×
ContextoExato
Responsive image

Dia do Turista: Países oferecem vantagens para viagens após a pandemia

Dia do Turista: Países oferecem vantagens para viagens após a pandemiaFoto: Pixabay

Destinos atingidos pela Covid-19 se mobilizam para movimentar o turismo e oferecem descontos aos viajantes

Catarina Loiola - Metrópoles - 13/06/2020 - 07:44:26

Milhares de pessoas ao redor do mundo estão de malas prontas esperando a chance de poder voltar a viajar por diversos países. Com foco nesse público e na retomada do setor, destinos conhecidos do público oferecem vantagens e facilidades para visitantes quando acabar a pandemia do novo coronavírus.

Reabrir fronteiras e oferecer custeio de despesas, passagens e hospedagens são algumas das ações para aumentar o fluxo de turistas e conseguir o lucro perdido durante os meses de isolamento social.

De acordo com a personal travel Patrícia Santos, que atende pelo Instagram, países em que o número de contaminação e óbitos foram muito elevados tendem a criar maneiras de movimentar o turismo local, como a Itália, que já foi epicentro da pandemia. A profissional enfatiza que “além das vantagens, eles também têm que mostrar ao turista que a situação do país é segura.”

Em comemoração ao Dia do Turista, celebrado no Brasil neste sábado (13/06), o Metrópoles selecionou alguns dos benefícios criados para fisgar o consumidor

Confira:

Itália

Mergulhar nas águas cristalinas de temperatura amena da Sicília, ilha paradisíaca da Itália, será ainda mais fácil após a pandemia. O governo italiano está oferecendo custeio de metade do valor dos voos e dos gastos com hotel, sobretudo para movimentar a economia da região. Para conseguir o desconto, o viajante deve solicitar o bônus no site Visit Sicily assim que as fronteiras do país reabrirem. A Itália foi um dos países mais atingidos pela Covid-19 na Europa e chegou a ser o epicentro da pandemia.

Grécia

O governo grego anunciou redução de 24% para 13% nas taxas do transporte. A medida valerá por cinco meses e deve diminuir o preço das passagens aéreas e do transporte marítimo, essenciais para exploração das ilhas. A partir de 15 de junho, as fronteiras do país estarão abertas para países vizinhos e a partir de julho, para as demais regiões. Apesar de não ter números elevados de casos do novo coronavírus, a Grécia também sofreu com a falta de arrecadação do setor de turismo este ano.

A República Dominicana deve abrir as fronteiras a partir de julho

O governo italiano vai pagar metade do valor dos voos e dos custos de hotel pós pandemia, para viajantes que solicitarem benefício

As ilhas gregas terão custo de transporte reduzido por cinco mesesPixabay

A República Dominicana deve abrir as fronteiras a partir de julho

O governo italiano vai pagar metade do valor dos voos e dos custos de hotel pós pandemia, para viajantes que solicitarem benefício

República Dominicana

Localizado no Caribe, o país é o destino de turistas que desejam curtir praias paradisíacas. A República Dominicana anunciou, esta semana, que pretende começar a receber visitantes internacionais a partir de 1º de julho, início do processo de remoção das medidas contra o novo coronavírus. O foco, aqui, não são vantagens econômicas, mas o oferecimento de uma viagem totalmente segura.

“A partir de 1º de julho, a indústria turística dominicana está pronta para começar a receber seus viajantes de maneira responsável e acatando a todas as recomendações dos órgãos nacionais e internacionais sobre higiene, sanitização e distanciamento social”, apontou Francisco Javier García, Ministro do Turismo.

“Desde o momento do desembarque dos turistas em nosso país, as medidas implementadas irão garantir uma experiência segura e prazerosa para que possam desfrutar dos atrativos que fazem da República Dominicana o principal destino do Caribe”, completou.

E no Brasil?

O Ministério do Turismo brasileiro não se pronunciou sobre a possibilidade de oferecer vantagens para turistas no país.

Segundo estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) publicado em abril deste ano, o Produto Interno Bruto (PIB) do setor turístico brasileiro deve ter forte retração em 2020, com redução de 38,9% no faturamento em relação ao ano passado. Em 2019, a arrecadação chegou ao total de R$ 270,8 bilhões, enquanto, neste ano, a previsão é que o total seja de R$ 165,5 bilhões.

Comentários para "Dia do Turista: Países oferecem vantagens para viagens após a pandemia":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório