×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 29 de janeiro de 2022

Defensoria exige atendimento humanizado do IML após extinção de ala reservada às vítimas de violência noDF

Defensoria exige atendimento humanizado do IML após extinção de ala reservada às vítimas de violência noDFFoto: Reprodução PCDF

A DPDF destacou que na quarta-feira (5/1) foi demolido o espaço reservado ao atendimento médico pericial especializado. -

Roberta Quintino - Brasil De Fato | Brasília (df) - 13/01/2022 - 17:30:47

A Defensoria ressaltou que poderá emitir uma recomendação à PCDF e, em último caso, ser pensada uma ação judicial.

A Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) recebeu nesta semana a denúncia da extinção da ala de atendimento reservada às vítimas de violência sexual no Instituto Médico Legal da Polícia Civil do Distrito Federal (IML/PCDF).

A DPDF informou que as denúncias chegaram através de representantes de organizações sociais que promovem o atendimento voluntário às vítimas de violência e que atuam em rede com a Defensoria.

“Quando recebemos a notícia, nossa iniciativa foi de solicitar informações mais detalhadas à Polícia Civil e também nos colocar à disposição para encontrar algum modo de solução desta questão. Não obtivemos resposta, mas em ação conjunta com o Ministério Público estamos tentando uma reunião com a diretoria do IML para pensar em uma solução dialógica”, explicou a Defensoria Pública.

Diante da situação, o órgão ressaltou que se não houver uma resposta quanto à questão, “poderá emitir uma recomendação à polícia civil e, em último caso, poderá ser pensada uma ação judicial para assegurar o atendimento adequado às vítimas”.

Em nota, a DPDF destacou que na quarta-feira (5/1) foi demolido o espaço reservado ao atendimento médico pericial especializado, que contava com uma antessala, brinquedoteca e banheiro privativo da Sexologia Forense.

A Polícia Civil informou que no momento, algumas pequenas adaptações foram iniciadas na antessala que dá acesso aos três ambientes, “além de melhorias, como revitalização de pintura e isolamento acústico, da sala de acolhimento e espera”.

“As adaptações tornaram-se necessárias tendo em vista que parte das edificações do Instituto Médico Legal já foram demolidas para dar lugar à construção do novo IML, que ampliará sua capacidade e conforto a toda população”, disse a PCDF.

Para a Defensoria Pública, a ausência de um espaço reservado para vítimas de violência é um prejuízo ao seu atendimento humanizado, aos seus direitos humanos. “Estar em um local que a expõe a outras pessoas que também podem precisar do serviço do IML (réus presos em flagrante, por exemplo), coloca a vítima em uma situação muito constrangedora, o que pode até dificultar que ela conte em detalhes seu caso ao profissional responsável pela perícia. Isso é particularmente grave nos casos de violência sexual, em que a maior parte das vítimas é menor de idade”, observa.

De acordo com o Relatório de Análise de Fenômenos de Segurança Pública elaborado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSPDF), no Distrito Federal foram registrados 407 estupros no período de janeiro a setembro de 2021. Do total, em 249 ocorrências (61,2%) foram estupros de vítimas vulneráveis, ou seja, menores de 14 anos.

A reportagem do Brasil do Fato DF procurou a Secretaria de Estado da Mulher do DF para se manifestar sobre o caso, mas até o fechamento da matéria não houve resposta.

:: Clique aqui para receber notícias do Brasil de Fato DF no seu Whatsapp ::

Edição: Flávia Quirino

Comentários para "Defensoria exige atendimento humanizado do IML após extinção de ala reservada às vítimas de violência noDF":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Recebimento de entulhos no Distrito Federal será restrito a cadastrados

Recebimento de entulhos no Distrito Federal será restrito a cadastrados

A partir de 14 de fevereiro, só quem estiver habilitado no sistema Destino Rápido terá acesso à unidade do SLU que recebe resíduos da construção civil

Governo do DF regulamenta reserva de vagas para pessoas negras

Governo do DF regulamenta reserva de vagas para pessoas negras

Desde julho de 2019, quando foi publicada a Lei nº 6.321, 20% das vagas em concursos púbicos no DF são destinadas a candidatos negros

Semana tem recorde de casos de Covid-19 no Distrito Federal

Semana tem recorde de casos de Covid-19 no Distrito Federal

Com recordes de casos de covid-19 no DF, ocupação de leitos públicos de UTI chega perto dos 100%

De olho nas eleições, PRTB tem novo comando no DF

De olho nas eleições, PRTB tem novo comando no DF

Segundo Bira, a presidente Aldinéa Fidélix virá à Brasília, em breve, e aproveitará a ocasião para apresentar a nova executiva do partido no DF ao Vice-Presidente Hamilton Mourão, principal exponente do PRTB na atualidade

Professores alertam sobre superlotação nas escolas em volta às aulas no DF

Professores alertam sobre superlotação nas escolas em volta às aulas no DF

De acordo com a Secretária de Educação do DF, as aulas da rede pública do DF estão mantidas para início em 14 de fevereiro, presencialmente.

UnB aprova exigência de passaporte da vacina para acesso à universidade

UnB aprova exigência de passaporte da vacina para acesso à universidade

Ingresso nas dependências da UnB só será possível mediante apresentação do passaporte da vacina contra a covid-19

Governador Ibaneis Rocha é reeleito presidente do Consórcio Brasil Central

Governador Ibaneis Rocha é reeleito presidente do Consórcio Brasil Central

Até o final de 2022, o governador Ibaneis Rocha será o presidente do Consórcio Brasil Central, que reúne o DF e os estados do Maranhão, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins

Detran-DF começa a exigir biometria para categoria B

Detran-DF começa a exigir biometria para categoria B

O procedimento de coleta e armazenamento da biometria tem o objetivo de garantir mais segurança e eficácia no processo de habilitação, pois reduz a possibilidade de fraudes e erros

Projeto capacitará agricultores para a venda de alimentos

Projeto capacitará agricultores para a venda de alimentos

No sistema da CSA, o agricultor deixa de vender seus produtos por meio de intermediários e conta com participação das pessoa para o financiamento e escoamento da sua produção, os chamados coagricultores

Justiça anula licitação para prestação de serviços funerários no DF

Justiça anula licitação para prestação de serviços funerários no DF

Cabe recurso

Casos de SRAG tendem a crescer no DF e em 24 estados, diz Fiocruz

Casos de SRAG tendem a crescer no DF e em 24 estados, diz Fiocruz

Rondônia e Espírito Santo são as exceções