×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 09 de dezembro de 2021

Bolsonaro mantém silêncio sobre Lula e se ausenta de entrevista coletiva programada em Brasília

Bolsonaro mantém silêncio sobre Lula e se ausenta de entrevista coletiva programada em BrasíliaFoto: Tribuna da Internet

Volta de Lula cria o risco de reorganização da oposição

Gustavo Uribe-folha-tribuna Da Internet - 09/11/2019 - 09:22:08

A saída da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) dividiu opiniões no Palácio do Planalto e foi recebida com silêncio pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que considera o petista seu principal adversário político.

Em Goiânia, onde participava da entrega de ônibus escolares, o presidente não comentou o assunto, se ausentou de entrevista programada e evitou os veículos de imprensa após a expedição da ordem de soltura.


“RESPEITO” – Em caráter reservado, no entanto, disse a um grupo de auxiliares e aliados que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que barrou a prisão após segunda instância e permitiu a soltura do petista, deve ser respeitada.

Durante a cerimônia na capital goiana, minutos depois da decisão do juiz federal Danilo Pereira Junior, um assessor do Palácio do Planalto se dirigiu à tribuna de honra e mostrou ao chefe a tela de seu celular.

CABISBAIXO – Bolsonaro ouviu em silêncio e, menos de um minuto depois, cochichou ao ouvido do ministro da Educação, Abraham Weintraub, que estava sentado ao seu lado. Após a conversa, olhou para a frente e baixou a cabeça.

Próximo a discursar, o presidente falou sobre diversos assuntos, como a necessidade de não ter o que chamou de “ideologia política ou de gênero” no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mas não abordou a soltura de Lula. Na sequência, deixou o local sem comparecer a entrevista programada.

SURPRESA – A saída do presidente surpreendeu até mesmo a sua equipe de Comunicação. Minutos antes de Bolsonaro entrar no carro, dois assessores palacianos já tinham organizado o espaço e anunciado que os jornalistas teriam direito a três perguntas.

Ao serem informados de que Bolsonaro havia desistido, os repórteres saíram às pressas do local, pegando mochilas e equipamentos. Um deles chegou a pular um balcão para alcançar a comitiva presidencial.

O presidente viajou a Goiânia para cerimônia de entrega de 214 ônibus escolares do programa Caminho da Escola. Por coincidência, a iniciativa federal foi lançada quando Lula estava à frente do Palácio do Planalto, em 2007.

ENTREVISTA – Após a solenidade, Bolsonaro compareceu à inauguração do escritório político regional do líder do governo na Câmara dos Deputados, Major Vitor Hugo (PSL-GO). A assessoria do parlamentar havia informado que estava programada uma entrevista.

Segundo relatos feitos à Folha, no entanto, a pedido da segurança presidencial, a entrada da imprensa foi proibida e um forte esquema de segurança foi montado ao redor da casa. Na entrada, antes da chegada dos jornalistas, ele cumprimentou simpatizantes que o esperavam do lado de fora. Na saída, em comportamento atípico, não se dirigiu aos moradores da região, fazendo apenas um aceno de longe.

DIVIDIDOS – Se a soltura de Lula teve como resultado o silêncio de Bolsonaro, no Palácio do Planalto as reações se dividiram entre otimismo e pessimismo. Para integrantes do núcleo ideológico, formado por seguidores do escritor Olavo de Carvalho, a liberdade do petista retoma a polarização da campanha eleitoral, entre direita e esquerda, o que pode fortalecer o apoio ao presidente contra uma volta do PT ao governo federal.

A avaliação desse grupo governista é a de que, no momento em que a rejeição de Bolsonaro apresenta um crescimento, como mostram as pesquisas de popularidade, o ressurgimento de um antagonista de peso pode ajudar a paralisar a alta entre eleitores de centro, em virtude do receio de uma eventual candidatura presidencial de Lula em 2022.

RISCO – O chamado núcleo moderado, formado pela cúpula militar e pela equipe econômica, no entanto, não é tão otimista. Para esse grupo, a volta de Lula ao cenário político cria o risco de uma reorganização da oposição, que até então, na avaliação desses integrantes do governo, tem apresentado uma atuação tímida.

O receio é o de que esse novo cenário crie uma onda de manifestações no país, que pode fragilizar a imagem do governo e estimular retaliações no Congresso Nacional, como a obstrução de votações de interesse do Planalto. A decisão da STF de barrar a prisão em segunda instância surpreendeu o núcleo mais próximo de Bolsonaro, que não esperava que o ministro Dias Toffoli, presidente da Corte, desempatasse a votação contra a prisão imediata.

APROXIMAÇÃO – Nos últimos meses, Toffoli vinha dando sinais de que buscava uma aproximação com Bolsonaro. Ele, inclusive, evitou comentar a declaração do filho do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), de que, se a esquerda radicalizasse no país, poderia ser editado um novo AI-5.

Segundo relatos feitos à Folha, Bolsonaro dizia acreditar que Toffoli se posicionaria de modo diferente. Diferentemente do pai, filhos do presidente se pronunciaram. O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) criticou a soltura de Lula e disse se tratar de “um dia muito triste para quem trabalha, para quem é honesto no país”.

O parlamentar defendeu celeridade na aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que autoriza a prisão em segunda instância. O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) compartilhou em seu perfil um vídeo com o discurso do pai enaltecendo Moro e afirmou não ter “dúvidas de que esse jogo virará!”, emendando ataques a siglas de esquerda como PT e PSOL.

Comentários para "Bolsonaro mantém silêncio sobre Lula e se ausenta de entrevista coletiva programada em Brasília":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Surto de coceira em Recife foi provocado por mariposas

Surto de coceira em Recife foi provocado por mariposas

Registro é da Sociedade Brasileira de Dermatologia

STF tem que defender o direito constitucional à moradia: Despejo zero já!

STF tem que defender o direito constitucional à moradia: Despejo zero já!

Marcha por Moradia Digna realizada pelo MTST em São Paulo

Apenas 14% dos estudantes da rede pública receberam auxílio-alimentação na pandemia

Apenas 14% dos estudantes da rede pública receberam auxílio-alimentação na pandemia

PNAE não foi pensado apenas para alimentação dos estudantes, mas para o fortalecimento da agricultura familiar

Comissão da Câmara amplia uso sustentável de florestas públicas

Comissão da Câmara amplia uso sustentável de florestas públicas

Texto tramita em caráter conclusivo, sem necessidade de ir a plenário

Polícia Federal investiga superfaturamento em licitação do Inep

Polícia Federal investiga superfaturamento em licitação do Inep

Ação mira contratação de empresa para realizar o Enem

Mais da metade dos maiores de 18 anos consomem bebidas alcoólicas

Mais da metade dos maiores de 18 anos consomem bebidas alcoólicas

Dado é de pesquisa do Instituto Brasileiro do Fígado

Pai é preso em Rondônia após menina de 13 anos pedir socorro em prova

Pai é preso em Rondônia após menina de 13 anos pedir socorro em prova

A menina de 13 anos autora da denúncia de violência doméstica tem mais três irmãos

Após investigação, PF culpa navio grego por derramamento de óleo no litoral brasileiro em 2019

Após investigação, PF culpa navio grego por derramamento de óleo no litoral brasileiro em 2019

A Polícia Federal (PF) concluiu as investigações sobre a origem das manchas de óleo que atingiram o litoral brasileiro entre agosto de 2019 e março de 2020.

População local do Rio Madeira vê o drama por trás da rotina do garimpo

População local do Rio Madeira vê o drama por trás da rotina do garimpo

“Tinha mulher, criança de colo. O povo estava sem ter o que comer nem lugar para dormir. Passaram a noite ali no flutuante. No outro dia, arrumaram umas doações. Depois, deram um jeito de ir embora.”

Como o acesso facilitado a armas de fogo beneficia as milícias no Rio de Janeiro?

Como o acesso facilitado a armas de fogo beneficia as milícias no Rio de Janeiro?

Acesso a armamentos está ocorrendo em contexto que não houve nenhum avanço com relação as regras de controle

Gov.Br envia mensagens para ofertar serviços públicos digitais

Gov.Br envia mensagens para ofertar serviços públicos digitais

Notifica Gov.Br, do Ministério da Economia, entrou em fase de testes