×
ContextoExato
Responsive image

Descubra os encantos da cidade histórica de Ouro Preto

Descubra os encantos da cidade histórica de Ouro PretoFoto:

Antiga Vila Rica, a cidade é um museu a céu aberto, berço do Barroco Brasileiro.

Da Assessoria De Comunicação / Do Ministério Do Turismo / Foto: Sérgio Mourão / Setes / Gil Leonardi / Agência Minas / Carlos Alberto / Imprensa Mg / Fotos Públicas - 07/12/2018 - 10:53:05

Ouro Preto, em Minas Gerais, é muito conhecida por sua arquitetura colonial. Foi o primeiro local brasileiro a ser considerado patrimônio mundial pela Unesco, em 1980, e abriga um magnífico conjunto arquitetônico barroco. A história da cidade tem início no fim do século XVII, quando um aventureiro anônimo deparou-se com curiosas pedras escuras (ouro escurecido por camada de paládio) e deu início a uma das maiores corridas do ouro da humanidade. As terras que hoje formam as Minas Gerais começaram a ser ocupadas de forma desenfreada e vários arraiais brotaram. Em 1652, foram agrupados sob o nome de Vila Rica - hoje, Ouro Preto.

MELHOR ÉPOCA
Quando visitar: o ano todo

Para quem quer conhecer as construções históricas com tranquilidade, o indicado é buscar períodos que não coincidam com festas e feriados prolongados. Quem busca agito, pode ir no carnaval para assistir a desfiles de blocos formados por estudantes e em outubro, quando ocorre a Festa do Doze, com ruas animadas de dia e de noite.

DICAS DE VIAGEM
Como se locomover

Veículo pessoal ou alugado
Você pode alugar um carro para passear pela cidade.

Táxi
Você pode andar de táxi pelas ruas históricas de Ouro Preto.

PONTOS TURÍSTICOS
Basílica de Nossa Senhora do Pilar

A Matriz Nossa Senhora do Pilar é considerada a igreja mais rica de Minas Gerais, graças ao requinte de sua decoração. Construída em 1696 e ampliada em 1712, é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A arquitetura segue o estilo barroco, formada pela nave e pela capela-mor. Estima-se que para decorar as duas estruturas tenham sido usados 400 kg de ouro e de prata em pó. A talha da capela-mor, retrato da Virgem rodeada por anjos, é uma referência do barroco, esculpida pelo português Francisco Xavier de Brito, tio do Aleijadinho.

Casa dos Contos
Vivia nessa casa João Rodrigues de Macedo, responsável pela arrecadação de impostos da Coroa Portuguesa e, por isso, um dos homens mais ricos do Brasil Colônia. Nessa casa ficavam as tropas imperiais e foi onde ficaram detidos “inimigos do Estado”. O local guarda hoje um acervo com mobiliário dos séculos XVIII e XIX, documentos, cartas, biblioteca e a Casa de Fundição e da Moeda Original.


Igreja do Carmo
Concluída em 1772, é um projeto de Manuel Francisco Lisboa, modificado por seu filho Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. Destaque para as torres – em forma de sino arrematado por pequena pirâmide em obelisco, como na Igreja de São Francisco de Assis, e para a presença de dez painéis de azulejos portugueses. Ao lado da Igreja, na casa do Noviciado, onde o Aleijadinho viveu seus últimos anos, hoje funciona o Museu do Oratório.

Igreja do Rosário

O ciclo barroco em Minas atinge a mais alta expressão com a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, ou simplesmente Igreja do Rosário. Planta revolucionária, é formada por dois corpos ovais, encaixados um no outro em forma de oito, e foi concluída na segunda metade dos anos 1700. A planta e a fachada curva a transformam em uma das maravilhas da arte mineira setecentista. Apenas ela e a São Pedro dos Clérigos, em Mariana, têm essa característica no estado.

Museu Aleijadinho

Reformado em 2007, foi criado em 1968 para preservar e expor objetos de arte sacra, de valor cultural, histórico e religioso. A estrutura funciona em um circuito formado por três igrejas da cidade: Santuário Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias, Igreja de São Francisco de Assis e Igreja Nossa Senhora das Mercês e Perdões. Nesses locais é possível contemplar obras de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, considerado o maior artista plástico de Minas. Arquiteto e escultor, Aleijadinho recebeu forte influência do barroco e da mistura dos estilos clássico e gótico. Seu túmulo está na Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias, uma das mais antigas paróquias de Minas Gerais (1707).

Museu da Inconfidência

Na Inconfidência Mineira, um grupo revoltado com o domínio português sobre o Brasil e com os altos impostos cobrados por Portugal resolveu libertar o Brasil do domínio português. O movimento foi descoberto e reprimido. Tiradentes, o líder, foi enforcado. O museu que resgata essa história foi inaugurado em 1944. O espaço que já havia servido de palácio municipal e cadeia foi reformado para valorizar a memória do movimento. Formado por mais de 4 mil objetos, o acervo tem exemplares de praticamente todas as esferas da vida social mineira dos séculos XVIII e XIX.

Parque Estadual do Itacolomi

Com área de 7.543 hectares, é uma Unidade de Conservação e de proteção integral sob a responsabilidade do Instituto Estadual de Florestas. As atividades visam promover o ecoturismo, a educação ambiental e a pesquisa. Trilhas, expedições, tirolesa, visitação a museus, acampamento, nado, contemplação da flora e fauna, pesquisas e playground fazem parte do cardápio de opções. A unidade de preservação também possui construções históricas, como a Casa do Bandeirista, a Casa dos Visitantes, o Museu do Chá e a Capela de São José.

Comentários para "Descubra os encantos da cidade histórica de Ouro Preto":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório