×
ContextoExato
Saúde & Bem-EstarFoto:

Especialistas alertam que o cigarro eletrônico deixa o paciente tão vulnerável a complicações quanto o tradicional

O cigarro está associado a uma série de doenças do trato respiratório, cardiovasculares e é relacionado também a alguns tipos de câncer. Com base em estudos feitos na China sobre o novo coronavírus , a covid-19, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) divulgou uma nota técnica, alertando para os riscos de agravamento da doença em pacientes com histórico de tabagismo, que foram 14 vezes maiores do que em pessoas que não fumavam. Na última década, houve redução de 40% no número de fumantes no Brasil e há mudança no perfil dos tabagistas ao longo dos anos, mas o problema ainda preocupa as autoridades de saúde.

Fumantes e pessoas que têm doenças pulmonares, como asma e bronquite crônica, descompensadas devem redobrar os cuidados e respeitar as recomendações de isolamento social, seguir as orientações de higiene básica e tentar melhorar os hábitos do dia a dia, buscando ter uma alimentação saudável, praticar exercícios físicos e evitar o estresse. ...Leia mais