×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 26 de outubro de 2021

A coleção de asneiras de Bolsonaro cresce mais do que o vírus da covid-19

A coleção de asneiras de Bolsonaro cresce mais do que o vírus da covid-19Foto: Fotos públicas

E Bolsonaro com o ego em pedaços. Já foi chamado de tudo. Debochado, omisso, irresponsável, destrambelhado, incompetente, bravateiro, homofóbico e grosseiro. Faltou mentiroso. Não falta mais.

Vicente Limongi Netto - Tribuna Da Internet - 18/01/2021 - 07:38:35

Por mais que o Messias por correspondência mereça o absoluto desprezo dos homens de bem, não há como deixar de registrar as parlapatices do chefe da nação. Portanto, vamos a elas. Desprezava a debochava da vacina coronavac. Jogava toda sua colossal ira contra as providências do governador João Dória.

Sabotava e ainda sabota, junto à Anvisa (antro de sabujos) todas as solicitações de Dória, através do Butantã. Decidiu, de vez, politizar a vacinação. Atrasando tudo. Preferindo adotar postura de omisso e insensível. A população sofre, se angustia, à espera da vacinação.

PESADELOS COM DORIA – Mas o Brasil está nas mãos de incompetentes. Nada anda. Nada avança. O povo que se lasque. Morram todos, parece torcer Bolsonaro e áulicos. Desde o início da pandemia, lá se vai um ano, Bolsonaro passou a ter pesadelos com João Doria.

Antecipou, por conta própria e completa irresponsabilidade, o jogo político de 2022. Botou na cabeça oca que Dória é adversário forte nas urnas. Nisso acertou. Mas precisa trabalhar pelo país. Deixar Doria também cumprir as missões dele.

E o governador paulista saiu na frente, disparado, na maratona pela vacina. Faz excelente trabalho a favor dela. Tem, assim, com méritos, a honra histórica de vacinar a primeira cidadã no Brasil. Foi vacinada, aos olhos da mídia mundial, a enfermeira Monica Calazans, que cuida de pacientes com covid-19.

APLAUSOS AO GOVERNADOR – Mesmo quem não simpatiza com Dória, seguramente aplaude o governador pelo saudável momento. Pela vacinação histórica e também pela coletiva de Dória e eficiente equipe. Dória tirou a máscara de Bolsonaro, Pazuello e demais estrupícios. Esperam os generais de plantão que o mito de meia pataca não ateie fogo às vestes.

E Bolsonaro com o ego em pedaços. Já foi chamado de tudo. Debochado, omisso, irresponsável, destrambelhado, incompetente, bravateiro, homofóbico e grosseiro. Faltou mentiroso. Não falta mais.

Motivo: culpou o Supremo Tribunal Federal por não fazer mais para evitar o crescimento da covid-19 no país. Resultado: foi chamado de mentiroso por William Bonner, no Jornal Nacional e ganhou ruidoso panelaço, com as cores de um Brasil indignado, cansado e desesperado.

BELAS CRÔNICAS – Domingo é dia de alegrar os ouvidos e os olhos. Momentos de saborear o Correio Braziliense em busca de notícias boas, tentando ficar longe das malvadezas dos incapazes e mesquinhos.

Nessa linha, prefiro deliciar o espírito lendo dois grandes cronistas, Paulo Pestana e Alexandre de Paula (“Revista do Correio” – 17/01). Por coincidência, Pestana saudando os 90 anos de idade do pai. Alexandre, recordando os traços marcantes do avô.

Não há nada mais grandioso do que atitudes dignas. O respeito aos mais velhos faz parte das lições que Paulo Pestana e Alexandre de Paula acolheram e cultivam com alegria, gratidão e intensidade.

Comentários para "A coleção de asneiras de Bolsonaro cresce mais do que o vírus da covid-19":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Guedes: Como pode o país que menos polui ser o mais agredido internacionalmente?

Guedes: Como pode o país que menos polui ser o mais agredido internacionalmente?

Quando pegamos os fluxos de poluição, o Brasil tem 1,7%, a Europa tem 15%, os Estados Unidos têm 15% e a China tem 30%.

Lançado há 2 anos, programa de Jair Bolsonaro para substituir Mais Médicos nunca abriu edital

Lançado há 2 anos, programa de Jair Bolsonaro para substituir Mais Médicos nunca abriu edital

Joice Hasselmann, Luiz Henrique Mandetta, Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão no lançamento do Médicos pelo Brasil, que ainda não saiu do papel

Quais os motivos e como amenizar impactos de possível greve de caminhoneiros no Brasil?

Quais os motivos e como amenizar impactos de possível greve de caminhoneiros no Brasil?

Caminhoneiros bloqueiam parcialmente a rodovia Castello Branco, em São Paulo, como parte de uma paralisação nacional protestando contra o alto preço do combustível e baixo valor na tabela de fretes

Indígenas Pataxó acusam latifundiário por tentativa de atropelamento no sul da Bahia

Indígenas Pataxó acusam latifundiário por tentativa de atropelamento no sul da Bahia

Segundo os indígenas, a etnia Pataxó ocupa a região há séculos

“É piada”: Caminhoneiros riem de ajuda de R$ 400 para compra de Diesel, anunciado por Bolsonaro

“É piada”: Caminhoneiros riem de ajuda de R$ 400 para compra de Diesel, anunciado por Bolsonaro

Em 2018, Brasil viveu a maior greve de caminhoneiros da sua história

Senado dos EUA nega verba para remoção de quilombolas em Alcântara

Senado dos EUA nega verba para remoção de quilombolas em Alcântara

Centro de Lançamento Espacial de Alcântara (CLA), no Maranhão

Ao completar 18 anos, o Bolsa Família beneficia 44 milhões, mas está prestes a ser desfigurado

Ao completar 18 anos, o Bolsa Família beneficia 44 milhões, mas está prestes a ser desfigurado

De acordo com o IPEA, entre 2003 e 2018 o programa reduziu em 25% a extrema pobreza no Brasil

Dois meses sem receber: Governo não paga bolsa de formação de docentes em universidade do RS

Dois meses sem receber: Governo não paga bolsa de formação de docentes em universidade do RS

Conselho Universitário (Consuni) e Conselho Estratégico (CES) aprovaram duas moções de repúdio ao MEC

Policias de Goiás e do Mato Grosso do Sul apreendem 2,5 toneladas de maconha

Policias de Goiás e do Mato Grosso do Sul apreendem 2,5 toneladas de maconha

A apreensão trouxe prejuízo estimado em R$ 2,5 milhões ao tráfico de drogas.

Estudo detecta

Estudo detecta "pandemia dos não vacinados" no Brasil, como aconteceu nos EUA e em Israel

Vacinação de adolescentes em Salvador (BA); desafio do Brasil é aumentar o alcance da imunização

Pistoleiros ameaçam famílias agricultoras do MST no interior de Tocantins

Pistoleiros ameaçam famílias agricultoras do MST no interior de Tocantins

As intimidações começaram na sexta-feira (15) com ataques a tiros e voltaram a ocorrer neste domingo (17)