×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 25 de junho de 2022

COB e Confederações montam rede ede detecção de talentos nos Jogos Escolares da Juventude Natal 2018

COB e Confederações montam rede ede detecção de talentos nos Jogos Escolares da Juventude Natal 2018Foto:

Treinador da seleção principal de handebol, coordenadora de seleções de ginástica e medalhista olímpico de natação, entre outros, observaram os jovens atletas nos Jogos.

Da Assessoria De Imprensa / Do Cob / Foto: Divulgação / Cob - 17/11/2018 - 22:51:56

Organizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) desde 2005, os Jogos Escolares da Juventude são a principal competição estudantil do país, revelando, a cada ano, novos talentos para o esporte brasileiro. Em Natal (RN), durante a etapa nacional que movimenta mais de 5 mil jovens atletas em 14 modalidades até o próximo dia 25, o COB e as Confederações Brasileiras Olímpicas mais uma vez montaram uma base de monitoramento com a participação de 12 treinadores ou coordenadores das categorias de base, e até mesmo das seleções adultas, para a detecção de talentos para o esporte brasileiro.

Entre os observadores estão alguns dos principais treinadores do esporte olímpico do Brasil, como Washington Nunes (treinador da seleção masculina adulta de handebol), Camila Ferenzin (coordenadora de seleções da Confederação Brasileira de Ginástica), Ricardo Prado (medalhista olímpico de natação e coordenador geral da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos) e Angel Torres (treinador chefe da Confederação Brasileira de Wrestling), entre outros.

O objetivo do COB é avançar ainda mais e estabelecer um modelo sustentável para a detecção de talentos e desenvolvimento da base do esporte brasileiro. “Convidamos formalmente técnicos das seleções de base, membros de comissões técnicas e outros profissionais para observar a competição. Parte da equipe brasileira que vai disputar os Jogos Pan-americanos de 2023 e Olímpicos de 2024 está aqui em Natal. Temos que pensar sempre à frente”, afirmou o gerente executivo de Desenvolvimento Esportivo do COB, Kenji Saito.

Coordenador geral da CBDA e medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Los Angeles 1984, Ricardo Prado incentiva a iniciativa. “Acho bem interessante movimentar a parte escolar e perceber que os melhores atletas dos clubes estão presentes na competição”, disse Prado, que falou um pouco mais sobre a sua função na maior competição escolar do país. “É sempre bom estar junto aos jovens atletas. Esse é um dos principais palcos onde eles podem aparecer. Estou bem entusiasmado com essa nova geração do esporte”, afirmou o medalhista olímpico, antes do encerramento das competições de natação, na última quinta-feira, dia 15.

Coordenadora de seleções da Confederação Brasileira de Ginástica, Camila Ferezin assistiu todos os eventos da GR em Natal e já destacou uma atleta para a seleção brasileira de conjunto. Medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos Winnipeg 1.999, Camila estreou como técnica no Pan de Guadalajara 2011, quando o Brasil conquistou três ouros no esporte. Desde então, ela trabalha na busca por talentos do esporte Brasil afora.

“Os Jogos Escolares sempre são uma competição muito forte, com a nata do esporte. Entre tantas meninas talentosas destacamos uma, a Barbara Galvão, de Alagoas, que disputou a segunda divisão aqui em Natal. Ela já está de malas prontas para fazer um teste a partir da próxima segunda-feira em Aracaju onde a seleção brasileira de conjunto se concentra. Ela será avaliada e quem sabe não entra na equipe no ano que vem”, disse Camila.

Os Jogos Escolares da Juventude revelam, a cada ano, novos talentos para o esporte brasileiro. Da delegação composta por 465 atletas do Time Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016, um total de 52 haviam participado dos Jogos Escolares, entre eles Mayra Aguiar e Sarah Menezes, do judô, e Hugo Calderano, do tênis de mesa. Nos Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018, o Time Brasil foi representado por 79 atletas. Destes, 33 competiram nos Jogos Escolares entre 59 possíveis em 11 modalidades.

Confira a lista dos profissionais das Confederações Brasileiras Olímpicas presentes em Natal para os Jogos Escolares da Juventude 2018:


Atletismo – Edemar Alves dos Santos (técnico)

Badminton – Norma Teotônio Rodrigues (técnica)

Ginástica rítmica – Camila Ferezin Rezende (coordenadora de seleções)

Handebol – Washington Nunes Silva Junior (técnico da seleção masculina adulta) e Lucila Viana Silva dos Santos (assistente técnica)

Judô – Marcus Fábio Agustinho (técnico), Douglas Herculino Potrich (técnico) e José Alfredo Olívio Junior (técnico)

Natação – Ricardo Prado (coordenador geral)

Vôlei – Julia de Carvalho Anselmo Silva (gerente de seleções)

Wrestling – Angel Torres Aldama (treinador chefe) e Flávio Cabral (técnico)


Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), correalizados pelo Ministério do Esporte e Grupo Globo, com patrocínio da Coca-Cola e parceria do Governo do Estado do Rio Grande do Norte.

Comentários para "COB e Confederações montam rede ede detecção de talentos nos Jogos Escolares da Juventude Natal 2018":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Coletivos esportivos LGBT+ avançam contra o preconceito com acolhimento e orgulho

Coletivos esportivos LGBT+ avançam contra o preconceito com acolhimento e orgulho

São grupos que unem a diversidade sexual e o acesso ao esporte.

Fifa e FIFPro anunciam parceria para combater discurso de ódio nas redes sociais

Fifa e FIFPro anunciam parceria para combater discurso de ódio nas redes sociais

As organizações vão desenvolver um suporte educacional e conselhos de saúde mental para todos os jogadores participantes dos torneios Fifa durante 2022 e 2023.

Medalhas de Rebeca Andrade impulsionam diferentes gerações de ginastas no Brasil

Medalhas de Rebeca Andrade impulsionam diferentes gerações de ginastas no Brasil

A avaliação é da professora Adriana Alves, coordenadora da ginástica artística feminina da Confederação Brasileira de Ginástica

Em Portugal, Brasil faz campanha histórica no Mundial de natação paralímpica

Em Portugal, Brasil faz campanha histórica no Mundial de natação paralímpica

Delegação brasileira ficou na terceira posição geral com 53 medalhas

Miami se torna sede da Copa do Mundo de 2026. Mundial acontecerá nos EUA, no Canadá e no México

Miami se torna sede da Copa do Mundo de 2026. Mundial acontecerá nos EUA, no Canadá e no México

Esta será a segunda vez que uma cidade da Flórida sediará a Copa do Mundo. A primeira foi em 1994, quando Orlando sediou várias partidas da primeira fase e alguns jogos das oitavas de final.

Tetraplégicos trocam dedos pela boca e mostram que também têm espaço nos eSports

Tetraplégicos trocam dedos pela boca e mostram que também têm espaço nos eSports

O professor Li Li Min, titular do Departamento de Neurologia da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), explica que o hábito de jogar provoca ganhos em processos de reabilitação de pessoas com tetraplegia

Conmebol condena expressões racistas da Fifa e questiona mudanças

Conmebol condena expressões racistas da Fifa e questiona mudanças

O segundo ponto de protesto na carta da Conmebol enviada à Fifa é a regulamentação das cinco modificações nos jogos sem uma consulta à entidade.

US Open vai permitir tenistas de Rússia e Belarus competindo sob bandeira neutra

US Open vai permitir tenistas de Rússia e Belarus competindo sob bandeira neutra

A postura da USTA se alinha à ATP e à WTA, que não impediram tenistas de nenhuma nacionalidade no circuito. Apenas vetaram o uso das bandeiras da Rússia e de Belarus por parte dos atletas, o mesmo que fará o US Open neste a

Caio Souza ganha três medalhas em Copa do Mundo na Croácia

Caio Souza ganha três medalhas em Copa do Mundo na Croácia

Brasileiro conquistou duas pratas e um bronze

Fim de semana tem pódio histórico para o Brasil na ginástica rítmica

Fim de semana tem pódio histórico para o Brasil na ginástica rítmica

País também conquista medalhas na canoagem slalom e no vôlei de praia

Diego Hypólito inaugura instituto que ensina ginástica a crianças carentes no Rio

Diego Hypólito inaugura instituto que ensina ginástica a crianças carentes no Rio

Toda a família do ginasta compareceu à cerimônia. A irmã, Daniele Hypólito, fez uma apresentação que inaugurou, na prática, os aparelhos. A iniciativa conta com o apoio da Prefeitura do Rio e do banco BV.