×
ContextoExato
Responsive image
Na VarandaFoto:

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sergio Moro

"Agora, pelo que vi, o Moro não mordeu a isca. Nem eu". Assim o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) buscou hoje minimizar os atritos com o ministro Sergio Moro e colocar um ponto final no impasse criado com a possível separação ministerial entre Justiça e Segurança Pública.

Na estrutura atual, o ex-juiz da Operação Lava Jato comanda as duas atribuições em uma pasta única, com controle sobre órgãos importantes como a Polícia Federal. Bolsonaro está atento ao jogo de poder dentro da PF porque o seu filho mais velho, o senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ), é investigado no Rio de Janeiro em razão de transações financeiras consideradas atípicas de seu ex-assessor Fabricio Queiroz. ...Leia mais