×
ContextoExato

Com Cármen Lúcia, maioria do Supremo nega limites de Toffoli e apoia usar o Coaf

Com Cármen Lúcia, maioria do Supremo nega limites de Toffoli e apoia usar o CoafFoto: Wikipedia

Em julho, Toffoli determinou a paralisação de todas as investigações que tivessem recebido, sem autorização judicial, informações de órgãos como o Coaf e a Receita.

Felipe Amorim Do Uol, Em Brasília - 28/11/2019 - 16:03:04

Com o voto da ministra Cármen Lúcia na tarde de hoje, o STF (Supremo Tribunal Federal) alcançou maioria de seis votos para permitir o compartilhamento de dados sigilosos fiscais e bancários com o Ministério Público e autoridades policiais, sem as restrições defendidas pelo presidente do Supremo, Dias Toffoli.

Ainda faltam os votos de três ministros, mas a Corte caminha para liberar investigações como a que envolve o senador Flávio Bolsonaro (sem partido).

Seu nome apareceu em relatório do antigo Coaf, rebatizado de UIF (Unidade de Inteligência Financeira), por movimentações bancárias consideradas atípicas.

Comentários para "Com Cármen Lúcia, maioria do Supremo nega limites de Toffoli e apoia usar o Coaf":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório