×
ContextoExato
Responsive image

Casos de coronavírus no DF chegam a 377, com 14 situações graves

Casos de coronavírus no DF chegam a 377, com 14 situações gravesFoto: Michael Melo - Metrópoles

Ao todo, no fim da manhã de quinta-feira (02/04), eram 42 pacientes internados em hospitais da cidade

Leonardo Meireles - Metrópoles - 02/04/2020 - 12:19:20

O painel de casos que funciona em uma sala ao lado do gabinete do governo apontou um aumento de casos do novo coronavírus no fim da manhã desta quinta-feira (02/04). Agora, são 377 infectados na capital do país. De acordo com os dados, 42 pacientes estão internados. Desses, 14 se encontram em situação grave nos hospitais da cidade.

São três infectados a mais do que o registrado na manhã desta quinta. Além daqueles graves, há também 38 em situação moderada.

Há diferenças entre cada uma das classificações. As infecções leves são aqueles casos em que o paciente não apresenta pneumonia ou uma versão mais branda, fica em isolamento domiciliar e tem acompanhamento da Secretaria de Saúde. Já os moderados/graves indicam os internados em leitos gerais dentro de hospitais. Eles sentem falta de ar, mudança na frequência respiratória e problemas na saturação de oxigênio no sangue.

Por fim, as infecções críticas/graves são para os pacientes internados em UTIs. Eles têm insuficiência respiratória, choque séptico e possibilidade de falência múltipla dos órgãos.

Em outro boletim divulgado pela pasta na manhã desta quinta, a plasta mostrou que havia 374 infectados pelo novo coronavírus na cidade. Eram quatro casos a mais do que o registrado na noite de quarta-feira (01/04).

Novo decreto

Para evitar que a propagação da Covid-19 seja maior, o Governo do Distrito Federal prorrogou até 3 de maio as medidas de isolamento socia l. Em edição extra do Diário Oficial desta quarta-feira (01/04), no decreto assinado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB),

O novo decreto também flexibiliza o funcionamento do comércio destinado à alimentação e a serviços essenciais. Os restaurantes e lanchonetes continuam atendendo apenas por serviços de delivery. Supermercados, padarias e lojas de conveniência podem comercializar os produtos normalmente, mas o consumo no interior dos estabelecimentos está proibido.

As feiras permanentes poderão reabrir suas praças de alimentação para atendimento ao público seguindo as recomendações sanitárias do momento. Devem ser respeitados a distância mínima de dois metros entre as pessoas; o uso de máscaras por funcionários; a disponibilização de álcool em gel 70%; e a vedação de trabalhadores do grupo de risco.

Também foi estendido o fechamento dos estabelecimentos educacionais (escolas e faculdades) até o dia 31 de maio.

Confira as atividades que estão suspensas até 3 de maio:

– Eventos de qualquer natureza, que exijam licença do poder público;
– Eventos esportivos;
– Cinema e teatro;
– Academias;
– Museus;
– Zoológico;
– Parques recreativos, urbanos e vivenciais;
– Boates e casas noturnas;
– Shopping centers;
– Igrejas;
– Bares e restaurantes (permitido apenas delivery);
– Salões de beleza;
– Food trucks;
– Comércio ambulante em geral.

Com permissão, respeitando as orientações sanitárias:

– Feiras permanentes e populares apenas para venda de produtos alimentícios;
– Clínicas médicas, laboratórios, consultórios e farmácias;
– Clínicas veterinárias, pet-shops e lojas de medicamentos veterinários;
– Supermercados, mercearias, hortifrutigranjeiros, açougues, peixarias, comércio de produtos naturais, comércio de venda de suplementos e fórmulas alimentares;
– Lojas de material de construção;
– Postos de combustível;
– Comércio do segmento de veículos automotores;
– Empresas de tecnologia, exceto lojas de equipamentos e suprimentos de informática;
– Empresas envolvidas no combate à pandemia do novo coronavírus e/ou à dengue;
– Funerárias e serviços relacionados;
– lotéricas e correspondentes bancários.

Comentários para "Casos de coronavírus no DF chegam a 377, com 14 situações graves":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório