunda dose. “Virão doses da Coronavac e da AstraZeneca, sendo grande parte da AstraZeneca”, disse Ibaneis à coluna Grande Angular.

Na quarta-feira (14/4), a Secretaria de Saúde computou quase 10 mil vacinas aplicadas: 2.493 delas foram de primeira dose e 6.788, da segunda. No total, 335 mil pessoas já receberam, pelo menos, a dose inicial do imunizante.

DF se aproxima das 7 mil mortes pela Covid-19

A média móvel de mortes por Covid-19 no Distrito Federal caiu nesta quarta-feira, chegando a 62,9 – estava em 65,3 na terça (13/4). É o menor resultado para o indicador em abril, até agora. Foram comunicados 66 óbitos de moradores da capital no balanço do dia. Devido ao atraso nas notificações, as mortes não ocorreram, necessariamente, nas últimas 24 horas.

Na comparação com o apurado há 14 dias, houve queda de 18,5%, o que sinaliza tendência de baixa na quantidade de óbitos. É a primeira vez que isso acontece desde 24 de janeiro deste ano.

Por causa do tempo de incubação do novo coronavírus, adotou-se a recomendação dos especialistas no sentido de confrontar a média móvel do dia com a de duas semanas antes. As oscilações no número de mortes ou de casos de até 15% para mais ou para menos caracterizam invariabilidade.

Desde o início da pandemia de coronavírus, o DF já notificou 362.379 contaminações e 6.972 óbitos em decorrência da doença. Nas últimas 24 horas, foram 66 mortes e 1.356 novas infecções.

Média móvel

Acompanhar o avanço da pandemia de Covid-19 com base em dados absolutos de mortes ou casos está longe do ideal. Isso porque eles podem ter variações diárias muito grandes, principalmente atrasos nos registros. Nos fins de semana, por exemplo, é comum perceber redução significativa dos números.

Para diminuir esse efeito e produzir uma visão mais fiel, a média móvel é amplamente utilizada ao redor do mundo. A taxa representa a soma dos óbitos divulgados em uma semana dividida por sete. O nome “móvel” é porque varia conforme o total de falecimentos dos sete dias anteriores.

Comentários para "Veja a distribuição das 72,8 mil doses de vacina que o DF receberá":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório