×
ContextoExato
Responsive image
Turismo InternacionalFoto:

Grupo de turistas está no olho do furacão do lockdown imposto pelo governo local e cobra imediata repatriação às autoridades brasileiras

O que era para ser aquela viagem motivada por uma simples curiosidade turística ou para um mergulho in loco nas ancestrais técnicas da meditação transcendental vem se tornando, dia após dia, um dramático pesadelo. Após o decreto do maior confinamento do mundo, que fará com que 1,3 bilhão de pessoas fiquem isoladas por 3 semanas na Índia como forma de enfrentar a pendemia de coronavírus, um grupo de 180 brasileiros vem sofrendo as consequências do lockdown em terra estranha: falta de lugar para ficar, desabastecimento e fome, risco de contágio, dinheiro escasso, xenofobia e, no caso das mulheres, assédio sexual.

Eles cobram do governo brasileiro uma maior atenção e a imediata repatriação. “Não é como estar retido na Europa”, relata o brasiliense Rodrigo Airaf, assessor de imprensa de 26 anos que assumiu as funções de porta-voz do grupo – composto também por integrantes presos em cidades do Nepal. ...Leia mais