×
ContextoExato
Responsive image

China adota novas medidas para facilitar turismo e impulsionar consumo de Internet Plus

China adota novas medidas para facilitar turismo e impulsionar consumo de Internet PlusFoto: Xinhua News

Em uma reunião executiva do órgão presidida pelo premiê Li Keqiang nesta quarta-feira, ficou definido que maior apoio será fornecido para o crescimento do Turismo de Internet Plus, para atender a demanda pelo consumo de melhor qualidade

Xinhua News - 19/11/2020 - 10:02:29

A China introduzirá novas medidas para impulsionar o consumo de commodities e setores-chave e explorar o potencial do consumo rural, de acordo com o Conselho de Estado, gabinete do país.

Em uma reunião executiva do órgão presidida pelo premiê Li Keqiang nesta quarta-feira, ficou definido que maior apoio será fornecido para o crescimento do Turismo de Internet Plus, para atender a demanda pelo consumo de melhor qualidade.

Dados divulgados pelo Ministério do Comércio mostram que as vendas de automóveis, eletrodomésticos, móveis, materiais de construção e setores de alimentação representaram 25% do total das vendas no varejo na China em 2019, enquanto os negócios nas áreas rurais responderam por 14,7% do total.

Em outubro, as vendas totais no varejo tiveram um aumento anual de 4,3%, registrando crescimento positivo por três meses consecutivos.

"No momento, a restrição proeminente ao desenvolvimento econômico está no consumo, pois o principal motor de expansão foi seriamente afetado pela COVID-19 no início deste ano. Ele tem se recuperado nos últimos meses, mas ainda existem várias dificuldades para restaurar o crescimento normal. Precisamos encontrar os novos destaques no consumo para estimular a demanda doméstica", disse Li.

Os participantes da reunião concordaram que a estratégia para fortalecer as demandas internas será implementada com firmeza. O consumo de automóveis será estabilizado e expandido. As autoridades locais são incentivadas a ajustar as medidas restritivas em relação à compra de automóveis e a aumentar a cota de placas de veículos.

Serão realizadas campanhas de promoção para o comércio de veículos na zona rural e troca de carros usados por novos. Nas áreas rurais onde as condições permitirem, os residentes serão incentivados a comprar caminhões com capacidade não superior a 3,5 toneladas e automóveis de passageiros com motores não superiores a 1.6.

Os consumidores receberão subsídios para substituir os veículos movidos a gasolina de padrão nacional de emissão III ou inferior. A construção de estacionamentos e totens de carregamento será acelerada.

As regiões onde as condições permitem são encorajadas a conceder subsídios para a renovação de eletrodomésticos antigos e a compra de aparelhos inteligentes ecológicos e mobiliários ecológicos.

Os fornecedores de serviços de catering são incentivados a diversificar e atualizar seus menus, inovar modelos de negócios online e offline e melhorar os padrões de serviço. A promoção orientada ao mercado de dietas especiais de alta qualidade será suportada.

A expansão do consumo no nível de distrito e de vila deve servir como uma catapulta para estimular o consumo rural. A construção de instalações comerciais em distritos e vilas, bem como o estabelecimento de pontos de logística em aldeias serão intensificados.

As localidades sub-regionais serão apoiadas na construção de serviços públicos abrangentes e centros de atendimento ao consumidor que atendam às demandas rurais e às necessidades diárias dos agricultores.

Violações como fabricação e venda de produtos falsificados ou de baixa qualidade serão reprimidas de acordo com a lei para garantir que o mercado rural seja melhor regulamentado.

"Os distritos e as vilas também devem ser incluídos quando estimulamos o consumo rural, pois possuem um enorme potencial. O consumo de luxo nas grandes cidades não deve ser nosso único foco", disse Li. "A capacidade de consumo de distritos é modesta, mas irá crescer e melhorar. Devem ser feitos esforços para se adaptar às diferentes necessidades dos consumidores e melhorar a vida das pessoas."

Os participantes da reunião também concordaram com uma série de medidas para apoiar o Turismo de Internet Plus. Será levado adiante o desenvolvimento de instalações inteligentes em atrações turísticas e serão promovidos serviços como mapas eletrônicos e guias de áudio. A construção de locais de exibição digital nos principais destinos turísticos será incentivada.

Os pontos turísticos serão incentivados a aumentar o marketing online e facilitar novas formas de negócios, como turismo em nuvem. Medidas regulatórias serão implementadas para o Alojamento Homestay de Internet Plus. Os serviços offline tradicionais permanecerão em vigor para os idosos e outros grupos especiais.

Será melhorada a acomodação de abordagens regulatórias prudentes, e o monitoramento da segurança do turismo e o tratamento de reclamações online serão ampliados.

"O modelo do Turismo de Internet Plus terá um papel positivo na catalisação do consumo. As práticas comprovadamente eficazes serão resumidas e promovidas", disse Li. "Uma regulamentação adequada, porém prudente, precisa ser aprimorada e a trapaça e a desobediência devem ser impedidas."

Comentários para "China adota novas medidas para facilitar turismo e impulsionar consumo de Internet Plus":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório