×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 22 de outubro de 2021

Verdade roubada, mentira vendida, no dia a dia da comunicação no Brasil de hoje

Verdade roubada, mentira vendida, no dia a dia da comunicação no Brasil de hojeFoto: Tribuna da Internet

Em cada grupo encontraremos bons e maus, trabalhadores e vadios, pessoas com e sem esperança, enfermos e sãos, cada qual com suas debilidades e fortalezas, vocações, inclinações e tendências políticas.

Por Percival Puggina - Tribuna Da Internet - 27/05/2019 - 17:25:52

Todo dia, toda hora, em algum lugar, alguém está falando a nós, o povo. Falam-nos nos meios de comunicação, nas redes sociais, nas tribunas, nos púlpitos, nos palanques sobre o que nós, o povo, queremos. E sempre há alguém acusando outrem, por estar fazendo as coisas de modo diverso daquele que nós, o povo, desejaríamos. Essa apropriação, que nos converte em gado do discurso alheio, é uma espécie de abigeato praticado cotidianamente. Muitas vezes, a verdade nos é roubada e a mentira vendida ao povo.

Há no povo homens e mulheres; há crianças, jovens, adultos e idosos (e também jovens idosos e adultos infantis); há pessoas instruídas e incultas, bem como sábios incultos e acadêmicos tolos; existem pessoas dos campos e das cidades, do febril anonimato das grandes metrópoles e das pequenas comunidades urbanas onde todos se conhecem; há pessoas de várias classes sociais e níveis de renda; há no povo uma diversidade cultural, racial e religiosa.

DE TODO TIPO – Em cada grupo encontraremos bons e maus, trabalhadores e vadios, pessoas com e sem esperança, enfermos e sãos, cada qual com suas debilidades e fortalezas, vocações, inclinações e tendências políticas.

Tudo isso é povo. Como pode alguém, pois, apropriar-se de todos e de cada um, como enlouquecido aparelho de rádio que sintonizasse, simultaneamente, o conjunto das emissoras? Ninguém, a rigor, tem o “povo” nas mãos, seja governo, seja oposição. (Espero que me entendam, quando digo isso, aqueles que mais precisam entender).

Lembro-me do governo Olívio Dutra e do Orçamento Participativo (OP). Segundo seus promotores, aquilo era uma forma de atribuir ao “povo”, a decisão sobre o destino das verbas públicas. E o “povo” ia para lá e para cá nas assembleias do OP. Nelas o “povo” deliberava exatamente sobre os gastos não obrigatórios, as tais despesas discricionárias de que hoje tanto se fala.

GRANDE COMÍCIO – No final do processo, todo o “povo” convergia à Praça da Matriz para um grande comício com bandeiras vermelhas e palavras de ordem. Ali, testemunhavam algo insólito: a trepidante e inolvidável entrega do Orçamento do Estado à Assembleia Legislativa. Juro para vocês! Eu vi isso acontecer, mais de uma vez…

As velhas entranhas do Theatro São Pedro, no outro lado da praça, roíam-se de inveja por nunca haverem reunido tanto público nem tantos talentos da nobre arte de representar. Ah! Claro, nenhum Orçamento Participativo estadual gaúcho cumpriu, senão minimamente, o que foi deliberado pelo “povo”. O contingenciamento sempre pegou firme.

ATOS APOLÍTICOS – Na recente mobilização do “povo” pela Educação, que ganhou repercussão nacional, eu assisti a uma repórter da Globo sublinhando que o ato não era político nem partidário… Qualquer imagem em close ou microfone aberto mostrava justamente o contrário nos cartazes, nas cores, nos símbolos, nos discursos.

A Educação, a pobre e deficiente Educação nacional, foi intensamente maltratada, aliás, na gramática, no desapreço à verdade dos fatos e no escancarado paradoxo de quem silenciou em todos os contingenciamentos promovidos pelos governos petistas (cumprindo a lei, diga-se de passagem), e sai aos berros quando outro governo adota o mesmo procedimento.

Existem políticos, jornalistas, sindicalistas, militantes, professores, que têm verdades de fabricação caseira. É uma produção barata, que conta com logística estruturada para circulação e distribuição.



Comentários para "Verdade roubada, mentira vendida, no dia a dia da comunicação no Brasil de hoje":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Senado dos EUA nega verba para remoção de quilombolas em Alcântara

Senado dos EUA nega verba para remoção de quilombolas em Alcântara

Centro de Lançamento Espacial de Alcântara (CLA), no Maranhão

Gilmar Mendes susta reintegração de posse de área ocupada por 900 famílias no AP

Gilmar Mendes susta reintegração de posse de área ocupada por 900 famílias no AP

Mendes deferiu a liminar

Polícia Federal investiga crimes de corrupção contra Petrobras, no Rio de Janeiro

Polícia Federal investiga crimes de corrupção contra Petrobras, no Rio de Janeiro

Mandados são cumpridos em Niterói, no Rio de Janeiro

Ao completar 18 anos, o Bolsa Família beneficia 44 milhões, mas está prestes a ser desfigurado

Ao completar 18 anos, o Bolsa Família beneficia 44 milhões, mas está prestes a ser desfigurado

De acordo com o IPEA, entre 2003 e 2018 o programa reduziu em 25% a extrema pobreza no Brasil

Dois meses sem receber: Governo não paga bolsa de formação de docentes em universidade do RS

Dois meses sem receber: Governo não paga bolsa de formação de docentes em universidade do RS

Conselho Universitário (Consuni) e Conselho Estratégico (CES) aprovaram duas moções de repúdio ao MEC

Policias de Goiás e do Mato Grosso do Sul apreendem 2,5 toneladas de maconha

Policias de Goiás e do Mato Grosso do Sul apreendem 2,5 toneladas de maconha

A apreensão trouxe prejuízo estimado em R$ 2,5 milhões ao tráfico de drogas.

Estudo detecta

Estudo detecta "pandemia dos não vacinados" no Brasil, como aconteceu nos EUA e em Israel

Vacinação de adolescentes em Salvador (BA); desafio do Brasil é aumentar o alcance da imunização

Pistoleiros ameaçam famílias agricultoras do MST no interior de Tocantins

Pistoleiros ameaçam famílias agricultoras do MST no interior de Tocantins

As intimidações começaram na sexta-feira (15) com ataques a tiros e voltaram a ocorrer neste domingo (17)

Em greve, caminhoneiros dizem que movimento será 'principalmente' em Santos, São Paulo

Em greve, caminhoneiros dizem que movimento será 'principalmente' em Santos, São Paulo

No fim de julho, transportadores da região interromperam as atividades durante um dia, sem impactos à operação do Porto de Santos.

A contragosto, governo vê Câmara aprovar verba de R$ 234 mi para combater covid entre indígenas

A contragosto, governo vê Câmara aprovar verba de R$ 234 mi para combater covid entre indígenas

Indígenas são mais suscetíveis a doenças infectocontagiosas, por isso a pandemia ampliou as ameaças que circundam o segmento

Mais de 200 entidades lançam documento rejeitando MP que extingue Bolsa Família e PAA

Mais de 200 entidades lançam documento rejeitando MP que extingue Bolsa Família e PAA

A MP significa o fim do PAA, instrumento que permite que o poder público adquira a produção de alimentos da agricultura familiar camponesa e doe para instituições que atendem população em situação de vulnerabilidade