×
ContextoExato
Responsive image

Detran do Distrito Federal recolhe armas de choque usadas por agentes em motorista

Detran do Distrito Federal recolhe armas de choque usadas por agentes em motoristaFoto: Metrópoles

Caso ocorreu na segunda-feira (14/10/2019). Condutor diz que voltava para casa e foi abordado sem motivo

Matheus Garzon - Metrópoles - 16/10/2019 - 19:15:55

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) recolheu, nesta quarta-feira (16/10/2019), as armas de choque, os chamados tasers, utilizadas pelos agentes que imobilizaram um homem durante abordagem na QNL de Taguatinga na noite da última segunda ( 14/10/201 ). André Luis Ferreira Lima voltava para casa após passar no supermercado quando servidores pediram para que ele parasse.

Segundo o motorista, ele tinha acabado de sair de um supermercado quando se deparou com vários carros do órgão. “Tinha um comboio e eu fiquei atrás. Quando estava chegando perto da minha casa, dei seta para fazer o retorno e uma das viaturas me fechou. Eu fui para o outro lado, tentei virar de novo e não deixaram”, conta.

Lima diz que chegou a fazer um gesto de indignação e isso teria revoltado os agentes, que o seguiram até a porta da residência dele. “Na porta de casa eu dei minha habilitação e documento do carro. Não tinha nada vencido, eles não tinham o que fazer”, relata.

A situação piorou, de acordo com André, quando os agentes pediram a chave do carro. “Eu falei que não entregaria, pois eles não têm poder de polícia. Nisso, um deles jogou spray de pimenta na minha cara e outro me acertou com um taser. Tudo isso na frente da minha mulher e filha.”

Nesse momento, ele diz ter empurrado um dos agentes e saído correndo. Conforme é possível ver em um vídeo feito por moradores, os servidores do Detran-DF perseguem André Luís gritando “pega ladrão”.

Depois de passarem por um posto, André é imobilizado, algemado e ainda alvo de outra arma de choque. Ele foi levado à 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro), onde teve que pagar fiança de R$ 2 mil para ser liberado pelo crime de desacato. Outros R$ 500 tiveram que ser gastos para liberar o carro do depósito. O homem disse que ficou ferido na ação.

O que diz o Detran-DF

Procurado, o Detran informou que “está acompanhando toda a apuração da ocorrência de prisão em flagrante por desacato e resistência ocorrida na QNL” e para apurar a ação dos servidores, o órgão disse “que foi aberto um processo administrativo para apuração das atitudes dos servidores”.

Já está marcada, para os próximos dias, a oitiva dos agentes com relação ao caso.

Comentários para "Detran do Distrito Federal recolhe armas de choque usadas por agentes em motorista":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório