×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 21 de maio de 2022

Como o uso de anabolizantes pode influenciar a queda de cabelo?

Como o uso de anabolizantes pode influenciar a queda de cabelo?Foto: Divulgação

Ao aumentar os níveis de testosterona, anabolizantes podem acelerar calvície masculina

Seo Marketing - 28/11/2019 - 16:18:24

O uso de anabolizantes tem crescido entre os diferentes públicos, como homens e mulheres, mas também entre adolescentes, situação na qual essas substâncias têm consequências ainda mais críticas.

O perfil das pessoas que usam anabolizantes é o de homens, com cerca de 30 anos, de alta renda e com níveis elevados de escolaridade. No entanto, pesquisas apontam que as mulheres têm recorrido mais a essas substâncias.

Compreender as consequências do uso de anabolizantes é fundamental e estudos mostram que ele influencia, inclusive, a queda de cabelo. Saiba mais.

O que são anabolizantes?

Os esteróides androgênicos anabólicos, ou anabolizantes, são usados na expectativa de melhorar a performance e a massa muscular, principalmente em pessoas que se dedicam aos esportes ou musculação.

Apesar do uso crescente e, muitas vezes, indiscriminado, dessas substâncias, as pesquisas têm diversas lacunas sobre o funcionamento e os riscos que apresentam à saúde.

Os anabolizantes são hormônios sintéticos que tem como objetivo simular o efeito da testosterona no organismo.

Essas substâncias têm uso médico, sendo recomendadas para casos de subdesenvolvimento de meninos na puberdade ou quando o paciente tem problemas de saúde que afetam a produção de testosterona, como câncer nos testículos.

Esses produtos podem ser encontrados em diferentes formas como gel, comprimidos, cápsulas ou injeções e o uso também varia, podendo ser contínuo ou em ciclos.

Além dos compostos sintéticos de testosterona também estão disponíveis no mercado suplementos com base no deidroepiandrosterona (DHEA), outro tipo de hormônio esteróide também produzido pelo organismo.

Quando ingerido, o DHEA pode transformar-se em outros hormônios esteróides, como testosterona, estrogênio e cortisol.

Qual a função da testosterona no organismo?

Antes de entender a relação entre os anabolizantes e a queda de cabelo é preciso compreender como esses hormônios funcionam no organismo.

A testosterona é um hormônio androgênico sendo produzida, na maior parte, pelos testículos nos homens. Apesar de ser um hormônio masculino ela também está presente no organismo feminino, mas em menor quantidade, sendo produzida principalmente nos ovários.

Como os demais hormônios, a produção da testosterona tem origem no cérebro por meio da glândula hipófise e pelo hipotálamo.

O hipotálamo controla a hipófise que determina os níveis de testosterona produzidos nos testículos e ovários. Eles tendem a aumentar a adolescência, quando ocorre o desenvolvimento físico, e diminuem na andropausa.

No organismo, a testosterona é convertida em diidrotestosterona (DHT) e estriol, hormônio que se apresenta em maiores níveis entre as mulheres.

A testosterona desempenha diversas funções na regulação do organismo e atribuição de características masculinas, como voz grossa, massa muscular e presença maior de pelos na região da barba, axilas e região genital.

No entanto, o derivado diidrotestosterona (DHT) da testosterona também é um dos responsáveis pela perda de cabelo e calvície em pacientes com predisposição genética.

Por se tratar de um hormônio mais encontrado nos homens, é possível entender porque a calvície é uma condição genética que atinge, majoritariamente, os homens.

Qual a relação dos anabolizantes com a queda de cabelo?

A calvície é chamada cientificamente de alopecia androgenética e é causada pela ação do DHT nos folículos pilosos.

Dessa forma, se o paciente tem predisposição genética à calvície, a presença desse hormônio pode causar o afinamento e encurtamento dos fios de cabelo, processo conhecido como miniaturização e que leva a perda permanente dos cabelos.

Uma vez que o DHT é um derivado da testosterona, a maior quantidade desse hormônio androgênico no organismo poderá intensificar e antecipar a ação da substância nos folículos pilosos.

Assim, o uso de anabolizantes que aumentam os níveis de testosterona poderá acelerar e intensificar o processo de miniaturização que danifica o fio e leva à calvície.

Essa ocorrência afeta principalmente os pacientes com predisposição, de forma que quanto mais precocemente for iniciado o uso de anabolizantes ou mais intenso ele for, mais chances de a pessoa desenvolver alopecia androgenética.

Como o uso de anabolizantes interfere na saúde?

Além do desenvolvimento precoce de calvície em pacientes com predisposição, o uso de anabolizantes tem diversas consequências prejudiciais à saúde, por exemplo:
● homens: diminuição dos testículos, impotência, infertilidade, ginecomastia e risco aumentado de câncer de testículo;
● mulheres: maior concentração de pelos na face e corpo, voz mais grossa, aumento do clitóris, redução dos seios, aumento do apetite e risco aumentado de câncer de mama e endométrio;
● adolescentes: soma-se aos efeitos anteriores a interrupção precoce do crescimento, afetando a estatura final.

Outros prejuízos à saúde relacionados com o uso de anabolizantes incluem aumento do colesterol e da pressão arterial, problemas no fígado, predisposição a doenças cardíacas, agressividade, violência, insônia, dores de cabeça, inchaço e acne.

Portanto, já é constatada pela literatura científica a relação do uso de anabolizantes com a queda de cabelo e a calvície masculina. No entanto, além disso, outros riscos à saúde contraindicam o uso dessas substâncias sem prescrição médica.

Comentários para "Como o uso de anabolizantes pode influenciar a queda de cabelo?":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Dia Mundial da Abelha lembra ação dos polinizadores para alimentação e saúde

Dia Mundial da Abelha lembra ação dos polinizadores para alimentação e saúde

Abelhas e outros insetos polinizadores apoiam a produção de alimentos para 2 bilhões de pequenos agricultores

Embaixadora dos Estados Unidos no Brasil 'garante' eleições justas, apesar de Bolsonaro

Embaixadora dos Estados Unidos no Brasil 'garante' eleições justas, apesar de Bolsonaro

O Senado dos EUA sabatinou, nesta quarta-feira (18), a diplomata Elizabeth Bagley. Ela foi questionada sobre as eleições no Brasil e a política ambiental do governo de Jair Bolsonaro.

Embaixadora americana indicada ao Brasil buscará colaborar para 'reduzir drasticamente desmatamento'

Embaixadora americana indicada ao Brasil buscará colaborar para 'reduzir drasticamente desmatamento'

Bagley falou em sua audiência para confirmação, no Comitê de Relações Exteriores do Senado americano.

Uso de máscara em aeroportos e voos não é mais obrigatório na Europa

Uso de máscara em aeroportos e voos não é mais obrigatório na Europa

Tal decisão foi confirmada e divulgada mundialmente por meio de um comunicado realizado pela Agência de Segurança da Aviação da União Europeia

Polícia investiga uso de estudantes de Medicina como 'mulas' do tráfico

Polícia investiga uso de estudantes de Medicina como 'mulas' do tráfico

Segundo o delegado, os traficantes pagam por volta de R$ 20 mil por quilo para comprar a droga e passam a comercializá-la no Brasil

"Democracia latino-americana está envenenada", afirma ex-presidente uruguaio Pepe Mujica

Em evento no Uruguai, o político aposentado cobrou uma união da população para barrar governos autoritários

Dia Internacional das Famílias destaca impacto da urbanização sobre os lares

Dia Internacional das Famílias destaca impacto da urbanização sobre os lares

A ONU marca em 15 de maio o Dia Internacional das Famílias com foco na urbanização e como melhorar a vida das pessoas nas cidades

Coreia do Norte confirma 21 novas mortes suspeitas de Covid-19

Coreia do Norte confirma 21 novas mortes suspeitas de Covid-19

Apesar das medidas restritivas para evitar a circulação de pessoas entre cidades, as descrições da mídia estatal norte-coreana indicam que a população não está confinada.

Espera de entrevista para visto norte-americano chega a 354 dias em SP

Espera de entrevista para visto norte-americano chega a 354 dias em SP

Nos demais consulados no país a demora é menor

"Sem Caribe, não há América": campanha busca visibilizar a necessidade da integração regional

Economista haitiano propõe uma "pedagogia das revoluções" como estratégia contra o domínio imperialista em toda a região

Filmes, livros e contos são recursos para quem quer saber mais sobre o Japão

Filmes, livros e contos são recursos para quem quer saber mais sobre o Japão

Conhecer alguns termos e palavras principais na língua japonesa também é uma forma de saber mais sobre o país, além de ajudar a se sentir mais próximo da cultura