×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 02 de julho de 2022

Comissão e Observatório de Transparência das Eleições debatem inspeção e combate à desinformação

Comissão e Observatório de Transparência das Eleições debatem inspeção e combate à desinformaçãoFoto: Tribunal Superior Eleitoral/Reprodução Pixabay gratuita

Temas foram abordados na segunda parte da reunião conjunta dos organismos, criados pelo TSE para ampliar a publicidade e a segurança de todas as etapas do processo eleitoral

Tribunal Superior Eleitoral - 21/06/2022 - 09:37:00

Inspeção do sistema eletrônico de votação, transparência do processo eleitoral e combate à desinformação foram os temas abordados na segunda parte da reunião conjunta entre os integrantes da Comissão de Transparência das Eleições (CTE) e do Observatório de Transparência das Eleições (OTE), realizada nesta segunda-feira (20), de forma híbrida. Os organismos foram criados por portarias do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o objetivo de ampliar a publicidade e a segurança de todas as etapas de preparação e realização das eleições, entre outros.

O professor André Luís de Medeiros Santos, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), abriu as exposições detalhando a estrutura do trabalho de avaliação in loco realizado pelo Departamento de Engenharia de Software da UFPE nos códigos-fonte dos sistemas utilizados para a geração de mídias, softwares embarcados na urna eletrônica e softwares de apoio aos testes de integridade.


A universidade pernambucana é uma das três instituições selecionadas para o projeto-piloto instituído pela Portaria TSE nº 107/2022, que disponibilizou a entidades fiscalizadoras credenciadas, fora das dependências da Corte, acesso ao código-fonte do sistema eletrônico de votação e da urna eletrônica para as Eleições Gerais de 2022.

Ele destacou que a possibilidade de inspecionar os códigos-fonte dos sistemas eleitorais nas próprias dependências, dispensando o comparecimento ao TSE, atesta a busca permanente da Justiça Eleitoral pela ampliação da transparência no desenvolvimento e aperfeiçoamento do sistema eleitoral brasileiro.

André Luís enalteceu a iniciativa e propôs que o projeto seja ampliado para outras universidades e centros de pesquisa, de forma a aumentar, de maneira expressiva, a quantidade de pessoas envolvidas no relevante trabalho de inspeção e de melhoria contínua da qualidade do sistema.

Observação eleitoral

Em seguida, a coordenadora-geral da Transparência Eleitoral Brasil, Ana Claudia Santano, falou sobre “Transparência e eleições: possibilidade futuras”. Ela ressaltou que a observação eleitoral é uma prática comum realizada em todo o mundo para atestar a legalidade e a legitimidade de um processo eleitoral.

Ana Claudia elogiou a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de tornar a observação eleitoral, nacional e internacional, uma rotina no processo eleitoral brasileiro. "Quanto mais abertura para o controle social e o acompanhamento cívico das eleições, mais a confiança estará presente em um processo eleitoral", enfatizou.

Ela adiantou que a participação da Transparência Eleitoral Brasil nas Eleições Gerais de 2022 será bem mais abrangente do que a realizada no pleito de 2020, quando a instituição atuou em cinco capitais brasileiras. No pleito deste ano, a organização contará com quase 100 pessoas espalhadas por 20 cidades brasileiras e acompanhará o processo eleitoral em oito países, para observar o voto do eleitor brasileiro no exterior.

Segundo Ana Claudia, a exemplo das Eleições 2020, a instituição terá acesso completo ao processo eleitoral, desde o treinamento dos mesários, até a apuração e totalização dos resultados, passando pela preparação das urnas, registro e apreciação de candidaturas e todos os aspectos do processo eleitoral.

Confiança e integridade

Finalizando a segunda etapa da reunião, a pesquisadora do Centro de Tecnologia e Sociedade da escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas (FGV/RJ), Ana Carolina da Hora, falou sobre confiança e integridade do sistema eletrônico de votação.

Ela lamentou que, mesmo com as parcerias firmadas entre o TSE e as plataformas digitais e agências de checagem para combater a desinformação sobre o processo eleitoral, a disseminação de notícias falsas e o compartilhamento equivocado de informações continuem contaminando a credibilidade das urnas eletrônicas. Para ela, é preciso reforçar o diálogo com a sociedade e a educação política sobre o sistema eletrônico de votação brasileiro.

MC/LC

Comentários para "Comissão e Observatório de Transparência das Eleições debatem inspeção e combate à desinformação":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Apenas pessoas físicas que utilizem o CPF como chave PIX poderão doar recursos para partidos e candidatos

Apenas pessoas físicas que utilizem o CPF como chave PIX poderão doar recursos para partidos e candidatos

Para o Plenário do TSE, modalidade permite maior transparência na fiscalização das arrecadações de campanha pelo eleitorado

Presidente do TSE faz balanço das ações no combate à desinformação

Presidente do TSE faz balanço das ações no combate à desinformação

Fachin enumerou seis iniciativas do Tribunal, em parceria com diversas instituições, para enfrentar a propagação de notícias falsas

Chatbot: Tira-Dúvidas do TSE no WhatsApp traz novidades para as Eleições 2022

Chatbot: Tira-Dúvidas do TSE no WhatsApp traz novidades para as Eleições 2022

Nova versão do assistente virtual vai permitir que os eleitores interajam com o Tribunal Superior Eleitoral para receber serviços e informações relevantes sobre o processo eleitoral

Associações acadêmicas aderem ao Programa de Enfrentamento à Desinformação

Associações acadêmicas aderem ao Programa de Enfrentamento à Desinformação

Presidente do TSE se reuniu nesta sexta (24) com representantes de três instituições. Parceria também busca o fortalecimento da confiança nos órgãos eleitorais

Confira as ações do TSE para preparar um dos maiores pleitos democráticos do mundo

Confira as ações do TSE para preparar um dos maiores pleitos democráticos do mundo

Segurança, transparência, auditabilidade, participação da sociedade e dos partidos e enfrentamento da desinformação são metas buscadas pela Corte para as eleições de outubro

TSE promove evento histórico com jovens mulheres para debater participação feminina na política

TSE promove evento histórico com jovens mulheres para debater participação feminina na política

Campanha sobre fake news

TSE lança campanha para incentivar mais mulheres na política nas Eleições 2022

TSE lança campanha para incentivar mais mulheres na política nas Eleições 2022

Iniciativa, composta por várias peças de comunicação, será divulgada em rede nacional

Presidente do TSE lança sistema para recebimento de denúncias sobre desinformação

Presidente do TSE lança sistema para recebimento de denúncias sobre desinformação

Eleitoras e eleitores poderão comunicar à Justiça Eleitoral o recebimento de notícias falsas que envolvem as eleições

TSE divulga montante do Fundo Eleitoral destinado aos partidos para as Eleições 2022

TSE divulga montante do Fundo Eleitoral destinado aos partidos para as Eleições 2022

Distribuição dos recursos foi publicada por meio da Portaria nº 579 e também será divulgada na edição extra desta sexta (17) do Diário de Justiça Eletrônico do Tribunal

Ministros Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski são eleitos presidente e vice do TSE

Ministros Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski são eleitos presidente e vice do TSE

Eleição aconteceu em sessão administrativa nesta terça-feira (14). Solenidade de posse está marcada para o dia 16 de agosto, às 19h

Confira as contribuições da Polícia Federal na fiscalização do processo eleitoral

Confira as contribuições da Polícia Federal na fiscalização do processo eleitoral

Corte ressalta participação de representantes da PF nos Testes Públicos de Segurança e em Comissão de Transparência