×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 20 de setembro de 2021

Cientistas usam cavalos e ratos para desvendar motivo de atletas de elite poderem sofrer bloqueios cardíacosFoto: Pixabay

Cientistas usam cavalos e ratos para desvendar motivo de atletas de elite poderem sofrer bloqueios cardíacos

A equipe científica é a primeira a pesquisar a fisiologia do nó atrioventricular (AV) notoriamente difícil de estudar em atletas.

Portal Xinhua De Noticias - 28/06/2021 - 14:50:09

Uma equipe internacional de cientistas de Manchester, Montpellier e Copenhague identificou o motivo de alguns atletas de resistência sofrerem um distúrbio do ritmo cardíaco chamado 'bloqueio cardíaco', que pode levar a um risco maior de implante de marca-passo na vida posteriormente.

Um estudo, anunciado na quinta-feira, liderado pela Universidade de Manchester, fez uma série de testes para descobrir o que desencadeia mudanças moleculares no coração de alguns atletas.

A equipe científica é a primeira a pesquisar a fisiologia do nó atrioventricular (AV) notoriamente difícil de estudar em atletas.

Eles descobriram que o exercício de longo prazo em cavalos de corrida aposentados, o melhor modelo disponível do coração de atleta, e em camundongos, desencadeou as mudanças em uma parte do coração conhecida como nó AV.

"Pela primeira vez, nossa pesquisa destaca adaptações fundamentais ocorrendo. Como encontramos efeitos semelhantes em camundongos e cavalos de corrida, é justo presumir que esse mecanismo está presente em humanos também", disse a principal autora, dra. Alicia D'Souza, da Universidade de Manchester.

O trabalho é o mais recente de uma série de estudos realizados pela equipe, mostrando que o exercício de resistência impacta diretamente no sistema de distribuição elétrica do coração.

"Apesar dos benefícios cardiovasculares bem conhecidos, exercícios de resistência sustentada em atletas, jogadores de futebol e outros esportistas podem levar ao desenvolvimento de ritmos cardíacos anormais, conhecidos como arritmias cardíacas, incluindo bloqueio cardíaco", concluiu o estudo.

Eles acrescentaram que, embora seja benigno para muitas pessoas, o bloqueio cardíaco, também conhecido como bloqueio AV, pode ser um precursor de problemas cardíacos mais sérios.

O nó AV do coração faz parte de seu sistema de condução elétrica controlado pelo sistema nervoso autônomo e conecta eletricamente os átrios e os ventrículos.

O estudo, publicado na última edição da revista Circulation Research, descobriu que o treinamento de longo prazo em cavalos e camundongos causou uma redução nas proteínas-chave, conhecidas como canais iônicos, que controlam a condução do nó AV.

O bloqueio cardíaco induzido pelo treinamento e as mudanças nos canais iônicos subjacentes foram reversíveis quando o exercício foi interrompido ou quando os camundongos receberam um composto específico.

"É de conhecimento que os atletas têm predisposição ao bloqueio cardíaco, que por si só costuma ser benigno. Mas a pesquisa clínica sugere que isso pode ser 'um sinal de alerta': pode sinalizar o risco de ritmos cardíacos anormais que podem, por exemplo, precisar do implante de um marca-passo em alguns indivíduos", disse D'Souza, que também é bolsista intermediária da British Heart Foundation. "Deve ser enfatizado que o exercício é bom para você, e seus benefícios superam em muito os riscos".

O dr. Pietro Mesirca, pesquisador do Instituto de Genômica Funcional de Montpellier, disse que compreender a fisiologia do coração do atleta foi extremamente útil. "Isso poderia nos ajudar a desenvolver novas intervenções para bloqueio cardíaco, bem como ajudar os médicos a monitorarem de forma mais eficaz os distúrbios do ritmo cardíaco em atletas profissionais de primeira linha".

Comentários para "Cientistas usam cavalos e ratos para desvendar motivo de atletas de elite poderem sofrer bloqueios cardíacos":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório