×
ContextoExato

Vítimas de violência sexual em conflito terão fundo global aprovado pela ONU

Vítimas de violência sexual em conflito terão fundo global aprovado pela ONUFoto: ONU/Manuel Elias

Exposição sobre violência sexual em conflito

Onu News/daniel Dickinson - 30/10/2019 - 07:35:05

Lançamento acontece em evento para marcar 10º aniversário de mandato do Conselho de Segurança sobre o tema; fundo tem apoio de Prêmios Nobel da Paz Nadia Murad e Dennis Mukwege.

Há 10 anos, o Conselho de Segurança aprovou um novo mandato para ajudar a prevenir violência sexual em conflito. Nesta quarta-feira, a ONU dá mais um passo com a criação de um fundo global de assistência às vítimas deste tipo de violência.

ONU News/Daniel Dickinson

A iniciativa será lançada pela representante especial do secretário-geral sobre Violência Sexual em Conflito, Pramila Patten, em Nova Iorque, num evento apoiado pela África do Sul.

Representante especial do secretário-geral da ONU sobre Violência Sexual em Conflito, Pramila Patten, no Conselho de Segurança, Foto ONU/Manuel Elias

Paz

Os vencedores do prêmio Nobel da Paz Nadia Murad e Dennis Mukwege também participam no evento.

Murad, a primeira vítima de tráfico a servir como embaixadora da Boa Vontade da ONU, foi sequestrada pelo grupo terrorista Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil. Já Mukwege é um médico congolês que se especializou no tratamento de mulheres violadas por milícias durante a guerra civil.

Durante o evento, vários sobreviventes de conflitos irão contar suas histórias e dar sugestões para resolver o problema.

Participantes

No evento, irão participar também a vice-secretária geral da ONU, Amina Mohammed, e duas antigas representantes especiais do secretário-geral sobre o tema, Margot Wallström e Zainab Hawa Bangura.

Discursarão também a promotora do Tribunal Penal Internacional, Fatou Bensouda, a secretária de Estado da Noruega, Tone Skogen, e a ministra das Relações Exteriores e Cooperação da África do Sul, Naledi Pandor.

Importância

As Nações Unidas dizem que o mandato do Conselho de Segurança reconhece este tipo de violência “como uma ameaça à seguranca e um impedimento à paz sustentável e inclusiva.”

Desde a sua aprovação, “poucos temas ganharam tanto a consciência coletiva e energizaram a comunidade internacional como estupros como armas de guerra e a estigmatização dos sobreviventes, num clima de impunidade.”

Segundo a organização, na última década, aumentou a ação nesta área, levando a um progresso institucional e operacional. Agora, a ONU diz que este aniversario “é uma oportunidade para avaliar os fatores que permitiram esses progressos e pensar uma nova década de esforços.”

Comentários para "Vítimas de violência sexual em conflito terão fundo global aprovado pela ONU":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório