×
ContextoExato

Viúva de Fábio Barreto relata abusos que sofreu de João de Deus

Viúva de Fábio Barreto relata abusos que sofreu de João de DeusFoto: Portal UOL

“Apertou meu mamilo”

Jornal Floripa - 22/06/2020 - 07:17:46

“Eu me sentia culpada por desconfiar daquele homem”, conta a atriz Deborah Kalume, viúva do cineasta Fabio Barreto, sobre o abuso que sofreu do médium João de Deus. Seu depoimento inédito faz parte da história da ruína do mito de João Teixeira de Faria, que começou a ser recontada no Fantástico da noite deste domingo (21/06), para atrair expectadores para uma nova série do serviço de streaming pago da Globo.

O diretor de O Quatrilho, filme indicado ao Oscar, sofreu um grave acidente em 2009 e ficou em coma. Abalada, sua esposa procurou João de Deus, em seu centro espírita em Abadiânia (Go). Conforme ela contou ao programa, isso ocorreu em 2012. “Ele ficou sozinho comigo, perguntou se eu tava de sutiã, pediu pra tirar”, lembrou ela, que relatou ainda que sua mão foi colocada no pênis do médium. “Eu travei e ele disse que eu estava atrapalhando a cura”, disse.

Ainda segundo o relato, o homem a segurou por trás e se esfregou, apertando os mamilos dela. “Ele se esfregou em mim”, relatou Deborah, claramente angustiada por lembrar do momento.

Após ser denunciado na própria Globo em 2018, no Programa do Bial, o medium foi preso. O número de suas possíveis vítimas em décadas de abusos passa de 300. Além dos crimes sexuais, João foi indiciado por outros, como falsidade ideológica, corrupção de testemunha e posse ilegal de armas.

Ele agora está em prisão domiciliar por ser do grupo de risco para a Covid-19.

A série entrevista também uma vítima que ainda não havia mostrado a cara, a costureira Maria Rodrigues, que tinha 18 anos quando, acusa, foi estuprada pelo médium e sofreu uma brutal tentativa de assassinato embaixo de uma ponte.

“Me estuprou. Após o ato eu tive uma hemorragia muito forte, que eu era virgem. Ele pegou uma pedra, deu na cabeça. Viu que eu não ia morrer e começou a atirar”, relata a mulher.

João de Deus era respeitado como médium, mas caiu em desgraçaFoto: Filipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

Em Nome de Deus é a nova série da Globoplay, que será lançada nesta terça-feira (23/06) – o primeiro episódio será exibido na Globo e, em seguida, o conteúdo estará disponibilizado no streaming.

O seriado refaz a trajetória da equipe do programa Conversa com Bial, que revelou em dezembro de 2018 as acusações de abuso sexual contra o médium João Teixeira de Faria.

Das primeiras suspeitas da roteirista Camila Appel até a concessão de prisão domiciliar a João de Deus, em março deste ano, o documentário revela a vida paralela do líder espiritual, a sua ampla rede de proteção contra denúncias de crimes graves.

A série acompanha passo a passo a investigação da equipe no Brasil e no exterior, em viagens para Holanda e Estados Unidos, revelando supostos crimes cometidos bem distantes de Abadiânia, interior de Goiás. Uma das celebridades mais próximas a João de Deus, a apresentadora Xuxa Meneghel dá um depoimento contundente sobre sua decepção com o médium. O documentário também analisa a popularidade dos curandeiros espirituais no Brasil.

Força das vítimas

Em Nome de Deus também conta com relatos exclusivos de vítimas do médium – entre elas, a filha de João de Deus. O estúdio onde foi gravado o Conversa com Bial, que deu início às denúncias, foi também o palco do primeiro e emocionante encontro dessas mulheres, para falar sobre suas histórias.

“Em Nome de Deus é a história de mulheres e de sua coragem de reagir. Mais do que resistir, de agir, a partir do sofrimento, da humilhação e do massacre que sofreram. É um documentário sobre a voz das mulheres”, afirma Pedro Bial.

Até o momento, o médium já foi condenado a 60 anos de prisão pelos seus crimes.

Com Agências

Comentários para "Viúva de Fábio Barreto relata abusos que sofreu de João de Deus":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório