×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 27 de outubro de 2021

ADPF diz ser 'abusiva' investigação contra delegado afastado

ADPF diz ser 'abusiva' investigação contra delegado afastadoFoto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A entidade alega que a PGR busca 'intimidar' os delegados.

Estadão Conteúdo - 09/09/2021 - 17:31:53

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal, principal entidade da classe, classificou como 'abusiva' a requisição da Procuradoria-Geral da República para que seja aberta uma investigação para apurar se o delegado Felipe Alcântara de Barroso Leal cometeu abuso de autoridade e violou o sigilo profissional no inquérito que mira o presidente Jair Bolsonaro por suposta tentativa de interferência política na corporação.


A entidade alega que a PGR busca 'intimidar' os delegados. "Divergência de entendimento jurídico nunca deve ser objeto de punição, sob pena de ferir a autonomia investigativa e de inviabilizar na prática a complexa atividade de apuração de crimes", registrou a ADPF em nota.



O pedido de investigação contra Leal foi enviado ao diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, pela subprocuradora-geral da República, Lindôra Araújo, depois que o delegado foi afastado do inquérito por ordem do ministro Alexandre de Moraes, relator da investigação no Supremo Tribunal Federal (STF).



O afastamento foi determinado pelo ministro porque Leal pediu informações à PF sobre atos administrativos do diretor-geral da corporação e à Procuradoria Geral da República (PGR) sobre relatórios que teriam sido produzidos pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI) para orientar a defesa do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) no caso das rachadinhas. Moraes considerou que as providências não tinham 'qualquer pertinência' com o objeto do inquérito.



Internamente, delegados que ocupam postos estratégicos na corporação avaliam que, de fato, Felipe Leal 'avançou muito o sinal' ao questionar atos do próprio número 1 da PF, o que foi considerado pelo ministro Alexandre de Moraes um ato sem qualquer pertinência com o escopo do inquérito. Para esses policiais, a conduta do delegado que Alexandre afastou do inquérito pode caracterizar 'abuso de autoridade'.



Em repúdio ao pedido de Lindôra, a ADPF argumentou que o afastamento do delegado da condução do inquérito em razão de discordância sobre a linha investigativa já era 'absurda'. "Divergências entre os atores da persecução penal são da natureza da interpretação do Direito discordância do Judiciário não deveria implicar mais que a delimitação pelo STF dos fatos a serem investigados", argumentou a entidade.



Já com relação à suposta quebra de sigilo funcional, os delegados argumentam que o Supremo, em maio de 2020, determinou que a apuração tramitasse 'em regime de ampla publicidade'.



A ADPF diz que vai 'empreender esforços' para que a lei de abuso de autoridade não seja utilizada 'como instrumento de intimidação ou de vingança contra os delegados no desempenho de suas atribuições', indicando ainda que a mesma legislação 'tipifica como crime requisitar a instauração ou instaurar investigação penal ou administrativa sem qualquer indício da prática de crime, ilícito funcional ou de infração administrativa'.



fonte: Estadão Conteudo


Comentários para "ADPF diz ser 'abusiva' investigação contra delegado afastado":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Privatizar Petrobras é 'sonho distante' e 'cortina de fumaça', dizem bancos

Privatizar Petrobras é 'sonho distante' e 'cortina de fumaça', dizem bancos

Em avaliação preliminar, o Credit Suisse diz que um cenário com a Petrobras privatizada seria positivo para a estatal.

Fórum de Mulheres da Amazônia Paraense defende o direito ao aborto para as vítimas de estupro

Fórum de Mulheres da Amazônia Paraense defende o direito ao aborto para as vítimas de estupro

Eunice Guedes, do Fórum de Mulheres da Amazônia Paraense, diz ser "importante que Ministério Público tenha levantado a possibilidade de amenizar a portaria cruel"

A ciência brasileira e seus inimigos

A ciência brasileira e seus inimigos

Paulo Guedes debocha dos milhões de miseráveis famélicos, levados a essa condição pela agenda econômica antipovo e antivida

Lançado há 2 anos, programa de Jair Bolsonaro para substituir Mais Médicos nunca abriu edital

Lançado há 2 anos, programa de Jair Bolsonaro para substituir Mais Médicos nunca abriu edital

Joice Hasselmann, Luiz Henrique Mandetta, Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão no lançamento do Médicos pelo Brasil, que ainda não saiu do papel

Quais os motivos e como amenizar impactos de possível greve de caminhoneiros no Brasil?

Quais os motivos e como amenizar impactos de possível greve de caminhoneiros no Brasil?

Caminhoneiros bloqueiam parcialmente a rodovia Castello Branco, em São Paulo, como parte de uma paralisação nacional protestando contra o alto preço do combustível e baixo valor na tabela de fretes

Indígenas Pataxó acusam latifundiário por tentativa de atropelamento no sul da Bahia

Indígenas Pataxó acusam latifundiário por tentativa de atropelamento no sul da Bahia

Segundo os indígenas, a etnia Pataxó ocupa a região há séculos

“É piada”: Caminhoneiros riem de ajuda de R$ 400 para compra de Diesel, anunciado por Bolsonaro

“É piada”: Caminhoneiros riem de ajuda de R$ 400 para compra de Diesel, anunciado por Bolsonaro

Em 2018, Brasil viveu a maior greve de caminhoneiros da sua história

Senado dos EUA nega verba para remoção de quilombolas em Alcântara

Senado dos EUA nega verba para remoção de quilombolas em Alcântara

Centro de Lançamento Espacial de Alcântara (CLA), no Maranhão

Ao completar 18 anos, o Bolsa Família beneficia 44 milhões, mas está prestes a ser desfigurado

Ao completar 18 anos, o Bolsa Família beneficia 44 milhões, mas está prestes a ser desfigurado

De acordo com o IPEA, entre 2003 e 2018 o programa reduziu em 25% a extrema pobreza no Brasil

Dois meses sem receber: Governo não paga bolsa de formação de docentes em universidade do RS

Dois meses sem receber: Governo não paga bolsa de formação de docentes em universidade do RS

Conselho Universitário (Consuni) e Conselho Estratégico (CES) aprovaram duas moções de repúdio ao MEC

Policias de Goiás e do Mato Grosso do Sul apreendem 2,5 toneladas de maconha

Policias de Goiás e do Mato Grosso do Sul apreendem 2,5 toneladas de maconha

A apreensão trouxe prejuízo estimado em R$ 2,5 milhões ao tráfico de drogas.