×
ContextoExato
Responsive image

A bomba Marco Aurélio Mello

A bomba Marco Aurélio MelloFoto:

De uma penada só, o ministro abriu as portas da prisão para um incalculável contingente de sentenciados, entre eles Lula, que pegou 12 anos e um mês de reclusão no processo do triplex.

Estadão Conteúdo/foto: Fellipe Sampaio /sco/stf - 26/12/2018 - 20:02:25

Caro leitor,

O País imaginava um fim de ano relativamente tranquilo, depois de um conturbado período eleitoral e da sucessão de grandes missões da Lava Jato e afins de janeiro a dezembro. Mas esta quarta-feira, 19, já amanheceu com uma operação da Polícia Federal no apartamento do ministro Gilberto Kassab , onde os agentes confiscaram bolada de R$ 301 mil em dinheiro vivo , por sinal ainda não explicada.

Doce ilusão de quem pensava que ia ficar nisso.

No início da tarde, a bomba veio do Supremo , mais precisamente das mãos do ministro Marco Aurélio Mello .

À beira do recesso da Corte, ele ordenou a suspensão da possibilidade de prisão após condenação em segundo grau judicial , informaram os repórteres Rafael Moraes Moura e Amanda Pupo, do Broadcast Político.

De uma penada só, o ministro abriu as portas da prisão para um incalculável contingente de sentenciados, entre eles Lula, que pegou 12 anos e um mês de reclusão no processo do triplex. O ex-presidente está na Custódia da PF em Curitiba desde a noite de 7 de abril.

A decisão de Marco Aurélio é monocrática. Todos sabem que ordens assim, isoladas, ou seja, de um único ministro, não costumam perdurar por muito tempo . Logo pode ser derrubada por seus próprios pares. Ou pela presidência da Corte, ora a cargo de Toffoli. Mas até lá já produziu seus efeitos – apenas 48 minutos depois da decisão, a defesa de Lula pediu alvará de soltura .

Costuma-se dizer que na Justiça nada é matemático, logo ninguém sabe o que está por vir. No ambiente forense tudo é provável. Esse tumulto causa insegurança. Desde 2016, o plenário do Supremo já decidiu em três ocasiões distintas pela prisão em segunda instância.

A Lava Jato ficou atordoada, embora seus procuradores já conheçam de cor e salteado esse tipo de peça.

Os investigadores discutem o que fazer para manter as portas da prisão trancadas para Lula e tantos outros na mesma situação.

Comentários para "A bomba Marco Aurélio Mello":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório