×
ContextoExato
Responsive image

Volta às aulas: Secretaria libera R$ 47 milhões do PDAF para escolas do DF

Volta às aulas: Secretaria libera R$ 47 milhões do PDAF para escolas do DFFoto: Metrópoles

Recursos poderão ser utilizados na compra de materiais de limpeza como álcool em gel para garantir segurança em meio à pandemia de Covid-19

Lilian Tahan, Gabriella Furquim - Metrópoles - 17/07/2020 - 20:13:35

A Secretaria de Educação liberou, nesta sexta-feira (17/7), R$ 47 milhões do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (PDAF) para as unidades de ensino da rede pública da capital do país. O valor definido é 10% acima do esperado e ultrapassa em R$ 4 milhões o montante distribuído no primeiro semestre de 2020.

Diante da pandemia do novo coronavírus, a pasta direcionou recursos também para as coordenações regionais de ensino com o objetivo de auxiliar na compra de materiais, como álcool em gel e produtos de limpeza, necessários para garantir a segurança da comunidade escolar.

As escolas podem utilizar o dinheiro, também, na realização de reparos, como consertos nas instalações elétricas e hidráulicas, além de serviços de pintura, entre outros.

De acordo com o secretário de Educação, Leandro Cruz, os recursos do PDAF “são fundamentais para a manutenção das escolas, que não precisam ficar na dependência da sede da Secretaria de Educação para resolver questões como reparos, agilizando ações de melhoria nas unidades de ensino”.

Equipamentos

Uma novidade é a destinação de verba para a aquisição de materiais permanentes, como computadores, impressoras e material de informática. Foram destinados, via coordenações regionais de ensino (CREs), R$ 5.200.006,26 para as compras. Até então, esses valores eram repassados apenas no primeiro semestre.

Para receber, é preciso estar com as contas em dia com a Secretaria de Educação. Os valores destinados a cada unidade de ensino são calculados de acordo com o número de estudantes. Serão R$ 55 por aluno para unidades com serviços de conservação e limpeza terceirizados, e R$ 65 para unidades que não contem com a oferta desses serviços.

Calendário

A Secretaria de Educação divulgou, na última segunda-feira (15/7), o cronograma para a retomada das atividades presenciais na rede pública de ensino do DF.

Os primeiros alunos a regressarem serão os da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e os da Educação Profissional, no dia 31 de agosto. Em 8 de setembro, será a vez dos matriculados no ensino médio.

No dia 14 de setembro, retornam os estudantes dos anos finais do ensino fundamental, incluindo a Escola do Parque da Cidade – Proem. Em 21 de setembro, voltam os anos iniciais, incluindo a Escola Meninos e Meninas do Parque.

Para a educação infantil, a retomada está marcada para 28 de setembro, enquanto que para os centros de ensino especial, a Educação Precoce e as classes especiais, as atividades presenciais estão previstas para 5 de outubro.

Confira o calendário completo:

  • 31 de agosto: início das aulas presenciais da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e da Educação Profissional;
  • 8 de setembro: início das aulas do ensino médio;
  • 14 de setembro: início das aulas dos anos finais do ensino fundamental, incluindo a Escola Parque da Cidade (Proem);
  • 21 de setembro: início das aulas dos anos iniciais do ensino fundamental, incluindo a Escola Meninos e Meninas do Parque;
  • 28 de setembro: início das aulas da educação infantil;
  • 5 de outubro: início das aulas do ensino especial, educação precoce e classes especiais
Rotina

Para manter o distanciamento social, a Secretaria de Educação optou por um modelo híbrido. Metade dos estudantes de cada turma irá à escola presencialmente em uma semana, enquanto os demais farão atividades virtuais ou impressas – no caso daqueles que não tiverem acesso à internet. Na semana seguinte, o sistema será invertido. A alternância irá até o fim do ano letivo, em janeiro. Quem integrar o grupo de risco para a Covid-19 será mantido em atividades remotas: vale para alunos e profissionais da Educação pública.

Não será permitido que os estudantes permaneçam nas escolas por mais de um turno. Eles serão orientados em relação às medidas de profilaxia a fim de evitar a disseminação do novo coronavírus. Deverão usar máscaras, lavar as mãos com frequência, evitar contato físico e não compartilhar objetos.

Comentários para "Volta às aulas: Secretaria libera R$ 47 milhões do PDAF para escolas do DF":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório