×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 27 de outubro de 2021

Ciro Gomes, Isa Penna e Orlando Silva: Veja quem irá participar da manifestação do MBL

Ciro Gomes, Isa Penna e Orlando Silva: Veja quem irá participar da manifestação do MBLFoto:

O deputado federal Kim Kataguiri é um dos fundadores do MBL - Foto: MBL

Igor Carvalho - Brasil De Fato | São Paulo (sp) - 10/09/2021 - 17:04:51

Marcado para dia 12 de setembro, ato do movimento de direita pedirá o impeachment de Bolsonaro

Com a adesão de Ciro Gomes à manifestação do próximo domingo (12), organizada pelo Movimento Brasil Livre (MBL), cresceu o número de participantes fora do espectro da direita. O ato, que será realizado em 15 estados, mas terá peso maior em São Paulo e pedirá o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Antes da possibilidade de ampliação das manifestações do dia 12 de setembro, o ato do MBL era contra Bolsonaro e, também, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para facilitar a adesão de partidos, movimentos e lideranças à esquerda, o grupo decidiu mudar a proposta da manifestação. Agora, a principal bandeira é o impeachment do atual presidente e os manifestantes que devem ir vestidos de branco.

“Irei à manifestação do dia 12 na Avenida Paulista e sempre tentarei ir a outras manifestações que forem convocadas contra Bolsonaro. Seja qual for o sacrifício e risco que isso represente, há algo maior que tudo: o futuro do Brasil e da nossa democracia”, anunciou Ciro Gomes em suas redes sociais.

: Leia: Postura de Bolsonaro inviabiliza agenda liberal de Guedes e divide a direita no Congresso

Quem também decidiu participar da manifestação do MBL é a deputada estadual, de São Paulo, Isa Penna (PSOL). Embora seu partido tenha anunciado que não estará no ato, a parlamentar comunicou seus eleitores e seguidores nas redes sociais que aderiu ao chamado do movimento de direita.

“Assim como defendemos a democracia nas manifestações ‘Fora Bolsonaro’ no dia 7 de setembro, precisamos fazer o mesmo no dia 12 de setembro. A escalada autoritária ficou ainda mais evidente após os atos pró-Bolsonaro, e é preciso união para enfrentá-la”, explicou Penna.

Ao contrário de PT e PSOL, o PCdoB decidiu aderir às manifestações do dia 12 de setembro. Uma das mais importantes lideranças dos comunistas participará do ato em São Paulo, o deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP).

“É um ato (em 12/9) pela democracia, pelo fora Bolsonaro e pelo impeachment. Eu me sinto na obrigação de participar", afirmou o parlamentar, em debate no UOL , na manhã desta sexta-feira (10).

Além de Ciro Gomes, Isa Penna e Orlando Silva, os deputados federais Alessandro Molon (PSB-RJ), Alexandre Frota (PSDB-SP), Tabata Amaral (PDT-SP), Joice Hasselmann (PSL-SP), André Janones (Avante-MG), Marcelo Van Hattem (Novo-RS), também confirmaram presença. O cantor Tico Santa Cruz também anunciou que participará.

: Leia: Por unanimidade, executiva nacional do PSDB decide ir para a oposição ao governo Bolsonaro

Entre as centrais sindicais, somente a Força Sindical, UGT, CSB e Nova Central decidiram convocar seus filiados às manifestações do MBL.

“No próximo dia 12 de setembro será realizado um grande ato na Avenida Paulista, em São Paulo, pelo impeachment de Bolsonaro, ato que participaremos. Nossa linha é, sempre, frente ampla em defesa do Brasil e da democracia. É hora de decisão e a decisão clara é impeachment já”, diz o documento divulgado em conjunto pelas entidades.

Entre os movimentos sociais de esquerda, não haverá adesão. Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Coalizão Negra por Direitos, Uneafro, Central dos Movimentos Populares (CMP), entre outros, anunciaram que não estarão na avenida Paulista no próximo domingo.

Entre os partidos que aderiram às manifestações, estão: PDT, PV, Cidadania, Solidariedade, PSDB, Novo e o PSL, ex-partido de Jair Bolsonaro e legenda que abriga seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro.

Edição: Anelize Moreira

Comentários para "Ciro Gomes, Isa Penna e Orlando Silva: Veja quem irá participar da manifestação do MBL":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Privatizar Petrobras é 'sonho distante' e 'cortina de fumaça', dizem bancos

Privatizar Petrobras é 'sonho distante' e 'cortina de fumaça', dizem bancos

Em avaliação preliminar, o Credit Suisse diz que um cenário com a Petrobras privatizada seria positivo para a estatal.

Fórum de Mulheres da Amazônia Paraense defende o direito ao aborto para as vítimas de estupro

Fórum de Mulheres da Amazônia Paraense defende o direito ao aborto para as vítimas de estupro

Eunice Guedes, do Fórum de Mulheres da Amazônia Paraense, diz ser "importante que Ministério Público tenha levantado a possibilidade de amenizar a portaria cruel"

A ciência brasileira e seus inimigos

A ciência brasileira e seus inimigos

Paulo Guedes debocha dos milhões de miseráveis famélicos, levados a essa condição pela agenda econômica antipovo e antivida

Lançado há 2 anos, programa de Jair Bolsonaro para substituir Mais Médicos nunca abriu edital

Lançado há 2 anos, programa de Jair Bolsonaro para substituir Mais Médicos nunca abriu edital

Joice Hasselmann, Luiz Henrique Mandetta, Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão no lançamento do Médicos pelo Brasil, que ainda não saiu do papel

Quais os motivos e como amenizar impactos de possível greve de caminhoneiros no Brasil?

Quais os motivos e como amenizar impactos de possível greve de caminhoneiros no Brasil?

Caminhoneiros bloqueiam parcialmente a rodovia Castello Branco, em São Paulo, como parte de uma paralisação nacional protestando contra o alto preço do combustível e baixo valor na tabela de fretes

Indígenas Pataxó acusam latifundiário por tentativa de atropelamento no sul da Bahia

Indígenas Pataxó acusam latifundiário por tentativa de atropelamento no sul da Bahia

Segundo os indígenas, a etnia Pataxó ocupa a região há séculos

“É piada”: Caminhoneiros riem de ajuda de R$ 400 para compra de Diesel, anunciado por Bolsonaro

“É piada”: Caminhoneiros riem de ajuda de R$ 400 para compra de Diesel, anunciado por Bolsonaro

Em 2018, Brasil viveu a maior greve de caminhoneiros da sua história

Senado dos EUA nega verba para remoção de quilombolas em Alcântara

Senado dos EUA nega verba para remoção de quilombolas em Alcântara

Centro de Lançamento Espacial de Alcântara (CLA), no Maranhão

Ao completar 18 anos, o Bolsa Família beneficia 44 milhões, mas está prestes a ser desfigurado

Ao completar 18 anos, o Bolsa Família beneficia 44 milhões, mas está prestes a ser desfigurado

De acordo com o IPEA, entre 2003 e 2018 o programa reduziu em 25% a extrema pobreza no Brasil

Dois meses sem receber: Governo não paga bolsa de formação de docentes em universidade do RS

Dois meses sem receber: Governo não paga bolsa de formação de docentes em universidade do RS

Conselho Universitário (Consuni) e Conselho Estratégico (CES) aprovaram duas moções de repúdio ao MEC

Policias de Goiás e do Mato Grosso do Sul apreendem 2,5 toneladas de maconha

Policias de Goiás e do Mato Grosso do Sul apreendem 2,5 toneladas de maconha

A apreensão trouxe prejuízo estimado em R$ 2,5 milhões ao tráfico de drogas.